Em Alagoas: veja o protocolo para retomar funcionamento de estabelecimentos

17 jun 2020 - 11:08

Lojas do Centro de Maceió, antes da pandemia (Foto: Assessoria / Fecomércio AL)

Divulgado na última segunda-feira (15), pelo Governo de Estado de Alagoas, o protocolo Sanitário e de Distanciamento Social Controlado traz todas as recomendações a serem seguidas pelos estabelecimentos, tanto os que já estão autorizados a funcionar, quanto os que ainda esperam liberação para retomar.

Segundo o Governo, o documento define medidas sanitárias gerais e específicas para cada setor com base nas orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da Organização Internacional do Trabalho (OIT) para prevenção da COVID-19.

Apesar da publicação, o protocolo ainda não define data para abertura dos locais que seguem proibidos. A expectativa é que o próximo decreto do Governo de Alagoas traga a autorização de funcionamento de novos setores, contudo, não há certeza nessa ação.

Entre algumas das regras gerais está o uso obrigatório de máscaras para todos os prestadores de serviço, visitantes, usuários e clientes; disponibilização ininterrupta de álcool gel 70% em locais fixos de fácil visualização; limpeza dos sapatos na entrada dos estabelecimentos; e distância segura de 1,5m entre as pessoas.

Passa a ser também recomendado a todos os setores econômicos: instruir os funcionários a troca de uniformes e roupas no início e ao fim do expediente; prioridade de métodos eletrônicos de pagamentos nos estabelecimentos e transportes coletivos; além de proibição de reuniões presenciais com mais de 10 pessoas, priorizando-se os encontros por videoconferência e a higienização de maquinetas e telefones que poderão ser envoltos com papel filme.

As orientações específicas para cada segmento da economia também estão detalhadas no documento, com disposições individuais para salão de beleza e barbearia, supermercado e home center, lojas e estabelecimentos de rua, meios de hospedagem, igrejas templos e demais instituições religiosas e construção civil.

Estão também inseridas no protocolo recomendações para shopping centers, galerias, centros comerciais e similares, bares e restaurantes, cafeterias de lanchonetes de postos de combustíveis, receptivos e transportadoras turísticas, academias e clubes de ginásticas e transporte intermunicipal.

Para conferir o protocolo na íntegra, CLIQUE AQUI.

Da Redação com Assessoria

Comentários