09 ago

0 Comments

Perfeito Somente o Pai Celestial

Foto: Free-Photos / Pixabay

O maior presente que um filho pode dar a um pai é o respeito, em forma de amor, ainda que ele não o enxergue, em seu genitor, como o seu maior benfeitor.

Pela dádiva de Deus, autor da vida, eles se juntaram – pai e filho – para uma família compor, e assim possam, cada um com sua tarefa, ter o seu esplendor, ainda que obstáculos tentem, a família, decompor.

Existem o pai liberal e o pai conservador, mas os dois, mesmo com diferentes formas de lidar com seu filho, sempre, o seu gerador na Terra, será dele o mentor.

Ainda que haja decepções, nunca um filho deve guardar de seu pai um rancor, assim com um pai só deve proporcionar ao seu filho momentos de esplendor.

Quando um malfeitor atinge um filho amado e cria problemas em seu desfavor, o seu pai, sendo um exímio cuidador, sente em sua alma uma enorme dor.

Um amoroso pai, que se põe como um incansável protetor, assim como o cuidadoso pastor, jamais abandona seu filho, ainda que ele se desvie e se torne, para sua família, um opressor.

Acima de tudo, o que deve reinar, entre pais e filhos, para ser gerado um lar promissor, é o que o Pai Celestial nos concedeu como maior valor e exemplo de união, o amor.

25 jul

0 Comments

Seresteiro Extasiante 

(Foto: Iniciantes do Violão)

É noite de lua cheia e o céu esbanja o brilho de suas estrelas grandiosamente deslumbrantes, que iluminam a todos de forma fascinante, enquanto o seresteiro para em frente ao sobrado e, por um instante, olha para o alto de forma elegante, a fim de enxergar sua joia rara e cativante. 

Com a alma excitante, sua amada, brilhante, tanto quanto um precioso diamante, da janela, com um olhar impactante, coração vigoroso e pulsante, espera o seu príncipe encantado cantar e tocar o seu violão afinado e empolgante, e mostrar toda a sua sedução exuberante. 

Nas primeiras notas harmônicas e confortantes, dá para perceber na dama o seu belo semblante, encantada com o fascínio do seu dileto, um homem que lhe demonstra ser um baú de afeição galante, além de prover confiança incessante em sua alma excitante. 

Ao ouvir suas canções prediletas e marcantes, a encantadora e vibrante namorada acena para o seu seresteiro apaixonado e elegante, demonstrando que as melodias deixam seu corpo em estado exultante e sua áurea refletindo bons fluídos de forma abundante.

Por sua vez, o postulante a eterno companheiro, toca despreocupado e confiante, esperando apenas que a sua futura esposa sinta a sua energia pujante e cheia de amor empolgante, que momentos como aquele, sejam sempre, para os dois corações, uma forma criadora e estimulante,

É chegada a hora da despedida, e o seresteiro fascinante dedilha suas últimas notas de forma significante, com o único propósito de deixar a alma da sua amada ainda mais confiante, semelhante a um anjo de sorriso abundante, refletindo ao céu sua luz revigorante.

Após colocar o seu encantador violão nas costas, o apaixonante seresteiro esboça um sorriso e um olhar irradiante, ao tempo em que retira do seu paletó, de forma galante, uma bela e perfumada rosa, onde oferece, em forma de brinde, a sua inesquecível bem-amada, que se despede com um maravilhoso e dócil semblante.

12 jun

0 Comments

Eternos Namorados

Foto: Karolina Grabowska / Pixabay

Foi bastante um olhar, para logo estarmos de mãos dadas a caminhar, fosse à luz do sol ou de um lindo luar, o importante era ficarmos juntos, e aqueles momentos únicos aproveitar, a fim de usarmos as bênçãos do Céu e poder livremente namorar, tendo certeza que nada de mal iria nos atingir e nos derrotar.

Não tinha hora marcada para sairmos, ainda que fosse um dia nublado e começasse a chover, logo procurávamos um lugar para nos abrigar, e ali, para o frio acalorar, era suficiente nos abraçar, e assim, logo fazíamos a frieza acalentar.

Quando o amor passa a ser o principal meio de evolução e sintonia entre um casal, ele nem percebe o tempo passar, vive cada momento se utilizando dos meios que melhor possa aproveitar, para que a vida entre os dois venha ser útil e salutar.

Mesmo diante de um ciclo repleto de amor, onde tudo pode suportar, a vida de um casal tem suas turbulências, pois as provas vêm exatamente para que possa ter mais força de cada momento superar, e, assim, saber que toda revelação que vem, é para, ainda mais, o amor alimentar.

Para uma justa afeição de um casal, e esse amor possa se alongar, não precisa que os dois tenham que, do mesmo alimento gostar, é necessário cada um respeitar o outro paladar, para que o casal possa, assim, afinizar, e o amor seja sempre o grande motivo de se valorizar.

05 jun

0 Comments

A natureza não Esconde Sua Beleza

A natureza não Esconde Sua Beleza (Foto: Sergio Campos)

Muitas vezes, andamos despreocupados e não percebemos que, ao nosso lado, as belezas naturais, oriundas da Mãe Natureza, estão ao nosso inteiro dispor com toda a sua riqueza, onde, assim, o Criador lhe concedeu esta grandeza.

O sol se mostra radiante e imponente, porém, de forma democrática, oferece os seus benefícios e sua pureza a todos os habitantes da Terra, sem nada cobrar e ninguém discriminar, demonstrando, dessa forma, a sua infinita bondade e real nobreza.

Quando chega a noite, a lua, com seu inigualável brilho radiante, aparece para que não fiquemos na escuridão e possamos desfrutar da sua luminosidade em forma de bênção, tanto para quem mora na metrópole quanto para o aldeão.

A sábia e útil conexão da Mãe Natureza une as águas de todo o Planeta num ciclo constante, a fim de que nunca falte alimento aos seus habitantes, seja em qualquer estação, no outono, inverno, primavera ou verão.

A partir de um pequeno córrego, onde a fauna e a flora se beneficiam de suas águas, ainda que sejam poucas, é que acontece a absorção de parte da natureza para que nada que nela existe fique em plena solidão.

Desde o bebê até o ancião, todos tiram grandes proveitos do que este bem Divino, que é a natureza, nos dá em sua amplidão, quando, em alguma ocasião, uma simples planta nos mostra que, para determinada doença, ali está a solução.

Assim é a Mãe Natureza, que só nos pede um coração cheio de amor e recheado de grandeza, para que mantenha a sua firmeza em favor da vida do nosso planeta, onde todos possam se beneficiar da sua benéfica e salutar riqueza.

31 Maio

0 Comments

O Silêncio

Foto: Cortesia

No momento em que nos envolvemos com tanta preocupação, ao invés de procurarmos uma silenciosa solução, buscamos, através do alarido, resolver as questões pessoais, onde, ao contrário, adquirimos ainda mais tormento ao coração, dificultando assim a nossa evolução.

Com essa decisão, as más interferências, sejam de nós próprios ou vindas de quem tenta ainda mais a perturbação e aproveita a ocasião para, assim, dificultar o que traria momentos de calma para a nossa alma, se sentiriam felizes com as dificuldades de sua abolição.

Com o decorrer do tempo, muitos de nós, já cansados de tanta agitação, muitas vezes entramos num vale escuro, que nos leva a um triste estado de depressão e é, a partir daí, que buscamos a cura de todos os nosso problemas, através da prece e da meditação.

Quando avançamos espiritualmente, é comum buscarmos a correção, onde, com isso, descobrimos que o silêncio é algo bastante salutar para quem quer a paz alcançar e, com isso, encontrar uma solução para uma vida cheia da verdadeira animação.

Através do silêncio, podemos um bom sono desfrutar, é quando nos livramos dos pesadelos, que, durante quase toda a vida, passaram a nos perturbar, usando o bem da oração, onde a paz passa a ser um grande patrimônio e, de forma inteligente, a sabedoria, nossa maior aquisição.

24 Maio

0 Comments

O Perdão

Foto: sspiehs3 / Pixabay

Quem de nós nunca esteve em uma situação onde sofreu uma injusta acusação ou mesmo um ataque de forma sorrateira por alguém que sempre lhe causou admiração, onde nos deixam marcas de feridas profundas que abalam a nossa emoção.

Alguns desses ataques nos deixam ainda mais cheios de preocupação, quando têm grande repercussão. É aí que a nossa alma se enche ainda mais de aflição, dificultando, cada dia mais, a nossa aceitação em darmos o perdão.

Por sua vez, também nos vêm à mente os tantos ataques que fizemos ao nosso próximo, que é considerado nosso irmão, ao longo de nossa vida, usando da irresponsabilidade, ainda que sem a menor pretensão.

No momento em que aproveitamos a ocasião e nos aprofundamos em algum ensinamento filosófico ou religioso, seja ele budista, hinduísta ou cristão, começamos a desfrutar dos benefícios que, um dia, nos levará ao caminho da perfeição.

No final das contas, antes mesmo de qualquer situação que nos deixe em estado de tensão e possa nos guiar a um caminho de perversão, usamos da inteligência e da justa compreensão para entender e perdoar o nosso irmão.

Quando esse estágio atingimos, verificamos que quem mais se beneficia de tal decisão somos nós mesmos, por se tratar de uma questão de sabedoria humana, pois, assim, estamos envolvendo a nossa alma em uma necessária proteção, baseado no Evangelho cristão.

17 Maio

0 Comments

É Tempo de Se Reinventar

Foto: Pixabay

O planeta Terra vive mais uma pandemia, onde, diante de tantas mortes, tem sido comum ver parte dos habitantes reclamar dos cuidados e até tem quem pare para debochar.

Mas, se pararmos um pouco para meditar, veremos que esta é uma grande oportunidade de crescermos e, para isso, é necessário se reinventar.

Durante anos, nos acostumamos com a praticidade em que não usamos tanto a criatividade, pois, assim, achamos mais cômodo que outros fizessem por nós, enquanto ficamos a esperar.

Antes do comodismo da internet, onde computadores e celulares são objetos indispensáveis, as crianças brincavam na rua sem tanta preocupação se alguém iria a sua paz lhes roubar.

Diante das muitas indagações sobre qual é a melhor religião, pensemos o que realmente nos aproxima de Deus, quando mais precisamos nos acalmar.

Se analisarmos de forma isenta de paixão e, ao contrário disso, enchermos de amor o coração, veremos a quantidade de erros que cometemos e o quão mais breve precisamos acordar.

Como nada acontece por acaso, este momento nos conclama à reflexão e, com isso, temos tempo de parar para as dores amenizar, sabendo que, se utilizarmos a força Divina, nossa alma irá sarar.

Por tudo isso, e muito mais, é chegada a hora de olharmos para dentro de nós mesmos e verificarmos onde e o quanto erramos, para assim usarmos da sabedoria e podermos nos reinventar.

24 abr

0 Comments

Santana do Ipanema, 145 anos de Emancipação, e muita cultura

Foto: Arquivo Pessoal

Nesta sexta-feira, 24 de abril de 2020, o município de Santana do Ipanema completa 145 anos de emancipação política. De todo esse tempo, eu desfrutei de 58 anos, a idade que tenho. Neste período, muito eu aprendi com as tradições da cidade que me viu nascer e crescer.

Entre tudo o que essa terra me deu, uma delas foi o aprendizado para compor músicas e poesias relativas a cultura do nosso povo, que teve os índios fulni-ô e cariris como primeiros habitantes.

Para parabenizar a minha cidade amada, compus a música “Essa é Minha Santana”. A canção trata da sua fauna, flora, culinária e das características da nossa população. Abaixo a letra:

ESSA É MINHA SANTANA 

REFRÃO

Santana do Ipanema, tuas riquezas nos enche o coração. 

A fauna a flora a culinária e seu povo,

Sempre nos traz orgulho e emoção. 

Minha cidade tem craibeira,

Tem mameleiro, aroeira e mulungu,

Tem juazeiro, pau d’arco e cajueiro,

Tem xiquexique e pé de mandacaru.

REFRÃO

É Santana da siriema,

É a cidade do mocó e do preá.

Do tatu-bola, cutia, camaleão. 

Da asa-branca e também do carcará. 

REFRÃO

Minha Santana tem cuscuz e tem buchada 

Sarapatel, mocotó e carne assada. 

Beiju, pamonha, canjica e tapioca. 

E uma boa lapada de misturada. 

REFRÃO

É Santana do caboclo e do vaqueiro.

Da rezadeira, do mateu e do romeiro.

Santana da rendeira e violeiro.

Do zabumbeiro, triagueiro e sanfoneiro.

Esta é minha singela homenagem a Santana do Ipanema pela passagem dos seus 145 anos de uma bela história.

21 abr

0 Comments

Parabéns rio Ipanema

Imagem da barragem do rio Ipanema em Santana (Foto: Sérgio Campos / abril 2020)

O rio Ipanema, que há muitos anos foi bem cuidado pelos nosso irmãos índios, possui o 21 de abril como sendo o seu dia, para celebração pelos moradores santanenses. A data é fruto de uma lei sugerida pela Associação Guardiões do Rio Ipanema – AGRIPA – aprovada pela Câmara Municipal, no ano de 2014.

Santana do Ipanema, que em 2020 completa 145 anos de emancipação política, é a única cidade em que recebe o nome deste belo rio, que percorre cerca de 220 km, desde sua nascente, em Pesqueira/PE, até a sua foz, no povoado de Barra do Panema, em Belo Monte/AL, onde deságua no rio São Francisco. 

Na condição de membro idealizador e fundador da Associação Guardiões do Rio Ipanema (Agripa), única instituição criada em defesa dele, eu parabenizo este rio, por tanto bem que ele já nos ofereceu, como por exemplo, água para beber, peixe como alimento, areia para construção de residências e comércios, além de lazer.

Guardiões comemoração o dia do rio Ipanema em 2017 (Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net / abril 2017)

Minha ligação com o Panema

A minha história no rio Ipanema começa na infância, quando, além de matar a sede, eu ia me banhar em suas margens. Os locais mais frequentados por mim e muitos dos meus amigos, eram a Ponte dos Canos e o Escondidinho, acima e abaixo da Maniçoba e Bebedouro, respetivamente.

Já na juventude, a minha frequência de lazer se deu na Barragem, em um local chamado de “Pedra da Moça”, um dos lugares mais belos do Ipanema, no trecho que corresponde à nossa cidade, cerca de 3 km.

Sergio Campos na sua juventude quando visitou a chamada Pedra da Moça (Foto: Arquivo Pessoal)

Podemos citar outros trechos também muito frequentados por santanenses, mas que eu confesso nunca ter me banhado, a exemplo do “Poço do Juá” e “Poço dos Homens”, lugares onde hoje a areia encobriu e já não existem na condição de poços.

Sergio Campos em visita ao local conhecido como cachoeiras (Foto: Sérgio Campos / Cortesia / 2014)

Ainda existem belezas 

Mesmo com tanto abandono, eu nunca deixei de frequentar o rio Ipanema. Em sua grande maioria, as visitas foram para vislumbrar o que ainda resta de beleza.

Se percorrermos todo o leito do Ipanema, não veremos tanto lixo e lama como em na parte urbana de nossa cidade.

Ainda assim, encontramos lugares onde se pode passar um domingo de lazer e desfrutar das suas belezas naturais.

As duas partes mais preservadas estão exatamente nos dois extremos do seu leito. Na Barragem pode-se fazer um gostoso banho. Outra bela parte do rio se encontra abaixo do Bebedouro, nas chamadas “Cachoeiras”. Lá, além de se molhar, podemos admirar belas paisagens, onde árvores frondosas enfeitam o rio.

Ponte da Barragem sobre o rio Ipanema em Santana (Foto: Sérgio Campos / Cortesia / abril 2020)

As enchentes 

Durante a minha infância e juventude, me acostumei a observar as enchentes do Panema, que se repetiam entre os meses de dezembro e janeiro.

Durante esse belo espetáculo, era comum ver a garotada descer o rio, da Barragem a Maniçoba, em cima de câmaras de ar. Também era grande a quantidade de garotos que pulavam das pontes da Barragem e do Padre.

Em 2004 aconteceu uma das grandes enchentes deste século, onde muitas casas foram invadidas pelas águas do Ipanema, ocorrendo um número alto de desabrigadas.

Este ano aconteceu aconteceu outra grande cheia, onde mais prédios foram atingidos.

Enchente destruiu muitas casas que estava as margens do rio (Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net / março 2020)

No entanto, é bom salientar que o rio não invadiu os espaços alheio. Ele apenas passeou pelo seu leito, onde, ao longo dos anos, foi invadido pelos moradores, ou comerciantes, que não tiveram o cuidado ao construir na parte em que pertence ao rio. 

Salientando também que os órgãos responsáveis por defendê-lo não o fizeram, tais como Defesa Civil e Instituto do Meio Ambiente, por exemplo.

Estragos da enchente deste ano no rio Ipanema (Foto: Sérgio Campos / março 2020)

Mesmo diante de tantos lamentos, venho através deste meio de comunicação parabenizar o nosso querido rio Ipanema pelo seu dia.

08 mar

0 Comments

Mulher, divina flor

Foto: silviarita / Pixabay

Quando Deus mandou ao mundo o seu filho Salvador.
Ele antes enviou uma grande mulher para que ali brotasse o Seu maior amor.

Todos nós, independente de credo, posição social ou de cor.
Viemos de uma guerreira que, mesmo com tantas pedras, nunca nos abandonou.

Desde que o mundo é mundo, a história sempre mostrou.
O quanto a mulher é para nós, uma linda e divina flor.

Desta flor, chova ou faça sol, mesmo diante da dor.
Nunca, em tempo algum, faltou em seu coração uma enorme porção de amor.