Eclipse solar poderá ser visto em Alagoas no próximo domingo

30 out 2013 - 19:22

Fenômeno poderá ser observado no Observatório Astronômico do Cepa; programação também envolve seminário; atividades serão abertas ao público.

Foto: Itawi Albuquerque

Foto: Itawi Albuquerque

O último eclipse solar do ano, esperado para o próximo domingo (03), poderá ser visto parcialmente em Alagoas no Observatório Astronômico Genival Leite Lima (OAGLL), localizado no Centro de Pesquisas Aplicadas (Cepa). Além da observação, outra atividade em torno do fenômeno, coordenada pelo Centro de Ciência e Tecnologia da Educação (Cecite), será o seminário “Conhecendo mais sobre os eclipses”, na próxima sexta-feira (1º), na sede do miniauditório no Centro de Ciência e Tecnologia da Educação (Cecite), a partir das 20h.

O professor de Física Adriano Aubert, coordenador do OAGLL-Cecite, vai ministrar o seminário programado para as 20h, no miniauditório do Cecite. Aubert também conduz a observação do fenômeno, no domingo. As ações são abertas ao público em geral.

“A ideia do seminário é que as pessoas tenham mais informações sobre os mitos acerca de eclipse, como ocorrem esses fenômenos e instruções de como observá-los, por exemplo. Também queremos mostrar a importância desses astros para nós, aqui na Terra, e mostrar à sociedade alagoana um grande espetáculo da natureza”, explica Aubert.

O fenômeno – O Eclipse, que será híbrido (total e anular) para alguns países da África equatorial, é o último deste ano. Para os estados do Norte e Nordeste do Brasil, o eclipse será parcial. O evento terá início às 08h05, quando o disco lunar encobrir o disco solar. Lentamente, o disco da Lua vai encobrindo a parte norte do Sol. O máximo de encobrimento da área do disco solar será de aproximadamente 30% para quem observa de Alagoas. O ponto máximo do eclipse parcial deverá ocorrer por volta das 09h10, horário local. A partir daí, o disco lunar vai se deslocar, deixando o disco solar por volta das 10h15.

O primeiro eclipse solar deste ano aconteceu no dia 10 de maio, mas não foi visível para a região nordeste brasileira. Já os eclipses lunares foram mais constantes, com um no dia 25 de abril, parcial e não visível para Alagoas, e dois eclipses penumbrais, um no dia 25 de maio e outro em 18 de outubro. O próximo fenômeno será lunar e deve acontecer no dia 15 de abril, mas não poderá ser observado no Nordeste.

Orientações – De acordo com Adriano Aubert, por se tratar de intensa fonte de radiação eletromagnética (luz visível, infravermelho e ultravioleta), o Sol apresenta sério risco à visão. “É preciso muito cuidado ao observá-lo. Não se deve olhar diretamente para o disco solar, mesmo que seja por uns poucos segundos. Na observação do eclipse deve-se ter sempre em mente isso”, orienta o professor de Física.

“O meio mais seguro de observar o fenômeno é através da projeção do disco solar com instrumentos como binóculos e telescópios ou até mesmo de um pequeno espelho, como será apresentado no seminário”, complementa.

Da Agência Alagoas

Comentários