Empresários conhecem crianças e ações da Casa do Menor em Santana do Ipanema

25 mar 2017 - 19:55


Diretor da instituição apresentou todas as dependências e falou da importância da instituição para a cidade.

Cícero [à esquerda] acompanhou os visitantes (Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net)

Cícero [à esquerda] acompanhou os visitantes (Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net)

Um grupo de empresários santanenses foi convidado a participar nesta semana, de um almoço e fazer uma visita às dependências da Casa do Menor São Miguel Arcanjo, instituição localizada no bairro da Camoxinga, em Santana do Ipanema, Médio Sertão de Alagoas.

O encontro foi conduzido por dois dirigentes da instituição, o Cícero Alberto Isidoro e a Celina França Martins. Ambos levaram os empreendedores a conhecer mais de perto todo o trabalho que ali é desenvolvido, bem como as crianças e jovens atendidos.

Dentre um dos convidados estava o comerciante Francisco Lemos, que para a surpresa de um dos colaboradores da Casa, já é um doador fiel do local. “Há, então o senhor é o Francisco, esposo da Maria Helena? Recebemos sempre doações de margarina e outros produtos”, lembrou Celina, que ainda não conhecia o contribuinte pessoalmente.

Junto ao Chico da Padaria também estavam os irmãos Avelar e Cristóvão Ferreira, este último conheceu pela primeira vez o local. A visita dos empresários foi uma ideia de um recém colaborador da Casa do Menor, o servidor público Sérgio Campos. “Conheci o Cícero pelas redes sociais e daí surgiu a curiosidade em saber das ações da Casa do Menor”, disse o santanense.

Sérgio Campos, assim como boa parte da população local já ouviu falar, em algum momento da Casa do Menor, mas foi somente nos últimos dias que ele decidiu acompanhar de perto e contribuir para o trabalho.

O dirigente da Casa do Menor não escondeu a satisfação em receber os visitantes. Para ele, a passagem da classe empresarial, como de qualquer pessoa da comunidade é uma grande oportunidade de apresentar as ações. “Temos 12 crianças acolhidas aqui e ofertamos, para elas e outras, aulas de dança, de sapateado, de instrumentos, capoeira e futsal”, conta ele.

Empresários conversaram com os residentes da instituição (Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net)

Empresários conversaram com os residentes da instituição (Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net)

Cícero também destacou a importância da cidade sertaneja ter um espaço dedicado às crianças. “Aqui é um lugar no qual damos a oportunidade da criança ser criança. Brincar como criança, viver como criança. Muitas delas aqui já sofreram muitas experiências ruins, na rua ou em suas casas”, explica o diretor, ao lembrar de que alguns menores são oriundos de ações do Conselho Tutelar e ordens judiciais.

Em busca de ajudas

Mesmo com a boa vontade de ofertar de vários trabalhos, os dirigentes da Casa do ressaltam a dificuldade em manter as ações. “Infelizmente ainda temos um número muito pequeno de doações, e exatamente por isso, em alguns momentos já tivemos que reduzir alguns cursos. Nos esforçamos pra não faltar o básico para nossas crianças. Comida, roupa e educação”, conta ele.

Empresários podem adotar cofres em suas lojas (Foto: Lucas Malta/Alagoas na Net)

Empresários podem adotar cofres em suas lojas (Foto: Lucas Malta/Alagoas na Net)

Uma das ações que a Casa do Menor tem tentado implementar, para aumentar o numero de doações é a colocação de ‘pequenos cofres’ em pontos comerciais de maior movimento de pessoas. “Fizemos umas casinhas de madeira em forma de cofre e algumas lojas se dispuseram a colocar ao alcance dos clientes. Além das contribuições, é uma forma também de divulgação”, diz o Cícero.

Outro tipo de ação proposto pela instituição é a promoção de pequenos eventos, como o que acontecerá neste domingo (26). Trata-se da Feijoada Beneficente, um evento que terá música ao vivo e sorteio de pequenos brindes para os participantes. Para aproveitar a boa comida a entrada custa apenas R$ 10 (dez reais).

Para os comerciantes (e não comerciantes) interessados em colaborar dessa ou de alguma outra maneira poderá se dirigir ao próprio local, na Rua Adjailson Teles, 322, Camoxinga. Também podem ligar através do telefone (82) 3621-1849.

Por Lucas Malta / Da Redação

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.