Emater investe R$ 2,4 milhões no Semiárido Alagoano através de projeto PDHC beneficia 1.974 famílias e foi prorrogado até o dia 31 de dezembro de 2021.

02 set 2021 - 08:00


Foto: Divulgação / Emater

O Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável de Alagoas (Emater) investiu R$ 2,4 milhões na região do Semiárido Alagoano, para beneficiar quase 2 mil famílias que fazem parte do Projeto Dom Helder Câmara (PDHC). Por conta do sucesso na execução, o programa foi prorrogado até o dia 31 de dezembro de 2021.

Ao todo, fazem parte do projeto 1.974 famílias em 21 municípios, que recebem os serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), sendo que, dessas, mil recebem o fomento no valor de R$ 2.400.

As famílias são selecionadas nas políticas públicas por meio da identificação e do assessoramento às que estão em situação de extrema pobreza e vulnerabilidade, com renda per capita de até R$ 89.

O projeto tem como objetivo promover a inclusão produtiva e social dos agricultores familiares, contribuindo para o enfrentamento das condições de pobreza na região com a melhoria da qualidade de vida, através da oferta de serviços de assistência técnica e extensão rural para agricultores familiares.
Uma das beneficiárias é a agricultora familiar, Ana Lúcia, residente do Sítio Batuque no município de Água Branca, que há dois anos ela e a família recebem o benefício do programa no valor de R$ 2,4 mil.
 
“Receber esse fomento é maravilhoso, com ele nós construímos um fogão agroecológico, começamos a produzir beiju para vendermos nas feiras, o que possibilita o aumento do nosso rendimento familiar”, relatou Ana.

A produtora Marta de Duda, que mora na Serra do Cavalo, também em Água Branca, é outra que recebe o fomento no mesmo valor do PDHC. Para ela, o programa proporcionou uma melhoria de vida. “Nós tivemos um desenvolvimento maior na quantidade e na qualidade das nossas colheitas. Sou muito grata à Emater por trazer esse projeto até nosso município, gerando renda e dando condições dignas às famílias da região”.

O PDHC é resultado de uma parceria entre a Emater, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Ministério da Cidadania, o Fundo Internacional para Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (ANATER).

Por Arthur Fellipe / Assessoria

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.