Em Santana, manifestantes fazem ato contra bloqueio de recursos na Educação

15 maio 2019 - 16:57

Alunos, professores e servidores foram às ruas (Fotos: Alagoas na Net)

Alunos, professores e outros servidores da rede pública do ensino médio e superior em Santana do Ipanema, município do Médio Sertão de Alagoas, protestaram nesta quarta-feira (15) contra o bloqueio de recursos na educação proposto pelo Governo Federal.

Empunhando faixas e cartazes, integrantes do IFAL, UFAL, UNEAL, além de escolas públicas municipais e estaduais percorreram as ruas da cidade e pararam no centro para fazer algumas falas sobre o ato nacional, que aconteceu simultaneamente pelo país.

Um dos participantes da manifestação em Santana do Ipanema foi o vigilante escolar da rede estadual, João Batista da Silva, que também é dirigente do Sinteal na cidade. Ele avaliou que o ato foi produtivo, e oportuno para levantar além desta outra pautas relevantes.

“Foi também um manifesto contra a reforma da previdência e contra a retirada de direitos dos trabalhadores. E contra os direitos retirados das universidades e dos institutos federais”, disse o servidor público.

Bloqueio de recursos

Desde que anunciou o contingenciamento de recursos em diversos setores da educação básica ao ensino superior, o Ministério da Educação vem recebendo críticas que culminaram com a realização dos atos de hoje.

Em viagem aos EUA, o presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (15) que não gostaria de contingenciar verbas da educação, mas que o bloqueio é necessário. Ele afirmou que a maioria dos manifestantes que protestaram hoje “são imbecis úteis, usados como massa de manobra”.

Por Lucas Malta / Da Redação

Comentários