Dois mil imóveis do Mutange começam a ser demolidos pela Braskem Para a demolição dos imóveis está prevista a contratação de cerca de 70 operários, número que pode chegar a mais de duzentos profissionais no pico do trabalho.

Do CadaMinuto com Assessoria

06 jan 2022 - 11:54


Imagem ilustrativa no bairro do Mutange (Foto: Pei Fon / Secom Maceió)

A partir desta quarta-feira (6), o bairro do Mutange, em Maceió, começa a ser demolido. Ao todo, aproximadamente dois mil imóveis serão demolidos. O bairro começou a ser desocupado após o afundamento de solo causado pela extração da sal-gema operada pela Braskem.

A Braskem informou que as obras serão divididas em quatro etapas: as obras de terraplenagem para suavizar as inclinações do terreno e a construção de um sistema de drenagem que proporcionará o direcionamento seguro da água das chuvas; a quarta e última etapa é o plantio de cobertura vegetal, ampliando, assim, a área verde de Maceió. A previsão é que o trabalho seja concluído até o final de 2022. 

Cada uma dessas etapas é licenciada e autorizada pelos órgãos competentes, que acompanharão a realização dos trabalhos. A demolição será iniciada na parte mais plana, indicada com a cor vermelha no mapa. Com aproximadamente 74 mil m², essa região tem cerca de 227 imóveis, que estão localizados ao longo da Avenida Major Cícero, na base da Encosta do Mutange. Na sequência, será realizada a demolição das edificações localizadas nas áreas íngremes. 

Para a demolição dos imóveis está prevista a contratação de cerca de 70 operários, número que pode chegar a mais de duzentos profissionais no pico do trabalho. Toda a área está cercada com tapumes e tem placas de sinalização indicando que apenas pessoas autorizadas podem circular no local.

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.