27 Maio

0 Comments

A importância do diagnóstico da Litíase Renal, a popular Pedra no Rim

Litíase Renal afeta um grande número de pessoas (Foto: mohamed Hassan / Pixabay)

Recebemos com muita frequência, no Centro Médio Hebrom, pessoas com fortes dores abdominais e na região lombar. A primeira coisa pensada pelo paciente é tirar um raio X, imaginando ele que a queixa tem algo haver com a coluna, porém quando a gente realizam uma ultrassonografia, acabamos descobrindo que a pessoa pode estar com cálculo ou pedra nos rins, o que nós chamamos de Litíase Renal.

A Litíase Renal é disparada uma das principais patologias ou ocorrência que chegam em nosso consultório, mas qual será a verdadeira causa disso? Por que tantas pessoas tem aparecido com pedras? A principal resposta para isso, de forma geral, é falta de ingesta de água, contudo, podemos perceber que a pedra pode aparecer também devido ao excesso de consumo de refrigerantes, bebidas alcoólicas e comidas com temperos que não são condimentos naturais.

Existem alguns condimentos naturais, como o sal rosa do Himalaia que é de fundamental importância no equilíbrio da pressão. Porém, a maioria de nós está muito habituado a consumir o cloreto de sódio, aquele sal comum, que usamos em casa e que vocês dizem que deixa a comida bem gostosa. Esse uso frequente pode trazer cálculo renal.

Aqui do Centro Médico Hebrom a gente tem observado vários aspectos do rim e informamos ao paciente que a patologia de litíase renal tem tratamento, tem indicação, mas é preciso que se faça uma ultrassom para saber o que está verdadeiramente causando as dores.

Durante a ultrassom aproveitamos para ver outros órgãos, como o baço, estômago, entre outros. É importante dizer que a ultrassonografia não vai, por si só, dar o diagnóstico final, por isso, podemos indicar ainda uma endoscopia digestiva, que ai sim pode detectar, por exemplo, uma alta de gastrite.

Quer saber um pouco mais sobre a Litiase Renal e os efeitos da ultrassonografia, CONFIRA O VÍDEO ABAIXO:

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Centro Médico Hebrom (@centromedicohebrom)

13 Maio

0 Comments

Hospital Regional de Santana do Ipanema promove Semana da Enfermagem

Foto: Divulgação / HRCRM

O Hospital Regional Dr. Clodolfo Rodrigues de Melo (HRCRM), unidade administrada pelo Instituto Nacional de Gestão e Pesquisa em Saúde (InSaúde), deu início nesta quinta-feira (12) a Semana da Enfermagem. O evento tem o objetivo de homenagear toda a equipe de profissionais que atuam no hospital.

Para o primeiro dia, os enfermeiros tiveram a satisfação de presenciar a apresentação do cantor e compositor Cristiano Oliveira que passou pelos setores tocando lindas melodias em seu saxofone (VEJA O VÍDEOS ABAIXO). Também foi realizado um café da manhã especial para todos os enfermeiros.

Além dos homenageados, na oportunidade estiveram presentes a Diretora Administrativa Adg’ Aline Bulhões e o Diretor Geral, José Wanderley. As ações da semana de enfermagem, ocorrem até o dia 20/05/2022, confira abaixo a programação completa.

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Hospital Dr Clodolfo Rodrigues (@hrcrmoficial)

Programação

✔ Quinta-feira 12/05/2022

– Abertura da semana da enfermagem – Café da manhã (09:00) com os enfermeiros do plantão em homenagem ao seu dia.

✔ Sexta-feira- 13/05/2022

Palestra com a Psicóloga Priscilla. Tema: Bem estar emocional.

✔ Segunda-feira-16/05/22

Palestra com o Coren-AL – Tema: Papel de liderança exercido pela enfermagem, enfatizando o código de ética.
– 14:00h até as 16:00h – Ventosaterapia com FT. Jansiel – Momento de relaxamento

✔ Terça-feira

17/05/2022: Momento de relaxamento – Auriculoterapia – Acupuntura auricular com FT Marcelo.

✔ Quarta-feira

18/05/2022: Momento de oração e louvor com a oração carismática da Paróquia de São Cristóvão.
– 14:00 as 16:00 – Momento de relaxamento – Auriculoterapia – Acupuntura auricular com FT Augusto e sessões de quiropraxia com FT Marlon Dickssom.

✔ Quinta-feira

19/05/2022: Momentos de relaxamento- Sessões de quiropraxia com FT Aylton Filho e hidratação facial com a Enf. Clarine Alves.

✔ Sexta-feira

20/05/2022: Encerramento da semana de enfermagem- Café da manhã com técnicos de enfermagem em homenagem ao seu dia.

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Hospital Dr Clodolfo Rodrigues (@hrcrmoficial)

Conheça a síndrome das pernas inquietas

Foto: Pixabay

Ao deitar para dormir, você já sentiu um incomodo nas pernas que só passa ao movê-las? Se sim, você pode estar diante do quadro da síndrome das pernas inquietas, um distúrbio caracterizado por uma vontade irresistível de movimentar as pernas e que predominantemente aparece em momentos de repouso.

Esse disturbio acaba afetando principalmente o sono e consequentemente a qualidade de vida, pois pessoas com essa condição não tem uma noite de sono tranquilo e reparador, sentindo as consequências no dia seguinte enfrentando cansaço e sonolência.

Essa síndrome se caracteriza por alterações na sensibilidade e promove uma agitação involuntária das pernas, ou seja, a pessoa acometida por esse distúrbio movimenta bastante as pernas ao deitar-se para promover um alivio dos sintomas como: dor, formigamento, pontadas e uma sensação grande de desconforto.

As causas do surgimento dessa síndrome não são conhecidas, acredita-se em predisposição genética, excesso do consumo de cafeína e em também em casos de ansiedade e depressão. O diagnóstico dessa condição é totalmente clinico de acordo com os sintomas descritos, alguns exames podem ser solicitados para auxilio no diagnóstico e o tratamento pode ser realizados com benzodiazepínicos.

Além de Jerusalém, veja cidades importantes na vida de Jesus

Neste domingo chamado “Domingo de Ramos” inicia-se a Semana Santa. Jesus, aclamado pelo povo, entra em Jerusalém montado num jumentinho. Aqui na internet encontrei um site [familiacrista.paulus.pt] que cita sete cidades, as mais importantes na vida de Jesus. Sob a óptica de interesse lexical e neologístico, destacaremos algumas delas.

JERUSALÉM, fundada pelo rei Davi, fez do templo o centro da cidade, construindo-o no exato lugar onde Abraão tomou o cordeiro para o sacrifício em vez de Isaac. Daí provém, como explica Étienne Dahler, o significado do nome da cidade: YEROU = Deus providencia, e SALEM= Paz. Cidade santa, situada no alto de uma montanha. Sendo por isso dito nos evangelho “Subiram a Jerusalém” e “desceram a Jericó”. Ela [Jerusalém] é para nós cristãos, o lugar onde Jesus viveu os momentos mais dramáticos da sua vida, desde o anúncio do reino, a sua entrada triunfal na derradeira semana que culminou com Sua condenação e morte à sua gloriosa ressurreição e ascensão aos céus. Será dali que os discípulos, após Pentecostes sairão a anunciar o Evangelho.”

Durante algum tempo, alimentei a ideia que o nome da cidade de Jericó e “jerico”, um dos apelidos do jegue, tivessem algo em comum, devido ao evento deste domingo. Tal hipótese acaba de ser descartada, ao ler sobre outra cidade importante na vida de Cristo aqui na terra.

JERICÓ, Localizada a 300 metros abaixo do nível do mar. Uma das grandes cidades da história da humanidade, com milhares de anos. Desde o tempo de Salomão, conhecida como o “Jardim de Jerusalém” inspirou o autor sagrado para descrever o Jardim do Éden no livro de Gênesis. Aqui ocorreram três episódios marcantes para Jesus, nas suas periferias ocorreu o seu batismo as margens do Jordão, foi nesta cidade que o cego Bartimeu suplicou e foi atendido. E por fim aqui Zaqueu, o cobrador de impostos mudou sua vida depois de Jesus o ter chamado e visitado.”

Luiz Gonzaga o “Rei do Baião” em parceria com José Clementino em 1967, criou a música: “Apologia ao Jumento” que o enaltece. Ajuntando alguns dos apelidos que a cultura popular criou para este “nosso irmão”: “O homem só presta pra botar apelido no jumento/ O pobrezinho tem apelido que não acaba mais/ Babau, Gangão, Breguesso/ Fofa-Chão, Imagem do Cão, Musgueiro, Corneteiro/ Seresteiro, Sineiro, Relógio… Porque dá a hora certa no sertão/ Tudo isso é apelido que o jumento tem: Astronauta, Professor/Estudante/Advogado das Besta/ É chamado de Estudante porque quando o estudante não sabe a lição na escola, o professor grita logo: Você não sabe porque você é um jumento/ O estudante pra se vingar botou o apelido do jumento de Professor/ Porque ensina a ler de graça…”

BELÉM da Judeia, fica a poucos quilômetros a sul de Jerusalém. Este é o lugar onde a morte dá vida, onde a esperança triunfa do sofrimento, onde o amor é mais forte  que a dor. Foi aqui que faleceu Raquel, a mulher de Abraão, ao dar à luz Behjamem. Séculos mais tarde, foi o nascimento do rei David. E foi, claro, o lugar onde Jesus nasceu. José, seu pai adotivo, era natural de Belém, por isso veio com Maria, sua esposa grávida, para esta terra, a fim de se recensearem. Ali ela deu à luz numa gruta que ainda hoje é venerada e lugar de peregrinação. Depois disso não há mais registro de que Jesus tenha voltado a Belém.”

Lá pelos idos de 1998 fiz uma poesia intitulada: “Alagoas e a Terra Santa” comparando nossa terra com a de Jesus. Uma vez que temos aqui, Belém, Mar Vermelho. Em Maceió Canaã. Aqui no sertão tem São José da Tapera e Sant’Ana, o pai de criação e a avó de Nosso Senhor Jesus Cristo.

NAZARÉ Aldeia onde Jesus cresceu e viveu a maior parte de sua vida. Está situada na região da Galileia, a norte de Jerusalém.   No tempo de Jesus Nazaré não  teria mais de 20 casas e  cerca de 200 pessoas. Era mal vista pelos judeus por habitar grande número de pagãos. De tal modo que quando os judeus tratavam Jesus por “nazareno” era de forma negativa. Quando falam de Jesus a Natanael, futuro discípulo ele ironicamente vai dizer: “Mas de Nazaré por acaso pode vir coisa boa? Contradizendo tudo veio.””    

CAFARNAUM Significa literalmente “Cidade de Nahum”, um profeta marcante daquela região. Foi a partir daqui que Jesus regeu toda sua vida missionária, tendo como sede a casa de Simão Pedro, às margens do Mar da Galileia, também chamdo mar de Tiberíades. Ali os discípulos de Jesus acabaram tão rejeitados que o mestre vai dizer: “E tu Cafarnaum, porventura serás exaltada até o céu? É até o inferno que serás precipitada. (Lc 10,15).” Texto: Paulo Paiva”

UM POUCO DE HUMOR (NESSE INÍCIO DE SEMANA SANTA)

Na semana Santa da década de 70 e início de 80. Era comum:

Antes de Jejuar, o matuto se precavia, comprava uma melancia, cinco rosário de coco Ouricuri, massa de tapioca, uma jaca, tudo pra primeira refeição do dia;

No Sábado de Aleluia havia uma tradição que até hoje não entendo: roubar galinhas de madrugada;

Também no Sábado de Aleluia havia a tradição de agourar os velhos: com uma matraca, os jovens iam de madrugada, “chorar” na porta daqueles que já estavam mais pra lá do que pra cá;

No Sábado de Aleluia não podia bater, em criança malcriada, porém podia “encarcar”. Que era, tipo, dar uns cascudos na cabeça.

No sábado de Aleluia era dia da “Malhação do Juda”. Bater de cacete até destruir, um boneco feito de saco com recheio de capim;

Na sexta-feira santa não era permitido: ouvir rádio, assistir televisão, tomar banho, varrer a casa, pentear os cabelos, namorar, fazer sexo, barbear-se, beber bebida alcoólica, dançar, etc. Sob o risco de ser chamado(a) de Juda.

FELIZ ANIVERSÁRIO! PARABÉNS PRA VOCÊ! Minha querida filha ADLA JULIANA que completou idade nova neste Domingo de Ramos!

Dores no pescoço e na coluna? Atenção para a Discopatia Degenerativa

Foto: Anastasia Gepp / Pixabay

É importante a gente falar de temas que a gente tem visto do dia-a-dia. E no Centro Médico Hebrom recebemos pessoas com reclamação de cefaleia, dor de cabeça e principalmente dores forte no pescoço e também na coluna. Por isso, o tema de hoje é a Discopatia Degenerativa. Para quem ainda não ouviu falar, trata-se da condição em que os discos entre as vértebras perdem o amortecimento, se fragmentam e criam hérnias relacionadas ao envelhecimento.

A coluna vertebral é separada em três níveis: a cervical, torácica e lombar. Importante a gente fazer o diagnóstico preciso, as pessoas que chegam aqui com dor na coluna, às vezes ela não diz que está com dor na coluna. Às vezes é uma ânsia de vômito é o mais mal estar, é uma cefaleia, é uma fraqueza às vezes muscular, é dores nos membros superiores e inferiores já que as discopatias cervicais, lombares e torácicas irradiam para os membros.

Quando a pessoa tem aquela rigidez no pescoço, nos ombros e fica com aquela contratura, aquela contração e é muito desconfortável e é preciso a gente fazer um exame específico. A gente aqui faz o raio X, as vezes pede também uma tomografia e por último caso a ressonância. Mas sempre começando com o raio X pra gente verificar se tem alguma desidratação da vértebra, se tem algum tipo de hérnia de disco.

Em nossa empresa já estamos fazendo um projeto pra incorporar a ginástica laboral na rotina dos trabalhos. Ela é a responsável para preparar o trabalhador para o dia-a-dia. As vezes o trabalhador vem travado, vem com a parte da musculatura rígida, a própria coluna ainda não tá solta e uma ginástica laboral de vinte a trinta minutos é excelente pra se trabalhar leve e solto no do dia-a-dia.

Quando estão em seus trabalhos, as pessoas ficam muito tempo em pé ou ficam muito tempo sentada. Essa postura repetida, esse tipo de posição em que a pessoa fique em seu trabalho, termina levando uma postura errada, errônea e essa postura errada acaba afetando a coluna, tanto a coluna e torácica. Levando a dores de cabeça, desconforto e ao mal-estar.

Acontece casos em que a discopatia pode ficar degenerativa, resultando em uma fibrose. Isso leva a redução do espaço intervertebral (que é de um disco pra outro da coluna), diminuição da espessura do disco, a válvula e os chamados osteófitos (formação óssea que se desenvolve na extremidade de um osso) que muita gente conhece que é o bico de papagaio na coluna.

Eu sempre digo que eu tenho um exercício na academia que se faz que é a lombar. Esse exercício ele ajuda muito. Junto também as vezes eu indico a quiropraxia que é de fundamental importância e alguns analgésicos. Contudo, o mais interessante é que haja acompanhamento de um médico, para que não se tome um anti-inflamatórios, ou qualquer outro medicamento por um longo prazo.

Os anti-inflamatórios tem tempo curto de você administrar, dois ou três dias, mas existem tem pessoas que tomam anti-inflamatório pra vida toda, trazendo um enorme risco além como gastrite, insuficiência renal, insuficiência cardíaca, entre outros problemas.

A gente sempre tem indicado e os pacientes tem tido efeito muito bom, tratar a dor, não só com medicamentos, mas também com correção da postura. Então, a dica hoje é você ter um diagnóstico correto dessa discopatia, que é essa dor no pescoço e pode se estender na coluna.

O que ela disse mesmo?

Foto: Dean Moriarty / Pixabay

Coisas do mundo da comunicação, é por onde vagueiam nossas crônicas. Bateu-me uma curiosidade pra saber o que diz àquela moça nas mensagens de áudio bem rápidas, gravadas nos aparelhos eletrônicos importados, quando são iniciados ou reiniciados. Deu trabalho, e quase chegamos lá.

As mensagens são chamadas de: “Talkback” é um recurso de acessibilidade que ajuda pessoas com deficiência visual a selecionarem as opções presentes em menus do smartphone. Um suporte de voz para quem tem baixa ou perda total de visão, fala em voz alta (como um assistente pessoal). Fonte: tecnoblog.net” [O site ensina como melhor utilizar, e mesmo desativar, este recurso do seu aparelho]

A nossa pergunta título, especificamente não foi respondida. Eu queria mesmo era saber o que ela diz, e em que idioma? Outro site [softlivre.pt] sugere quase vinte frases que a pessoa poderia estar dizendo. Transcrevemos três delas: “Arraste um dedo explore a tela e ouça o que está sendo tocado.”; “Deslize para a direita, ou para baixo, usando um dedo.”; “Deslize a direita e depois para baixo: abrir as notificações”

E AS LIGAÇÕES MISTERIOSAS? De pessoas que desligam na sua cara? “A maior parte das ligações insistentes recebidas diariamente são de empresas de telemarketing. Estão utilizando um sistema automático que liga sozinho para várias pessoas ao mesmo tempo. O sistema dispara o dobro de chamadas, mesmo quando todos os operadores ainda estão falando com outros clientes. Em 2019 a Anatel garantiu a possibilidade de cancelamento das operadoras de telefonia móvel, um sistema próprio de bloqueio de telemarketing, o “Não me Perturbe”. O cadastro contra ligações indesejadas é gratuito, tem abrangência nacional, e mira as empresas de telefonia, Tv por assinatura e internet. Fonte: blastnews.com e oul.com” 

Os APLAUSOS, COMO SURGIRAM? “O ato de bater as palmas das mãos em sinal de aprovação tem origem desconhecida, mas existe há pelo menos 3.000 anos. Nessa época, o gesto era essencialmente religioso, popularizado em rituais pagãos. Como uma espécie de barulho destinado a chamar a atenção dos deuses. No teatro clássico grego, tornou-se então, a forma pela qual os artistas pediam à plateia que invocasse os espíritos protetores das artes. Nos séculos XVIII e XIX, quase todos os teatros de Paris contratavam pessoas que tinham uma única função na plateia: aplaudir. O truque continua utilizado até hoje pelas emissoras de TV, especialmente. Fonte: Leia mais em: super.abril.com.br/mundo-estranho/qual-a-origem-do-aplauso”

“Já não temos mais o Dia da Mentira como antigamente – Comentei nas redes sociais – E arrematei: Ou baniram, ou banalizaram a mentira. Prefiro acreditar na segunda hipótese.” Ninguém vê mais crianças e jovens animarem-se para fazer alguém cair numa inocente mentira. Ainda bem, pois  é ele o demônio, o pai da mentira. Na nossa infância, dos anos 70 dois ditados populares denunciavam a mentira e o mentiroso: “É mais fácil pegar um mentiroso que a um coxo.”; “Mentira tem pernas curtas.” 

“As palavras “Coxo” e “Cocho” existem na Língua portuguesa, ambas estão corretas. Embora com significados diferentes. Coxo é sinônimo de Manco, e Cocho se refere a vasilha.

“O DIA DA MENTIRA é comemorado em 1º de abril, quando as pessoas se divertem pregando peças e fazendo pegadinhas umas com as outras. A ORIGEM: Tudo começou em 1544, na França, o rei Carlos IV ordenou que o ano novo passaria a ser comemorado no dia 1º de janeiro. Alguns franceses não seguiram a nova lei. Os que seguiram a lei passaram a caçoar dos “conservadores” e ridicularizá-los, com pegadinhas nessa data. Daí nasceu o dia “Poisson d’avril” que significa “Peixe de Abril”. Nos países falantes da língua inglesa, esse dia passou a ser conhecido como “April Fool’Day” literalmente “Dia dos Tolos-Abril”. No Brasil esse costume começou em Minas Gerais, no ano de 1828, quando no dia 1º de Abril um folheto chamado “A Mentira” divulgava a morte de D. Pedro, o que seria desmentido logo no dia seguinte. Fonte: significados.com.br”

“Lexicalmente, a palavra “Fake” é considerada nova no nosso vocabulário. Segundo o dicionário Merriam-Webster, apontado como o maior e mais completo dicionário de língua inglesa do mundo desde 1828, a origem da palavra aconteceu durante o período da Inglaterra do século XIX. Muito antes da disseminação digital dessas falsas notícias, os meios de comunicação como o jornalismo impresso, rádio e televisão, já eram impactados com esse tipo de sensacionalismo. Com o surgimento de campanhas publicitárias e das mídias sociais online, o quadro só piorou. Fonte: mundoeeducacao.uol.com.br”

UM POUCO DE HUMOR

CONVERSA DE PESCADOR 

-Pesquei um Lambari de 30 quilos, compadre!

-Eu também pesquei.

-Pescou o que compadre? 

-Um lampião aceso.

-Ôxente! Um lampião aceso! Não tá exagerando compadre?

-Você diminui o peso do Lambari, e eu apago o lampião.

JOÃOZINHO

A professora sabatinando a turma:

-Joãozinho quantos ovos a galinha põe por dia?

-Não sei professora.

-Aha! Te peguei!

-Então diga: quantas tetas tem uma porca?

-Sei não…

-A senhora me pegou pelos ovos, e eu lhe peguei pelas tetas.

O saldo disso: 5 dias de suspensão.

TRÊS TURISTAS CONVERSAVAM

-Na minha terra o frio é tanto, que lá se dorme dentro da geladeira.

-Na minha terra faz tanto frio, que a gente mija cubos de gelo.

-Frio faz na minha terra! As pessoas conversam. Aí, é preciso colocar as palavras no fogo pra entender o que o outro disse.

Como assim, gasolina?

Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

Ela sempre esteve na lista dos gêneros de algum tipo de necessidade, na vida do homem moderno. Creio que desde a revolução industrial passou a influir nos índices de preço de tudo que se comercializa. Afinal há no mundo capitalista um ditado que diz: “Tudo é transportado, portanto tudo aumenta, se a gasolina aumentar de preço.”

Fomos à busca da origem deste vocábulo, com algumas lembranças das aulas de química na universidade, quando estudávamos ciência biológica. Lá aprendemos que os termos têm radical. Onde são agregados sufixos e/ou prefixos. “Sec-buteno, Butil, Butanol. Um estalo provocou-me o questionamento: haveria alguma relação disso, com o sufixo: “ina” adicionado a alguns termos como: gasolina, cajuína, guaravina, vaselina, cocaína?

“A palavra gasolina foi usada pela primeira vez como uma marca do novo destilado de petróleo no final de 1800 (não era considerado um combustível naquele momento) um fato pouco conhecido é que ela foi inicialmente utilizada como medicamento tópico para livrar pessoas de piolhos.

Inicialmente a gasolina foi na verdade uma marca, da mesma forma que a Vaselina é uma marca de produto. E enquanto a palavra “Gasolina” nunca tenha sido registrada como marca, não é realmente um gás (não no sentido da química) uma vez que seu estado natural é líquido e não um vapor. O gás Metano (gás natural)  é um gás de verdade sem nenhum líquido envolvido. No entanto a palavra “Gasolina” se tornou sinônimo de combustível e passou a fazer parte do nosso vocabulário. Até o dia em que for substituída por algum combustível alternativo, mais barato e mais benéfico para o meio ambiente. FONTE: manutencaoesuplementos.com.br

Lá do passado duas palavras mais vieram brincar na nuvem das minhas lembranças: GÁS-ÓLEO E QUEROSENE. Que impôs a dúvida QUEROSENE ou QUEROZENE? Vamos por parte:

A palavra “GÁS” vem do grego “Khaos” que queria dizer “abismo, vazio, vasto, o que se abre largamente” veio do Indo-Europeu: “Gheu”, “abrir”. Palavra usada na primeira versão latina da bíblia para nomear o vazio que existia antes da criação. O químico holandês Van Helmont usaria o termo “gás” para descrever o vapor d’água. FONTE: origemdapalavra.com.br

ÓLEO: do grego “élaion”, pelo Latim: “Oleum”, designando primeiramente o azeite de oliva, fruto da oliveira cuja variante árabe “az-zayt”, “azeite”, veio a tornar-se preferencial. Óleo designou, desde a origem, essência para perfurmar o corpo e ambientes. Vem da antiguidade o hábito das pessoas se purificarem com óleo  antes de ocasiões especiais. FONTE: hridiomas.com.br

QUEROSENE: O nome querosene surgiu a partir da combinação dos nomes “cera” [do grego “kéros”] e “óleo” [do grego “élaion”] “Keroselai”, “Keroselene”,  logo em seguida “Kerosene”. Em 1840 tornou-se uma inovação como combustível para lâmpadas. Em substituição ao óleo de baleia e azeite. FONTE: infoescola.com.br

Esta semana fui convidado por uma professora para dar uma palestra sobre a Campanha da Fraternidade deste ano de 2022, cujo tema é a educação. Será em uma escola municipal. Preciso preparar-me: Tema: Fraternidade e Educação; Lema: “Fala com Sabedoria, ensina com amor (Pr 31,26)” [Pr é do livro de Provérbios]. De acordo com o site da CNBB esta é a terceira vez que a igreja do Brasil vai aprofundar o tema Educação na Campanha. A reflexão será impulsionada pelo impacto Educativo Global, convocado pelo papa Francisco.

UM POUCO DE HUMOR [Do Watsapp] PARA ENCERRAR

UM MINUTO DE CULTURA INÚTIL: “Na zona rural de Ibimirm-Região do Moxotó-PE. O Solo pedregoso é chamado de “Ranha”; já a vegetação abundante é a  “Caatinga”. Portanto: “Aonde a Ranha abunda; abunda a Caatinga”.

“Respeite o CICLISTA. Em breve você poderá ser MAIS UM.”

“Fui consultar o Banco Central pra ver se havia algum dinheiro “esquecido”. Apareceu um guarda-chuva velho, que esqueci no Bamerindus em 1986.”

Transtornos alimentares: Saiba o que é anorexia, bulimia e compulsão Alimentar

Foto: Lucas Pêgo Oliveira Pereira Luquinhas / Pixabay

Hoje vamos falar sobre o impacto dos transtornos alimentares em nossas vidas. Existem mais de doze tipos de transtornos, mas vamos aqui focar nos três tipos principais e mais comuns.

Vale lembrar que os transtornos alimentares são doenças caracterizadas por hábitos alimentares irregulares e sofrimento grave ou preocupação com o peso e a forma do corpo.

Anorexia

Dentre os transtornos que vamos falar aqui, o primeiro deles é a anorexia. Essa doença chega a 1% da população brasileira, segundo estudos da área médica, e tem maior alta taxa de mortalidade.

Uma pessoa anoréxica, em geral, não come e por isso tem uma perda de peso muito rápida. Os pacientes começam a restringir o consumo de alimentos que eles consideram ser calóricos e esses cortes ficam cada vez maiores.

Com a perca de peso, o paciente distorce a própria imagem corporal, emagrece e, mesmo magérrimo, mesmo com desnutrição grave, eles se olham no espelho e se veem gordos.

Veja que anorexia envolve a parte psicológica da pessoa, por a mente tem que ser tratada. Daí a importância, de entrar o psicólogo, o psiquiatra, o clínico, uma verdadeira equipe multidisciplinar.

Bulimia

A bulimia é outro transtorno bastante conhecido. Ele começa com um exagero no consumo de alimentos e na sequência a pessoa sente culpa por ter ingerido tudo aquilo, daí começa a querer expurgar os produtos.

Na bulimia é importante você identificar que a pessoa come, mas fica como dor na consciência, com pena porque comeu e termina querendo colocar tudo pra fora. As vezes até com uso de medicamentos, estimulando o vômito.

Às vezes elas coloca a mão na boca e vai lá e e aí vomita tudo que comeu. É realmente um transtorno que tem de ter cuidado e atenção dos pais e parentes, para que fiquem vigilantes aos filhos e dependentes em casa.

Compulsão alimentar

A compulsão alimentar é quando a pessoa tem fome, mas come demasiadamente. Nela a questão primordial é o exagero. A pessoa devora uma quantidade enorme de comida.

O problema de se comer demais é que você desentende o estômago e acaba abrindo o estômago, podendo levar a ter uma hérnia.

A comida tem que ser dividida antes de ser ingerida. Tem que comer aos poucos. Pode-se até comer muito, mas comer moderadamente, paulatinamente, através de pequenas quantidades. Esse é o certo.

O transtorno de compulsão também pode ocasionar um obesidade, que começa leve, mas pode chegar a um grau muito elevado, ou seja, aí o problema passa da parte mental, para a parte física.

É importante diferenciar que também existem episódios isolados, de algo mais crônico e preocupante. Exagerar muito em comidas como pizzas, churrascaria, entre outros alimentos.

Seja qual for o transtorno alimentar, a pessoa que passa por esse problema e ou sua família ao redor deve buscar orientação e auxílio médico para identificar as causas e uma solução para o problema.

Síndrome do Olho Seco: veja a importância das lágrimas em nosso corpo

Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

Hoje venho falar sobre a importância da hidratação do olho. Você sabe qual a função da lágrima? Vocês já pararam pra pensar nisso? Será que a gente chora só por causa da nossa parte emocional?

Existe uma síndrome chamada de Olho Seco, no qual ela é identificada quando o paciente não apresenta lágrimas em quantidade e qualidade suficientes para manter a lubrificação dos seus olhos.

Em todos os olhos estão presentes o humor aquoso, um líquido incolor que, constituído por água e sais dissolvidos, preenche as câmaras oculares. Ele é o responsável por manter a saúde e a transparência dos olhos.

A ausência desse líquido traz problemas que afetam às vezes bilateralmente ou unilateralmente os olhos. Na maioria dos casos o problema ocorre nos dois olhos.

Quando choramos?

Podemos chorar por alegria, através com emoção forte ou também choramos devido a uma perda, num momento de tristeza. Essas duas condições emocionais levam a fabricação da lágrima.

Existe gente que não chora com nenhuma das situações. Não chora na tristeza, nem na alegria. Primeiramente é preciso analisar se isso tem algum problema relacionado à parte psiquiátrica.

A psicopatia ou os estudos da psicanálise são ferramentas no qual se enquadra (ou não) uma pessoa que não produz lágrimas nessas situações. Via de regra, fomos programados para sentir emoções e chorar.

Quando choramos, a lágrima tem uma enzima chamada de lisozima, e essa enzima é muito importante, pois ela elimina bactérias, às vezes atuando até como um antifúngico.

O olho é a principal porta da visão da alma, daí, tudo se enxerga através dele. Quando choramos há uma lubrificação do olho (uma espécie de parabrisas, como ocorre nos carros).

Essa lágrima limpa e hidrata toda a parte da conjuntiva, todos os elementos que estão no olho e também combate todo tipo de bactéria que possa existir, tirando aquelas sujeirinhas de poeira, que chegam no dia-a-dia.

É importante a gente chorar, a gente ter lágrima.

É fundamental a lágrima sair do canal lacrimal e descer pelos olhos. Quando uma pessoa não consegue fazer isso, ela pode provocar o olho seco, daí a necessidade de se usar um colírio.

O colírio é a base de reprodução da lágrima. No Centro Médico Hebrom a gente faz o tratamento para as pessoas que têm essa condição de olho seco. Fique atento: Se você chora pouco, você tem que lubrificar seus olhos.

Guerra, paz e vodka

Foto: WikiImages / Pixabay

Um professor de matemática, amigo meu, disse-me por estes dias, haver grande probabilidade de ocorrer à terceira guerra mundial. Tal afirmativa vinda de uma mente (fria e) calculista fez-me quedar perplexo. Seria mesmo possível vivermos, enquanto humanidade, novamente uma realidade tão brutal, tão cruel?

Preferi fugir. Refugiar-me no mundo das palavras. Um primeiro questionamento: Por que a palavra “guerra” (em português) é tão diferente de “war” (guerra em inglês)? 

“A palavra Guerra vem do germânico “Werra” que inicialmente não era atribuída ao conflito sangrento, mas algo relacionado a discordância, como por exemplo, algo originado de uma discussão verbal, que poderia no máximo, terminar num duelo. Atualmente o termo está relacionado  à luta armada entre nações, diferentes etnias, partidos de uma mesma nação que guerreiam por motivos territoriais, econômicos e ideológicos. Guerra se refere também a arte e a burocracia militar.  FONTE: By professora Deise Maria Antonio Sabbag site: jornal.usp.br”

Como vimos, a origem vem nos mostrar que não são tão diferentes assim. Quanto à palavra “Paz” (português), muito se assemelha a mesma, escrita em outros idiomas: “PAIX = Francês; PACE = Italiano; PAZ = Espanhol; PAX = Latim; ELPNUM = Grego; MNP = Russo; MNP = Ucraniano. FONTE: translate-into.com” 

Vieram-me por esses dias, lembranças da década de 70, quando vivíamos o tempo da “Guerra fria”, entre os blocos dos países comunistas(socialistas) e capitalistas. Toda a classe de artistas, escritores e intelectuais da época foi muito influenciada pelo que vivíamos naquele momento. Muito nos marcaria o poema do cantor e compositor Vinícius de Moraes “A Rosa de Hiroshima”, uma forma de protesto contra as explosões de bombas atômicas, sobre as cidades de Hiroshima e Nagasaki, no Japão, durante a segunda guerra mundial. A composição foi criada em 1946, é parte de uma Antologia Poética. Em 1973 os versos foram musicados na voz de Ney Matogrosso da banda “Secos e Molhados”. “A Rosa de Hiroshima:  Pensem nas crianças mudas telepáticas/ Pensem nas meninas cegas inexatas/ Pensem nas mulheres rotas alteradas/ Pensem nas feridas como rosas cálidas/ Mas não se esqueçam da rosa, rosa de Hiroshima/ A rosa hereditária, rosa radioativa/ Estúpida e inválida A Rosa com cirrose/ A antirosa atômica/ Sem cor sem perfume/ Sem rosa sem nada. FONTE: culturagenial.com”

Em 1979, escrevi uma poesia intitulada O Homem, A Bomba, inclusive já publiquei no meu blog [fabiosoarescampos.blogspot.com] em 04/09/2021. Diz assim: “Ele tem pesadelos/ Ela dorme/ Ele odeia/ Ela é paciente/ Ele ignora seu temor/ Ela brilha/ Ele explode, eleva-se, mata/ ela fica… Fica na história. 16/04/1979.” Em 19/10/1979 compus uma outra poesia intitulada “Pombinha Branca em que digo assim: “Cá estou… Nessa gravura de um belo exuberante(…) Todos estão além. e há Frieden! Lipavn! F’ft! Paix! Peace! Pace! Paz…” Hoje pergunto-me intrigado, onde fui encontrar a palavra Paz em tantos idiomas diferentes, se não existia ainda o Google?

Voltando ao meu amigo, professor de matemática, à respeito da Rússia, país ao qual tem ele estudado, disse-me que a palavra “Vodka” significa “Água”.  Isso nos incitaria à pesquisa:

“A palavra “Vodka” que em russo é sempre no feminino. Tem a mesma raiz de água “Voda”. O termo foi consolidado entre os séculos XIV e XV, e foi mudando de direção com o tempo. O primeiro significado autônomo que se tinha era “vinho”. Porém no século XIX e XX foi usado pela primeira vez para designar bebida alcoólica de graduação forte, produzida pela fermentação de grãos ou batatas. FONTE: oquee.com”

A propósito “Guerra e Paz” é o título de uma grande obra, de um escritor russo, Liev Tolstói (1865), um romance vivido durante as guerras napoleônicas na Rússia. Li-o na minha juventude. Ainda hoje recomendo.

UM POUCO DE HUMOR [Do Watsapp] PRA ENCERRAR 

“TÁ MAIS BARATO SUSTENTAR UM JUMENTO COM PÃO DOCE, DO QUE UM CARRO COM GASOLINA.”

“O DIA DA MULHER seria dia 06 de Março. Ela porém, se demorou tanto se arrumando que só deu pra comemorar no dia 08. Também foi criado o DIA DO HOMEM, mas ele é tão desleixado que nem se lembra quando é”

“A Cerveja está mais barata que a Gasolina portanto: BEBA, NÃO DIRIJA!”

BODE GAIATO. O MÉDICO LIGA:

-BIO, RAPAZ ! AO INVÉS DO REMÉDIO PRA DIARRÉIA EUTE PASSEI UM CALMANTE. E AÍ, COMO VOCÊ ESTÁ?

-TÔ BEM…CAGANDO, TRANQUILO, TRANQUILO…