Carimbão é contra Distritão: “Nem sempre o mais votado, tem mais legitimidade”

16 ago 2017 - 10:34

Carimbão falou sobre a implementação do Distritão (Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net)

O deputado federal por Alagoas, Givaldo Carimbão (PHS), declarou-se contra a proposta do Distritão, uma das medidas que estão sendo discutidas na Câmara Federal, na chamada reforma política.

O modelo em debate acaba com o sistema proporcional dando preferência aos candidatos mais votados numa legenda a se eleger. Para alguns analistas, a mudança cria uma distorção, pois exclui as chances dos candidatos com menor poder aquisitivo ou minorias.

A posição de Carimbão aconteceu nesta quarta-feira (16), em participação ao Programa Liberdade de Expressão, da Rádio Milênio. Para o deputado, tem candidato mais votado que gasta dez vezes mais que um que se elegeu numa posição menor. “Nem sempre quem tem mais votos, tem mais legitimidade”, declarou o político alagoano.

“Eu, por exemplo, me elegi gastando cerca de 800 mil, e tive mais de 80 mil votos. Tem deputado que tirou pouco mais de 100 mil votos, mas gastou mais de R$ 20 milhões”, disse Carimbão, sem citar nominalmente políticos.

Segundo o deputado, se esse sistema passar, o poder econômico vai se sobressair. “Se eu votar pra esse sistema vai prevalecer quem tem mais dinheiro. Quem tem vantagem são esses que tem muito dinheiro, inclusive que o Temer ajudou pra votar em suas medidas. Esses estão cheios de dinheiro”, disparou o parlamentar.

Por Lucas Malta / Da Redação

Comentários