Com os efeitos da Covid-19, qual será o futuro do Campeonato Alagoano?

24 mar 2020 - 09:36

Os clubes do interior têm recursos para manterem seus jogadores (Foto: Divulgação)

Parado desde a semana passada, o Campeonato Alagoano 2020 tornou-se uma incógnita e algumas perguntas começam a surgir: haverá tempo para ser concluído? Os clubes do interior têm recursos para manterem seus jogadores? A federação tem como ajudar aos que precisam?

Mesmo diante de tanta interrogação, ainda não há nenhuma resposta, contudo, semana que vem pode ser decisiva para desatar-se esse nó. Todos os participantes do certame pararam as atividades, alguns até liberaram jogadores. Os clubes considerados pequenos financeiramente sentem mais os efeitos da COVID-19 estão sem condições de respirar.

A federação amazonense de futebol, que coincidentemente também é FAF, jogou a toalha, encerrou o estadual sem campeão nem rebaixados. Outras federações pensam em fazer o mesmo, mas ao olhar para o fim do túnel ainda brilha uma luz, luz esta que pode significar um prejuízo menor, tanto para os clubes envolvidos como para própria promotora do campeonato.

Já se comenta entre cronistas cascudos do rádio esportivo alagoano, que a FAF pode declarar o Murici campeão de 2020 e assim colocar um ponto final na competição deste ano. Poderia a FAF agir de tal forma?

Talvez seja exatamente isso que esteja sendo discutido entre o corpo jurídico da federação, mas para isso acontecer os clubes devem ser consultados, será que alguém ousaria em ser contrário a ideia? Para encerrar a matéria só mais uma interrogação, o que você torcedor acha de tudo isso?

Por Rânio Costa / Da Redação

Comentários