Em Alagoas estudo mostra categorias de interesse do Microempeendedor

03 dez 2012 - 10:15

A Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) elencou as 50 principais categorias profissionais que interessam aos Microempreendedores Individuais (MEI), divididas nos setores de Comércio, Serviços e Indústria. A pesquisa, baseada em informações disponibilizadas pela Estatística Simples Nacional (SIMEI), do Ministério da Fazenda, tem como objetivo identificar o crescimento dessa categoria jurídica.

No Brasil, o setor de comércio representa mais de 50% do total de todas as formalizações. Em Alagoas, o cenário é semelhante. Do total de 35 mil pequenos negócios do estado, cerca de 18 mil são voltados para atividades comerciais. Entre as principais categorias do país estão comércio varejista de artigos e vestuário, lanchonetes, bares, minimercados e produtos de perfumaria.

Marcos Alencar, gerente de Atendimento Individual do Sebrae em Alagoas, diz que o estudo leva a instituição a se reposicionar quanto à aplicação de metodologias e soluções, pois agora é possível focar em ações específicas. “No estado, o setor de comércio é o que mais se destaca, onde mais empresas se formalizam. Logo, teremos que produzir um planejamento estratégico para esse público”.

Um estudo do Plano Plurianual, realizado em junho e julho de 2012, apresenta o perfil do MEI no estado: mais da metade é da cidade de Maceió, a maioria trabalha em estabelecimento fixo, possui apenas segundo grau completo, com idade entre 30 e 39 anos e é do sexo feminino.

De julho de 2009 a outubro de 2012, 725 categorias profissionais que desenvolvem atividades nos setores do comércio, serviços e indústria optaram pela legalização dos seus negócios por meio do MEI. Essas formalizações são importantes porque promovem o desenvolvimento da atividade aplicada pelo empresário, que antes trabalhava de maneira informal. O Microempreendedor Individual tem benefícios como cobertura previdenciária, isenção de taxas para o registro da empresa, redução de tributos e de burocracia, acesso facilitado ao crédito, entre outros.

Sebrae

Comentários