Cansaço pode ser resultado de maus hábitos alimentares, afirma nutricionista

26 fev 2018 - 14:00

Consumo diário de suco detox é um bom aliado na redução da fadiga (Foto: Carla Cleto / Agência Alagoas)

É difícil você se sentir cansado? É muito provável que sua resposta seja negativa, quando consideradas as tamanhas responsabilidades e compromissos necessários para o crescimento pessoal e individual de qualquer cidadão. Mas essa indisposição pode ser resultante de outros fatores, que podem ser, inclusive, decorrentes de uma alimentação pouco saudável. O alerta é da nutricionista do Hospital Geral do Estado (HGE), Kristiane Duarte.

Segundo a especialista, não é difícil encontrar usuários sedentários, que pouco bebem água, mas se esbaldam nos refrigerantes, sucos industrializados e bebidas alcoólicas. Esses também preferem consumir no almoço carnes vermelhas e/ou embutidas, a exemplo de salsicha e linguiça, além de lancharem biscoitos recheados, sorvetes e frituras ou adotarem o mau hábito de pularem as refeições e ‘descontarem’ a falta na alimentação seguinte.

“Os maus hábitos alimentares, infelizmente, são comuns e os principais fatores para o desenvolvimento de doenças, como a obesidade, diabetes, hipertensão, problemas cardiovasculares e até o câncer. Entretanto, existem estratégias que podem ajudar a prevenir essas alterações, controlando o peso e melhorando o metabolismo do organismo”, explicou a nutricionista.

As estratégias mencionadas pela profissional vão desde a redução da produção de gordura e de radicais livres, que são as principais substâncias causadoras de doenças e de envelhecimento precoce. Para isso, é importante adotar uma dieta mais variada, capaz de fornecer diversos nutrientes necessários para o correto funcionamento das células, principalmente as cerebrais e musculares.

“Os alimentos do complexo B (arroz integral), o magnésio (banana) e a vitamina C (laranja) são fundamentais. A carência de ferro está relacionada à fadiga e, por isso, é importante incluir na dieta o feijão e folhas verdes. O guaraná, chá-verde e o chocolate amargo possuem cafeína, que é estimulante e termogênica. As castanhas, amêndoas e nozes são ricas em gorduras boas e selênio. E a aveia é um cereal rico em fibras solúveis e proteínas, além de carboidratos, gorduras, vitaminas e minerais antioxidantes”, pontuou resumidamente a nutricionista.

A profissional acrescenta que o consumo de suplementos deve acontecer conforme a necessidade do corpo, sendo primordial o acompanhamento de um nutricionista, uma vez que o consumo excessivo pode causar efeitos contrários aos objetivos e prejudiciais à saúde. Por exemplo, a cafeína em excesso pode causar irritação e insuficiência cardíaca, e o magnésio gera sonolência.

Receita de suco antifadigante

  • 250 ml de água
  • 1 folha pequena de couve
  • 1 colher de sopa de maca peruana em pó
  • 1 colher de chá de guaraná em pó
  • 1 colher de sobremesa de semente de linhaça
  • 2 rodelas de abacaxi
  • Folha de hortelã a gosto

Todos os ingredientes são batidos em liquidificador e o suco deve ser ingerido, de preferência, sem coar. A sugestão da nutricionista Kristiane Duarte é que o consumo seja diário e matinal.

Por Thallysson Alves / Agência Alagoas

Comentários