Estado avança com obras de barragens nas cidades de Delmiro e Água Branca Por meio do Projeto de Pequenas Barragens, o Governo do Estado estimulará a qualidade de vida dos moradores da região do Alto Sertão

17 dez 2020 - 18:30

Barragem Genivaldo Moura, em Delmiro Gouveia, é uma das quatro já finalizadas (Foto: Assessoria / Seinfra)

O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), trabalha para garantir o acesso à agua para a população do Alto Sertão. Os microprodutores rurais dos municípios de Delmiro Gouveia e Água Branca serão beneficiados pelo Projeto de Pequenas Barragens, que vem implantando barragens a serem abastecidas a partir do Canal do Sertão, levando água às pequenas propriedades e assentamentos rurais. A previsão de entrega de todas as 17 barragens é para junho de 2021.

Com essa ação, cerca de 1.200 famílias serão beneficiadas, tendo condições básicas para a produção de agricultura familiar e a criação de animais. Os recursos para as construções totalizam R$ 14 milhões, oriundos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep).

Localizadas ao longo dos primeiros 65 km do Canal do Sertão, nove ficam em Delmiro Gouveia e oito em Água Branca. Atualmente, há duas barragens já finalizadas em Delmiro Gouveia (Genivaldo Moura e Alto Bonito) e duas em Água Branca (Favela e Tabuleiro). Para os próximos dias está prevista a finalização da barragem Pião, também em Água Branca.

O secretário da Infraestrutura, Maurício Quintella, destaca a importância do projeto: “Quando a equipe chegou em Delmiro Gouveia, meses atrás, foi feita toda uma análise e chegamos à conclusão de que realmente havia a necessidade dessas obras. Por exemplo, os animais da região não tinham onde beber água e procuravam o Canal do Sertão para matar a sede, o que não é o ideal. Com as barragens prontas, abastecidas através de uma rede originada no Canal, as famílias terão água o ano todo para o cultivo e criação animal”.

Além dos municípios que já estão sendo contemplados, o projeto prevê construções em outras cidades da região. O objetivo final é prover os recursos necessários de forma contínua para as mesorregiões do Sertão e do Agreste, buscando reverter o quadro de vulnerabilidade econômica e social que se aprofunda ainda mais nos períodos de estiagem, dando mais oportunidades de crescimento e qualidade de vida para a região do Velho Chico.

O Supervisor de Planejamento de Projetos Especiais da Seinfra, Sebastião Gonzaga, afirma que a expectativa da população é grande. “Estamos aproveitando a mão de obra local, gerando oportunidade de emprego para o pessoal. Eles estão muito esperançosos com as consequências positivas que virão. É uma satisfação imensa acompanhar essa mudança”, disse.

Por Assessoria / Seinfra 

Comentários