Emater implanta resultados de pesquisa científica em prol dos agricultores Foco da ação é avaliar a adaptabilidade das plantas do gênero implantadas em diferentes microrregiões de Alagoas

07 abr 2021 - 19:00

Emater implanta resultados de pesquisa científica em prol dos agricultores (Foto: Assessoria / Emater)

Rúcula, pimentão, alface, cebola. Esses são apenas alguns tipos de hortaliças que serão implantados em unidades demonstrativas nas áreas de agricultores familiares pelo Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável de Alagoas (Emater).

O projeto é fruto de resultados positivos de pesquisas no cultivo de hortaliças, e será iniciado em Arapiraca nessa quinta-feira (08). A ação também abrangerá outros municípios de diversas regiões do estado, como Feliz Deserto, Feira Grande, Belém, Água Branca, Piranhas, Atalaia, Murici e Fleixeiras.

Os principais focos são a avaliação a adaptabilidade das plantas do gênero implantadas em diferentes microrregiões de Alagoas; e a proposição de alternativas tecnológicas aos agricultores beneficiados, com ênfase no incremento da produtividade, redução de custos de produção, desenvolvimento sustentável e melhoria da qualidade de vida.

“A instituição de pesquisa, como por exemplo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), desenvolve o trabalho de melhoramento das sementes; os resultados deste trabalho são disponibilizados; em seguida, o setor de Pesquisa e Transferência de Tecnologia da Emater busca levar tais resultados às áreas de produtores rurais atendidas”, explicou a gerente de Pesquisa e Inovação Tecnológica do instituto, Joseani Castro.

O presidente da Emater, Adalberon Sá Júnior, ressaltou a importância da execução dessas atividades por parte do órgão. “Os resultados das pesquisas científicas [realizadas pelas instituições especializadas] devem ser incorporados nas áreas de produção agrícola, para que sejam colocados em prática. É aí que entra a Emater, fazendo com que a tecnologia e a assistência técnica continuada cheguem ao campo de produção do agricultor familiar”.

Por Assessoria / Emater 

Comentários