Defensoria pede que prefeitura de Tapera melhore estrutura de escola em 15 dias

25 abr 2019 - 07:50

Defensoria Pública recomenda que Município realize melhorias estruturais na Escola Elizabeth Jacobá Maria Bogers (Foto: Assessoria / DPU)

A defensora pública de São José da Tapera, Suellen Santos Rodrigues de Aguiar, recomendou à Prefeitura Municipal  e à sua Secretária de Educação que adotem, no prazo de 15 dias, todas as providências necessárias para sanar as irregularidades estruturais, sanitárias e de segurança na Escola Elizabeth Jacobá Maria Bogers. 

A recomendação foi enviada aos entes públicos nesta semana e teve como base um relatório de inspeção, realizada pela defensora pública na instituição de ensino, no começo deste mês. 

De acordo com a defensora, área externa da escola não possui escoamento das águas das chuvas e fica alagada, o local também apresenta capim alto, o que torna o local propício ao acumulo de lixo e a quadra poliesportiva está em desuso, em razão da falta de manutenção.  

Além disso, o portão principal do prédio está quebrado e, no interior da unidade de ensino, os bebedouros não são higienizados, várias carteiras e cadeiras estão quebradas e faltam extintores de incêndio, equipamentos de proteção e ventilação nas salas de aula. 

“No dia da vistoria havia várias crianças brincando com a água empoçada e o ambiente, com capim alto, virou foco de contaminação e de proliferação de várias doenças, especialmente dengue (ante o volume de água parada)”, frisa a defensora. 

Na recomendação, a defensora explica que, caso as irregularidades não sejam tomadas, a Defensoria Pública adotará as medidas judiciais cabíveis para assegurar os direitos dos estudantes e funcionários da escola.

Por Assessoria / DPU

Comentários