Descoberta pintura durante restauração da Igreja do Bonfim em Marechal Deodoro O restauro do templo está previsto para encerrar no primeiro semestre de 2022.

29 set 2021 - 10:00

Iphan investe R$ 1,3 milhão nas obras em curso, que se somam a outros restauros realizados na cidade pelo Instituto (Foto: Daniela Reis / Iphan)

Casas coloridas contornam um vasto pátio que se estende à frente da igreja de fachada franciscana: o visitante que chega a Marechal Deodoro (AL) é logo cativado por essa paisagem singular. Trata-se da Igreja Nosso Senhor do Bonfim, situada no Largo de Taperaguá, que está sendo restaurada com investimentos de R$ 1,3 milhão do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O interior da edificação também guarda atrativos, como a recém-descoberta pintura do forro.

Durante a limpeza e remoção da camada aparente de tinta, descobriu-se uma pintura com edificações em perspectivas nas extremidades e uma imagem de Jesus Cristo ao centro. Com elementos de estilo barroco, a obra ainda não foi totalmente revelada, já que apenas metade do forro teve a camada de tinta removida. Após o fim dos trabalhos, toda a pintura artística ficará exposta.

O restauro do templo está previsto para encerrar no primeiro semestre de 2022. Além de intervenções na fachada, pisos e cobertura, a obra contempla a substituição total da rede elétrica, instalação do sistema de para-raios e construção de banheiro com acessibilidade. Completam os serviços a restauração dos bens integrados e elementos artísticos, como altar, tribuna, púlpito e outros.

Embora não se conheça a data de construção do templo, sabe-se que as terras onde se ergueu foram doadas para patrimônio religioso no século XVII. Ponto de tradicionais procissões, as celebrações da Igreja são iniciadas com festas dos mastros. Entre outras atividades, quermesses e apresentações de bandas de música orquestral e de pífanos integram os festejos. Espaço incontornável do cotidiano deodorense, o Largo de Taperaguá marca referências culturais e afetivas na memória dos moradores. 

“Foi uma grata surpresa a obra da Igreja do Bonfim em Marechal Deodoro ter revelado a excepcional pintura que estava guardada sob as muitas camadas do tempo e de tinta em seu teto. Estamos muito felizes em poder, em breve, devolvê-la à comunidade restaurada e com toda a sua beleza artística revelada”, comemora a superintendente do Iphan em Alagoas, Melissa Mota.

Foto: Thalianne Leal

Investimentos em Alagoas

Parte integrante do conjunto tombado, os cerca de 20 mil metros quadrados do Largo de Taperaguá receberam do Iphan, autarquia federal vinculada à Secretaria Especial da Cultura e ao Ministério do Turismo, cerca de R$ 7,9 milhões para o projeto. Concluídas em agosto de 2020, as intervenções requalificaram a praça e as ruas do entorno imediato. As obras foram executadas pela Prefeitura Municipal.

Em Marechal Deodoro, foi requalificado o largo do Carmo e restaurada a Igreja do Rosário dos Homens Pretos. Estão em curso o embutimento de fiação aérea no Largo da Matriz, o restauro da Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição, bem como a recuperação da sede da Filarmônica mais antiga da cidade, a Santa Cecília. Desse modo, a cidade está cada vez mais preparada para os moradores, além de fomentar o turismo, fonte potencial de geração de emprego e renda.

Diversas obras no estado vêm sendo realizadas com investimentos do Iphan, como a requalificação urbanística do Largo de São Gonçalo, em Penedo, a restauração da Igreja Matriz de Coqueiro Seco, na cidade de mesmo nome, e o restauro da Igreja Bom Jesus dos Martírios, em Maceió. Nos últimos anos, mais de R$ 17 milhões foram investidos em Alagoas pelo Instituto. 

Outras verbas foram concedidas pelo Fundo de Defesa dos Direitos Difusos (FDD), do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A restauração da Casa de Jorge de Lima, no município de União dos Palmares, a consolidação das ruínas da Igreja de São Bento, em Maragogi, e as adaptações para transformar em biblioteca a Igreja de Nossa Senhora do Amparo, em Marechal Deodoro, são exemplos da ação no FDD na região.
Assessoria de Comunicação Iphan

Por Assessoria / Iphan

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.