Cerca de 20 médicos cubanos deixarão de atender nas cidades do Alto Sertão Das cidades do alto sertão, apenas Delmiro Gouveia não possui médico cubano, nas demais os números chegam a 5 profissionais do país caribenho.

16 nov 2018 - 11:00

Foto: Arquivo / Assessoria

Com o fim da parceria entre o Brasil e Cuba, 8.332 médicos cubanos deixarão o país até o dia 25 de dezembro deste ano. Desse número aproximadamente 20 atendem nas cidades que compõe o Alto Sertão de Alagoas.

Atualmente, apenas Delmiro Gouveia não tem médicos cubanos, os demais municípios. Água Branca, Canapi, Inhapi, Mata Grande, Olho D’água do Casado e Piranhas possuem profissionais do país caribenho.

Os municípios de Água Branca, Canapi, Inhapi e Olho D’água do Casado possuem cada uma, dois profissionais. Pariconha, Mata Grande e Piranhas, três, quatro e cinco profissionais atendem nesses demais municípios, respectivamente.

A reportagem conversou com alguns secretários da região que informaram que toda uma movimentação está sendo planejada para que o Ministério da Saúde absolva essa situação e possa solucionar esse problema que será enfrentado a partir de janeiro de 2019.

Veja matéria completa no ÍTALO TIMÓTEO 

Comentários