Cientistas espanhóis criam vacina que controla HIV temporariamente

04 jan 2013 - 14:07

Foto: Ilustração

Cientistas espanhóis desenvolveram uma vacina que permite controlar temporariamente o vírus da Aids em pacientes infectados.

“O que fizemos foi dar instruções ao sistema imunológico para que ele aprenda a destruir o vírus que, na infecção natural, não conseguiu”, explicou Felipe García, que integra o grupo de pesquisadores do hospital Clinic de Barcelona, responsável pela descoberta.

Em testes feitos com pacientes, a vacina conseguiu controlar temporariamente a replicação viral do HIV, com redução da carga superior a 90%. Essa situação é similar à resposta obtida com terapia de medicamentos antirretrovirais, segundo comunicado do hospital Clinic.

No entanto, a vacina só consegue controlar o vírus da Aids por um ano, no máximo. Depois disso, os doentes precisam voltar a tomar remédios antirretrovirais. Por essa razão, a equipe vai trabalhar para combinar essa dose com outras medidas.

Apesar disso, a vacina representa um avanço no controle da doença sem os antirretrovirais usados agora e que precisam ser tomados por toda a vida.

“Não chegamos lá, mas estamos perto”, disse nesta quarta-feira (2) o chefe do Departamento de Doenças Infecciosas do Clinic, Josep Maria Gatell, que chefiou a equipe.

“Na Aids, falamos de preto ou branco, temos que conseguir a cura funcional – controlar o vírus sem antirretrovirais por toda a vida – como passo para a erradicação”, acrescentou Gatell, durante entrevista coletiva.

“No futuro, haverá que melhorar a vacina e possivelmente combiná-la com outra terapia. Chegar até aqui nos custou sete anos e, nos próximos três ou quatro, trabalharemos nessa direção”, insistiu Gatell.

Da AFP

Comentários