Casa da Mulher realiza 88 atendimentos a vítimas de violência doméstica Mulheres foram encaminhadas à Delegacia, Defensoria Pública, Juizado Especial e para atendimentos em entidades parceiras

04 out 2021 - 20:00


Fachada da Casa da Mulher, localizada ao lado da Praça Sininbu, em Maceió. Foto: Caio Loureiro Fachada da Casa da Mulher, localizada ao lado da Praça Sininbu, em Maceió. (Foto: Caio Loureiro / TJ-AL)

Somente no mês de setembro deste ano, a Casa da Mulher Alagoana realizou 88 atendimentos a vítimas de violência doméstica. Foram 46 encaminhamentos à Delegacia da Mulher, Defensoria Pública, Juizado Especial e brinquedoteca, e 42 encaminhamentos para entidades parceiras.

Ao todo, 54 mulheres buscaram a Casa da Mulher Alagoana para cessar o ciclo de violência que estavam vivendo. Foram realizados 11 boletins de ocorrência (BO) e determinadas dez medidas protetivas. A instituição também realizou três visitas demandadas pelo Disk Denuncia 180. 

A coordenadora da Casa da Mulher, Érika Lima, explicou que o número de atendimentos é maior do que o número de vítimas porque, geralmente, elas precisam utilizar mais de um serviço ofertado na casa. A coordenadora também explicou que o aumento na procura se deve ao conhecimento das vítimas sobre a existência do local.

“É muito importante a divulgação da Casa da Mulher e os serviços que são ofertados. Já temos esses números expressivos com o atendimento sendo realizado somente nos dias úteis da semana”, comentou a coordenadora, que planeja ampliar os dias e horários para atendimentos das vítimas.

Para os atendimentos fora da casa, as mulheres foram encaminhadas para a Casa Abrigo Viva Vida, CRAS, CREAS, CAPSI, CAPS, CAPS AD, Patrulha Maria da Penha, IML, Conselhos Tutelares, Cesmac, Caixa Econômica Federal, Unidade Básica de Atendimento, Centro de Atendimento Socioassistencial (Casa), Casa de Direitos e Promotoria da Infância.

Balanço Geral 

De 11 de maio a 30 de setembro, 828 atendimentos foram realizados. Segundo os dados da instituição, 55 medidas protetivas foram impostas para afastar os agressores das vítimas, 56 boletins de ocorrência foram abertos e 21 visitas foram realizadas para verificar as denuncias.

Atualmente, a Casa da Mulher realiza o acompanhamento pessoal pós-acolhimento de 81 vítimas. A instituição está localizada na rua do Imperador, 119, ao lado da Praça Sininbu, no Centro de Maceió. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 19h30. Mais informações podem ser solicitadas por meio do número (82) 2126-9650.

Por Robertta Farias / TJAL

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.