Centro de Diagnóstico e Imagem é referência na realização de mamografias pelos SUS Com equipamentos de última geração, Cedim já realizou mais de 40 mil exames, em pouco mais de dois anos

Patríca Barros / Uncisal

09 Maio 2022 - 19:13


Agora em maio, unidade irá ofertar duas mil mamografias gratuitas
(Foto: Marco Antônio / Agência Alagoas)

Após passar 11 anos fechado, o Centro de Diagnóstico e Imagem Professor Alberto Cardoso (Cedim) foi reaberto em julho de 2019, marcando um momento importante na história da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal) e da saúde pública no Estado. Em pouco mais de dois anos, depois de alcançar a marca de mais de 40 mil exames realizados, o Cedim se prepara para mais uma importante ação de prevenção e combate ao câncer de mama.

Unidade assistencial da Uncisal, o Cedim se transformou em referência no Estado na utilização de telelaudos e exames de mamografia e ultrassonografia mamária pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Neste mês de maio, uma nova campanha para realização de mamografias para mulheres de 40 a 69 anos teve início e a previsão é de que até o final do mês sejam realizadas aproximadamente duas mil mamografias.

“Mais uma importante campanha que o Cedim realiza para alertar as mulheres que o câncer tem cura, mas que precisa ser diagnosticado precocemente. Temos orgulho do trabalho que o Cedim vem realizando por meio dessas campanhas, cumprindo seu papel de servir à população de Maceió e também do interior do Estado com excelência”, destacou o reitor da Uncisal, Henrique Costa.

O Centro de Diagnostico e Imagem Professor Alberto Cardoso fica localizado na Uncisal.
(Foto: Pei Fon/ Agencia Alagoas)

A diretora do Centro de Diagnóstico e Imagem Professor Alberto Cardoso, Kátia Born, ressaltou que para esta campanha as mulheres precisam apenas se dirigir ao Cedim com o cartão do SUS e documento de identificação. Não é necessária solicitação médica.

“Todos os dias, a partir das 7h, iniciamos os atendimentos para os exames de mamografia. Se precisar fazer a biópsia, também realizamos no Cedim. Hoje somos referência para os serviços de punção por agulha grossa e ultrassonografia bilateral e também ampliamos as mamografias para rastreamento”, completou.

Referência no ensino e assistência

No mês de julho, o Cedim/Uncisal vai comemorar três anos que foi reaberto, após 11 anos sem nenhuma atividade. O reitor Henrique Costa, que é médico patologista e toda quinta-feira dá expediente no Centro, destacou a sua importância para o sistema público de saúde do Estado e, também, para servidores, estudantes e professores da Uncisal, uma vez que a unidade é campo para o tripé ensino-pesquisa- extensão da Universidade. “É gratificante olhar para o Cedim e ver o seu crescimento. Temos orgulho do trabalho que é realizado pela equipe e pelos avanços conquistados”, disse o reitor.

A vice-reitora Ilka Soares destacou a importância de oferecer um serviço de qualidade pelo SUS e ressaltou que os serviços de punção e biópsia permitem ao Cedim, junto ao Centro de Patologia e Medicinal Laboratorial (CPML/Uncisal), prevenir o câncer de mama e de tireoide em toda Alagoas.

“É muito importante para a população alagoana fazer seus exames preventivos, e aqui é 100% pelo SUS. Já foram realizadas campanhas com foco na prevenção ao câncer de tireoide, mama e colo de útero. Juntas, essas campanhas já beneficiaram mais de 4 mil pacientes”, completou a vice-reitora.

Com a ampliação dos serviços e aquisição de novos equipamentos, o Cedim/Uncisal passou a ser referência na 1ª Macrorregião da Saúde. “Nossa meta é realizar 40 mil mamografias por ano, além de sete mil ultrassonografias e cerca de 1.500 biópsias. O CPML tem sido um parceiro importante, realizando cerca de  1.700/ano de exames anatomopatológicos da mama. É um avanço importante para a população atendida pelo SUS em Alagoas”, declarou Kátia Born.

Um dos diferenciais do Cedim é a utilização de telelaudos, o que garante agilidade e qualidade ao serviço prestado. Por meio do telelaudos, municípios conveniados com a rede de diagnóstico da Universidade passaram a ter acesso a laudos com maior rapidez, contribuindo de forma mais eficiente para o diagnóstico e tratamento da população atendida pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.