Dilma dá ênfase na CNI: “Não recuaremos”

05 dez 2012 - 12:10

A presidente Dilma Rousseff mandou um recado direto para o PSDB durante seu discurso na abertura do 7º Encontro Nacional da Indústria (Enai), em Brasília. Ela disse que “lamenta profundamente” a “imensa insensibilidade” de quem não percebe a importância da redução da tarifa de energia elétrica.

Nesta terça-feira, os estados de São Paulo, Minas Gerais e Paraná informaram que as estatais Cesp, Cemig e Copel não irão aderir integralmente à concessão de renovação das elétricas, uma estratégia articulada pela cúpula do PSDB (leia mais).

Dilma insistiu na medida do governo federal, que prometeu baixar 16,2% da conta de luz em 2013: “Não recuaremos”. Segundo ela, a redução “é essencial para aumentar a competitividade do país”. Com a não adesão dos três estados, possivelmente a redução ficará abaixo do prometido pelo governo.

A presidente destacou que “somente com os setores público e privado agindo na mesma direção e garantindo competitividade interna e externa teremos o país crescendo”.

Em sua fala, a presidente também destacou os números do Pronatec, programa realizado em parceria com a Confederação Nacional da Indústria. “A parceria que fizemos com a CNI para o Pronatec muito nos orgulha. Damos qualidade ao enino médio e também aos nossos trabalhadores”.

Ela finalizou seu discurso dizendo que a grande diferença entre os países é a qualidade da sua gente e que aposta na qualidade dos brasileiros.

Brasil247

Comentários