Em 1º discurso, Dra. Carol Magalhães pede aproximação da Câmara com o povo A parlamentar lembrou que os eleitores decidiram renovar mais da metade dos edis da Casa Tácio Chagas Duarte.

07 fev 2021 - 19:57

Vereadora Dra. Carol Magalhães participou da sua primeira sessão ordinária na Câmara de Santana (Foto: Assessoria)

Eleita pela primeira vez para atuar como vereadora em Santana do Ipanema, a empresária Dra. Carol Magalhães, do Cidadania, fez seu primeiro discurso durante a sessão ordinária da Câmara Municipal, ocorrida na manhã desta sexta-feira (5).

Em sua fala, a parlamentar ressaltou o papel do Poder Legislativo Municipal e chamou a atenção dos colegas para que aproximem cada vez mais suas atividades da população santanense.

Magalhães lembrou que a Câmara teve 65% de renovação dos seus membros, o que para ela foi um recado do eleitorado para a urgente necessidade de uma nova postura por parte dos seus representantes.

“Significa que o povo espera mudanças, uma nova forma de fazer política, muito trabalho, respeito, honestidade, transparência e comprometimento dos vereadores e vereadoras”, disse a vereadora.

Outro ponto citado pela parlamentar foi a independência e autonomia que a Casa deve ter, sem interferência de outro poder. “Não há mais espaço para criação de projetos irrelevantes, pautas vazias e distantes da realidade do povo. Teremos pautas em comum com o Executivo, em prol de toda a sociedade, mas tenhamos também uma agenda própria do Legislativo, de projetos e ações da Câmara que possam beneficiar nossa gente”, completou.

A vereadora Dra. Carol Magalhães também pediu que atitudes impositivas e antidemocráticas sejam abandonadas, fazendo com que os edis entrem em consenso, respeitando o ponto de vista dos demais vereadores e vereadoras eleitas.

“Apesar das nossas divergências político-partidárias, devemos nos unir, deixando para trás os nossos interesses individuais e corporativos, em prol do bem e dos interesses coletivos”, ressaltou.

Um último ponto abordado pela vereadora foi a participação da população nas ações do Legislativo. “Os tempos mudaram. Todos os cidadãos podem, devem e querem expressar suas opiniões e acompanhar o que seus representantes estão fazendo. As decisões tomadas aqui, em nome do povo, não podem ser sigilosas. Vamos dar exemplo de cidadania e incentivar a participação dos cidadãos na política”, finalizou.

Por Assessoria / Vereadora Dra. Carol Magalhães 

Comentários