Empresa de AL é acusada de participar de importação ilegal de fuzis no Rio

05 jun 2017 - 08:00


Material apreendido seria distribuído entre traficantes de comunidades cariocas; nome da empresa não foi revelado.

Uma investigação desencadeada pela Polícia Civil do Rio de Janeiro aponta que uma empresa localizada em Alagoas é uma das responsáveis pela importação ilegal de fuzis entre os Estados Unidos e o Brasil, descoberta na última semana.

Os policiais apreenderam 60 fuzis, dos modelos AK-47, AR-10 e G3, dentro de aquecedores para piscinas. O material deveria ser distribuído entre traficantes de comunidades cariocas, segundo a investigação, e usado contra as forças policiais.

Conforme levantamento divulgado pelo Fantástico, da TV Globo, a empresa alagoana está localizada no Edifício Trade Center, no Centro de Maceió. O nome não foi revelado, mas ela está associada a outros três grupos na importação.

Veja matéria completa no Gazetaweb

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.