Eletrobras faz mais de 6 mil cortes por inadimplência em 14 dias

16 mar 2018 - 09:54

Eletrobras trabalha num mutirão de cortes (Foto: Assessoria Eletrobras)

Nos primeiros 14 dias do mutirão de corte por inadimplência, a Eletrobras Distribuição Alagoas já realizou 6.271 cortes por débito. Além disso, 8.112 tiveram o fornecimento de energia elétrica suspensos. A operação segue até o dia 31 de março, em todos os bairros da capital e também nos 102 municípios alagoanos.

De acordo com a Eletrobras, após o desligamento, o fornecimento só pode ser restabelecido após a regularização de todos os valores pendentes. Para isso, o consumidor deverá solicitar a segunda via das faturas em um dos postos de atendimento ou pelo Call Center 0800 082 0196. O prazo para religação é de até um dia útil em área urbana, e dois dias úteis na zona rural.

O mutirão também busca o combate à ligação à revelia, quando o próprio consumido faz a religação da energia elétrica, sem autorização da Eletrobras. Durante os primeiros dias da ação, foram constatadas 1.841 religações. 

De acordo com o gerente de cobranças, André Carvalho, os números estão dentro da expectativa para os primeiros dias e devem se intensificar até o fim do mês. “Sempre orientamos aos clientes a manterem suas contas em dia, evitando transtornos e o pagamento de multas e juros”. 

O gerente de cobranças, André Carvalho, orienta que aqueles que, por alguma razão, atrasaram o pagamento, procurem um dos postos de atendimento da Eletrobras para a regularização dos débitos. 

Em 2017, a inadimplência ativa dos clientes da Eletrobras Alagoas das classes privadas chegou a mais de R$ 185 milhões, incluindo as classes residencial, industrial, comercial e rural. Destas, a com maior débito é a residencial, com R$ 115 milhões. Em seguida, vem a comercial, com R$ 38 milhões e a Industrial, com R$ 18 milhões.

Por Livia Leão / Gazetaweb

Comentários