Enchente do rio Ipanema interdita rodovias e fecha cidade de Santana do Ipanema

30 mar 2020 - 20:15

Barragem do Rio Ipanema foi a primeira a ser interditada (Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net)

Uma das maiores enchentes do rio Ipanema que a cidade de Santana do Ipanema já viu. Essa foi a conclusão feita pela maioria dos moradores ouvidos pelo site Alagoas na Net que percorreu toda a cidade da madrugada até o final do dia desta segunda-feira (30). 

Uma boa parte do município situado no Médio Sertão de Alagoas acordou literalmente debaixo d’água, isso porque, por volta das 7h, o rio já se encontrava transbordando toda a sua calha e invadindo ruas no entorno de bairros e até o centro da cidade.

A ponte da Barragem, a primeira a receber o rio vindo do Poço das Trincheiras, teve que ser interrompida, devido a forte intensidade das águas. Por horas ninguém transitou, vindo a ser liberada somente no período da tarde, quando o nível do rio baixou.

Em seguida, a pequena ponte do Padre, na qual deságua o riacho Camoxinga também foi tomada pelo Ipanema, que invadiu o curso d Camoxinga e a água represou os bairros do Artur Moraes, parte da Baraúna e adjacências.

A última ponte a atingir seu máximo foi a que faz ligação do centro da cidade com a rodovia AL 130, com destino a cidade de Olho d’água das Flores. Essa também transbordou, ficando intransitável. Somente horas depois foi possível ver o estrago feito pelas águas.

A medida que o rio ia baixando, foi-se percebendo o tamanho da catástrofe causada pela enchente. Centenas de casas e estabelecimentos próximos ou não tão perto do rio foram afetados pela força das águas.

enchente_rio_ipanema-1

Picture 1 of 6

Aviso veio antes

Apesar de todo o cenário do desastre, o Corpo de Bombeiros e Defesa Civil não registraram até o momento nenhum caso de pessoas feridas, desaparecidas ou mortas. Vários moradores foram resgatados, mas até agora não se tem um número oficial.

Vale também ressaltar que, o Corpo de Bombeiros da cidade realizou um trabalho de alerta com bastante antecedência. As 22h do dia de ontem as autoridades reuniu a imprensa e informou sobre a elevação do rio.

Durante a madrugada, exatamente as 3h os Bombeiros perceberam que o rio chegava aos 4,60 metros de altura, medida considerada limite para alagamento além da calha do rio. A partir disso, viaturas saíram pela cidade informando os moradores ribeirinhos para saírem de suas casas.

Apesar de todo o aviso, teve muita gente que não acreditou, e acabou por esperar a água bater na sua porta para sair. Muitas foram as cenas de móveis nas ruas de Santana do Ipanema.

Os bombeiros pediram para que a Equatorial desligasse toda a energia da cidade, diante do tombamento de vários postes em bairros populosos. A cidade também ficou por várias horas incomunicável, pois o sinal de celulares também ficou deficiente.

Por Lucas Malta / Da Redação

Comentários