Cafeína Rec: selo independente surge para estimular a música alagoana

23 set 2014 - 19:00

Sediado no estúdio Magic Room, em Maceió, o Cafeína Rec vai realizar gravações, prensagem e lançamento de discos, entre outros serviços para gerenciamento da carreira de um artista.

Banda Eek faz parte do cast da Cafeína Rec (Foto: Luis Paulo / Divulgação)

Banda Eek faz parte do cast da Cafeína Rec (Foto: Luis Paulo / Divulgação)

O narrador português poderia estar falando especificamente de Alagoas quando exclamou que, nesta terra, em se plantando, tudo dá; principalmente se o cultivo é da música, pois o solo fértil sob os pés dos alagoanos tem revelado uma safra de talentos musicais indiscutíveis, mas ainda desconhecidos do grande público. Atentos a isso, dois jovens entusiastas da arte dos sons resolveram criar o selo musical Cafeína Rec, para extrair e levar ao público do mundo inteiro o melhor da produção de artistas ímpares. Emmanuel Miranda, produtor musical e músico, e Diogo Braz, jornalista e músico, apostam na qualidade do trabalho de artistas novos ou experientes, sem se prender a rótulos ou preconceitos. “A missão do selo é trabalhar com música boa, de corpo intenso, aroma marcante e sabor prolongado”, afirma Emmanuel Miranda, em jogo de palavras que bem poderia ser a descrição de um bom café gourmet.

O nome do selo vem daí, do gosto em comum que os dois empreendedores têm pelos grãos de café. “Cafeína é um nome estimulante, e é assim que encaramos a oportunidade de trabalhar com música de qualidade”, Revela Diogo Braz. “É a mesma preocupação artesanal para se extrair um bom café, sendo que o nosso grão é a canção”, completa.

O cast do Cafeína Rec ainda está sendo selecionado. Por enquanto, Emmanuel e Diogo só revelaram que seus próprios projetos musicais, naturalmente, serão lançados pelo selo: Eek e Loung-B. “Vamos divulgar os artistas do selo aos poucos, ainda estamos recebendo material para avaliação”, avisa Emmanuel. “Começamos com nossos próprios projetos por acharmos que seria uma boa forma de iniciar os trabalhos”. Os interessados devem enviar seu material (mp3, releases, fotos e links) para o e-mail cafeinarec@gmail.com.

Entre as frentes de ação do selo, estão diversas etapas do trabalho do mundo do entretenimento. Sediado no estúdio Magic Room, em Maceió, o Cafeína Rec vai realizar gravações, prensagem e lançamento de discos, divulgação, agenciamento de shows, e tudo mais que envolve o gerenciamento da carreira de um artista. Outro diferencial é que o selo está fechando parcerias em outros estados e países, como Holanda e Estados Unidos. “Nossa intenção é levar a música aonde ela possa ir. Temos ações planejadas tanto para o nosso próprio bairro quanto para o mundo”, revela Diogo. Ele e Emmanuel apostam na experiência e conhecimentos que adquiriram em mais de uma década de atuação em suas profissões e na música, além de estarem dispostos a saborearem novos desafios como uma boa xícara de café: estimulante e revigorante a cada gole.

O que é e o que faz um selo musical?

Um selo funciona como uma marca no lançamento fonográfico do trabalho de cantores e bandas, tanto em suporte físico quanto em arquivos digitais. O termo também é utilizado como sinônimo de gravadora, especialmente gravadoras independentes (que não são ligadas a empresas do chamado mainstream, formado pelos conglomerados do mundo do entretenimento) que, normalmente possuem um único selo pelo qual lançam seus fonogramas, como é o caso do Cafeína Rec.

O nome selo vem justamente dos rótulos colados aos discos, nos primórdios da indústria fonográfica. Esses selos serviam para identificar as gravadoras que os lançavam e os comercializavam. Hoje, com o avanço dos meios digitais e a crise da indústria da música, que possibilitou a existência de pequenas gravadoras, o selo acaba sendo uma marca sob a qual profissionais trabalham em diversas etapas da carreira de um artista.

Por Assessoria

Comentários