Denúncia levada ao MP indica que Estado fez contratações irregulares na pandemia Órgão recebeu informação de que fisioterapeutas haviam sido contratados sem processo seletivo

14 ago 2020 - 13:00

Órgão recebeu informação de que fisioterapeutas haviam sido contratados sem processo seletivo. (Foto: Carla Cleto / Agencia Alagoas)

O Ministério Público Estadual (MPE) recebeu uma denúncia de que o Governo do Estado havia contratado fisioterapeutas, de maneira irregular, para trabalhar no Hospital da Mulher, na linha de frente do combate ao novo coronavírus. 

Logo no início da pandemia, o Estado anunciou um processo seletivo para contratação de vários profissionais da saúde que atuariam no trato dos pacientes com Covid-19. 

 A seleção aconteceu, mas informes que chegaram ao conhecimento da 18ª Promotoria de Justiça da Capital dão conta de possíveis irregularidades no contrato de trabalho de alguns especialistas.

Diante desta notícia, a promotora Stela Valéria Soares de Farias Cavalcanti expediu recomendações ao secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, para que observe os critérios para as contratações de fisioterapeutas visando atender necessidades excepcionais e de maneira temporária. As medidas foram publicadas na edição desta sexta-feira (14), do Diário Oficial Eletrônico do Ministério Público Estadual.

Veja a matéria completa no GAZETAWEB.COM

Comentários