17 jul

0 Comments

Secretário de Saúde do Estado de AL visita Hospital de Santana do Ipanema

Secretário de saúde e outras autoridades estiveram no Hospital Regional de Santana (Foto: Assessoria / HRSI)

O Secretário de Saúde do Estado de Alagoas, Alexandre Ayres, acompanhado pelos secretários municipais de saúde do Sertão, realizou uma visita técnica no Hospital Regional de Santana do Ipanema (HRSI), unidade gerida pelo Instituto Nacional de Gestão em Saúde (InSaúde).

Na ocasião conheceram os diversos setores da unidade, como a estrutura da Unidade de Pronto Atendimento – UPA, que está em fase de conclusão, e a obra da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal – UTIN.

A visitação ao hospital foi coordenada pela secretária municipal de saúde de Santana do Ipanema Normanda Santiago, e recepcionados pela Coordenadora Médica da Obstétrica, Dra Cristiane Bulhões, Diretora Geral, Sra. Lúcia de Fátima Queiroz e o Diretor Técnico, Dr. Reinaldo Fernandes.

O encontro ainda contou com a presença do prefeito Isnaldo Bulhões, do vereador Moacir Junior, dos secretários municipais de saúde dos 21 municípios integrantes da 9ª e 10ª microrregião de Saúde do Estado de Alagoas: José Bezerra, Janaína Soares, Edjária Silva, Ib Pita, Josivaldo Nascimento, Ricardo Rosa, Josefa Amorim, Elisberlania Silva, Jullyanny França, Kevin Garcia, Antônio da Silva, Petrúcio Wanderley, Maria Guerra, Haragonês Silva, Francisco Neto.

visita_secretario_saude_hospital (1)

Picture 1 of 7

Na opinião de Alexandre Ayres é importante continuar investindo no hospital para que ele preste um bom serviço à população de Santana Ipanema e região, e que irá proporcionar todas as condições para que isso aconteça.

Após a visita eles se dirigiram até o auditório da prefeitura de Santana do Ipanema, para discutirem e resultados apresentados pelo o hospital, discutirem suas demandas e em conjunto buscarem soluções.

Por Assessoria / HRSI

05 jul

0 Comments

Hospital de Santana promove evento sobre boas práticas no parto humanizado

Foto: Assessoria / HRSI

“SUCESSO” é a palavra que define o I ENCONTRO – BOAS PRÁTICAS DE ASSISTÊNCIA AO PARTO HUMANIZADO, realizado na quarta-feira, 03 de julho, na câmara dos vereadores de Santana do Ipanema, promovido pelo Hospital Regional de Santana do Ipanema – HRSI, gerido pelo InSaúde – Instituto Nacional de Pesquisa e Gestão, contou com a participação de mais de 100 inscritos, entre profissionais e estudantes da área de saúde de diversos municípios da região e de outros Estados.

Além disso também contou com a presença da Vice-prefeita de Santana do Ipanema, Drª Christiane Bulhões, dos Vereadores Moacir Júnior, Roberto Oliveira, Josefa Eliana, Maria Audilene e José Vaz, da Coordenadora da Atenção Básica, Sibele Arroxelas, da Representante do Conselho Municipal de Saúde de Santana do Ipanema, Sérgia Maria, do Secretário Municipal de Saúde de Canapí, José Bezerra, da Secretaria Municipal de Saúde de Olivença, Josefa Amorim e da diretora do HRSI, Lúcia de Fátima Queiroz.

Para palestrante Brunas Sales,  o evento foi brilhante e deveria se intender para os demais municípios até mesmo na capital alagoana. “Que esse evento se multiplique, não somente aqui em Santana do Ipanema mas em toda região circunvizinha, que ele vá para a capital também, por que foi brilhante, maravilhoso!”

FormatFactoryDSCN0650

Picture 1 of 12

Por Assessoria / HRSI

13 jun

0 Comments

Juízes federais conhecem instalações e funcionamento do Hospital de Santana

Juízes conheceram as dependências e o funcionamento do Hospital Regional de Santana do Ipanema (Foto: Assessoria)

Conhecer as instalações e o funcionamento do Hospital Regional de Santana do Ipanema fez parte da agenda dos Magistrados que atuam na 11° Vara Federal de Santana do Ipanema nas visitas aos órgãos públicos, realizada nesta quarta-feira (12), pelos juízes federais Dra. Camila Monteiro Pullin – Juíza Titular e Dr. Denis Soares França – Juiz Substituto.

Durante a visita foram tratados diversos assuntos, entre os quais, os avanços alcançados com a implantação dos indicadores de desempenho no hospital, o aumento do número de partos normais através das práticas humanizadas e ainda o fortalecimento das parcerias com a atenção básica dos municípios de abrangência.

Por aproximadamente duas horas de permanência na unidade, os magistrados adentraram nos diversos setores como a emergência, os internamentos, Centro Obstétrico, Unidade de Terapia Intensiva Adulto-UTI, Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal – UCIN, estrutura da Unidade de Pronto Atendimento – UPA, em fase de conclusão, e outros setores administrativos.

Coordenada pela secretária municipal de saúde Normanda Santiago, a visitação às instalações do hospital e recepcionados pela Diretora Geral Sra. Lúcia de Fátima Queiroz e o Diretor Técnico Dr. Reinaldo Fernandes. Os magistrados conheceram como são realizados os processos de admissão dos pacientes em geral e das gestantes e a demanda registrada até o mês maio que superou a trinta (30) mil atendimentos.

Ao final, ficou agendado um novo encontro para o início do mês de agosto, logo após o recesso forense, ocasião em que, será definida algumas parcerias que visam contribuir para melhorar a qualidade de vida da população. Para a diretora “foi uma grande satisfação receber os magistrados e poder compartilhar os avanços e conquistas amealhados ao longo desses 2 anos e meio de gestão.”

Por Assessoria / HRSI

06 jun

0 Comments

Hospital de Santana atende mais de 7 mil casos de urgência e emergência em maio

Foto: Assessoria / HRSI

Referência em bom atendimento e resolutividade, o Hospital Regional de Santana do Ipanema, gerido pelo InSaúde – Instituto Nacional de Pesquisa e Gestão em Saúde, atendeu no mês de maio, deste ano, 7.433 pacientes na emergência. 

As especialidades que mais tiveram atendimentos foram clínica geral, com 3.318 e pediatria 2.074, ambas representam 72% dos atendimentos da emergência, o restante fica dividido entre cirurgia, ortopedia, obstetrícia e buco-maxilo-facial.  

Além da qualidade do atendimento, a taxa de resolutividade do hospital tem sido alta, das 7.433 pessoas atendidas no mês de maio, foram transferidas, depois de serem medicadas e estabilizadas, apenas 175 pacientes por serem casos de alta complexidade e especialidades que a unidade não possui. Ou seja, a resolutividade dos casos, na unidade chega a 97,6%.  

Para Cristiane Targino – Enfermeira Supervisora da Emergência, essa taxa de resolutividade está relacionada ao bom parque tecnológico que o hospital possui: tomógrafo, raio x, ultrassom, entre outros equipamentos, que auxiliam o médico na hora do diagnóstico. Como também o bom trabalho em equipe e comprometimento de todos em prestar uma assistência de qualidade a população.

Por Assessoria / HRSI

03 jun

0 Comments

Hospital de Santana é selecionado em projeto do Hospital Albert Einstein

Médica e fisioterapeuta do Hospital Regional representaram unidade em São Paulo (Foto: Assessoria / HRSI)

O Hospital Regional de Santana do Ipanema (HRSI), gerido pelo Instituto Nacional de Gestão em Saúde (InSáude), foi selecionado para participar do projeto “TELESCOPE TRIAL” do Hospital Israelita Albert Einstein.   

O projeto tem o objetivo de avaliar se as visitas multidisciplinares diárias (VMDs), com apoio via telemedicina de um profissional especializado do Albert Einstein, pode contribuir na evolução do quadro clínico de pacientes nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI).  

O processo

Participaram da primeira etapa do processo seletivo vários hospitais de todo o país, onde foram selecionadas 32 instituições incluindo o HRSI.

Na primeira etapa, houve a participação das unidades no “MEETING TELESCOPE TRIAL” evento realizado na cidade de São Paulo. Representaram o HRSI a médica Guacyra Almeida, coordenadora da UTI Adulto, e a fisioterapeuta Isabela Magalhães.

A próxima etapa, é a realização de sorteio, pelo Albert Einstein, para definição de qual grupo de pesquisa o hospital será membro.

O Albert Einstein

O Albert Einstein é um dos mais conceituados hospitais da América Latina, a instituição reúne um prestigiado corpo de profissionais e possui avançada tecnologia hospitalar. A unidade também é reconhecida por receber autoridades e famosos.

Por Assessoria / HRSI

30 Maio

0 Comments

Hospital de Santana resgata projeto de humanização Doses d’Alegria

Turma do projeto Doses d’Alegria (Foto: Assessoria)

O Hospital Regional de Santana do Ipanema (HRSI), unidade gerida pelo Instituto Nacional de Gestão em Saúde (InSáude), resgatou na semana passada um importante projeto de humanização.

No último dia 24 de maio, colaboradores voluntários do hospital vestiram-se de palhaços e interagiram com os pacientes e acompanhante da unidade.   

A atividade marcou o retorno do “Projeto Doses D’Alegria”, ação que tem por objetivo manter um grupo de palhaços atuante dentro da unidade hospitalar.

O resultado disso é a promoção de atividades lúdicas como forma de minimizar o sofrimento e as angustias causadas pelo ambiente hospitalar.

Foto: Assessoria / HRSI

 

O projeto envolve uma equipe multiprofissional de colaboradores voluntários, as atividades estão programadas para serem realizadas quinzenalmente nas sextas feiras, nos finais das tardes, com uma equipe caracterizada.

Por Assessoria / HRSI

22 Maio

0 Comments

Hospital de Santana apresenta caso de sucesso em atendimento a paciente

A fisioterapeuta Isabela Kalline Magalhões, fez apresentação no congresso (Foto: Assessoria)

O Hospital Regional Dr. Clodolfo Rodrigues de Melo (HRCRM), situado no município de Santana do Ipanema e gerido pelo Instituto de Pesquisa e Gestão em Saúde (InSaúde), participou no último final de semana nos dias 17 e 18, da 11ª Edição do Congresso de Terapia Intensiva – CTI Recife 2019.

Essa foi a primeira vez que a unidade de saúde participou do congresso, onde foi apresentado um estudo intitulado, “Posição Prona na Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo (Sdra) Grave desencadeada por afogamento: um caso de sucesso”.

O estudo relata o caso de sucesso no tratamento de um paciente da Unidade de Terapia Intensiva – UTI da unidade hospitalar, vítima de afogamento, que após aplicação do método prona, obteve boa evolução clínica.

O estudo foi desenvolvido pelos Fisioterapeutas Isabela Kalline Magalhães, Bruno Vieira e Augusto Rocha – Responsável Técnico da Fisioterapia, e a Médica Intensivista Guacyra Almeida Coordenadora Médica da UTI. Mas apresentação no congresso ficou a par da Fisioterapeuta Isabela Kalline Magalhães. 

(Foto: Assessoria)

Por Assessoria 

23 mar

0 Comments

Gestantes da Casa da Mulher visitam hospital de Santana do Ipanema

Hospital recebeu a visita das gestantes da Casa da Mulher (Foto: Assessoria / HRCRM)

O Hospital Regional Dr. Clodolfo Rodrigues de Melo – HRCRM, unidade gerida pelo InSaúde – Instituto de Gestão em Saúde, recebeu a visita das gestantes da Casa da Mulher de Santana do Ipanema, para conhecer a unidade.

O objetivo dessa visita foi apresentar a elas o fluxograma do hospital, desde o momento da entrada das pacientes até a sua alta. Durante a visita foram apresentadas a sala de classificação de risco, recepção, centro obstétrico, clinica obstétrica, UCI – Neonatal e o cantinho das mamães (alojamento, onde ficam as mães que estão com filhos internos na UCI).

“Conhecer os processos da maternidade do momento de sua chegada até a alta, irá transmitir maior segurança e durante o período que elas estiverem na instituição”, explicou Mônika Cavalcante – Enfermeira Obstetra, Supervisora da Obstetrícia.

“A visita antecipada, além de deixa-las mais seguras, serve para que elas possam esclarecer as suas principais dúvidas que antecedem o parto”. esclarece Suelane Lopes – Articuladora Interna da Rede Cegonha.

As gestantes foram acompanhadas por Fabiana Cintra – Enfermeira Obstetra, Eline Costa – Assistente Social e Roseane Alencar – Técnica de enfermagem, funcionárias da Casa da Mulher, e tiveram como guias Waléria Melo – Enfermeira do Núcleo de Educação Permanente (NEP), Mônika Cavalcante – Enfermeira Obstetra, Supervisora da Obstetrícia e Patrícia Melo – Supervisora da Recepção.

Por Assessoria

14 mar

0 Comments

Pelo 3º mês seguido, Hospital de Santana tem mais partos normais que cesárias

Partos normais seguem como maioria na unidade (Foto: reprodução / Pixabay)

O Hospital Regional Dr. Clodolfo Rodrigues de Melo (HRCRM), situado em Santana do Ipanema e gerido pelo Instituto de Gestão em Saúde (InSaúde), apresentou pela terceira vez dados que apontam um maior de número de partos normais do que cesáreos no mês de fevereiro.

Segundo o setor de obstetrícia, no mês passado foram realizados 392 partos, dos quais 50,76% foram normais e 49,24% cesáreos. A primeira vez que a unidade conseguiu esse resultado foi em dezembro de 2018.

Para a entidade gestora, o resultado histórico veio depois de meses de muita dedicação e trabalho da equipe hospitalar, onde 51,5% dos partos daquele período foram normais.

A segunda evolução nesses casos ocorreu em janeiro desse ano, quando foram registrados 53% de partos normais e 47% de cesárias. A sequência do terceiro mês com mais partos comuns atesta o trabalho do hospital.

No acumulado de 2019, o HRCRM já realizou 808 partos. Quando comparado ao mesmo período em 2018, houve um aumento de 14%. Desse total, 52% foram de partos normais, ou seja, 6% a mais em relação a 2018, onde o número de partos normais era de apenas 44%.  

Para a diretora geral do HRCRM, Dra. Lúcia de Fátima Queiroz, os resultados demonstram um aumento da procura dos serviços, justamente por conta da credibilidade que a unidade tem apresentado.

“A população tem a segurança de que ao dirigir-se ao hospital, encontrará um serviço de qualidade e uma equipe comprometida”, destacou a administradora da unidade.

Por Assessoria / HRCRM

21 jan

1 Comment

Pela 1ª vez, Hospital de Santana registra mais partos normais do que cesárias

Unidade conseguiu reduzir o número de partos cesários (Foto: Assessoria / HRCRM)

O Hospital Regional Dr. Clodolfo Rodrigues de Melo (HRCRM), situado na cidade de Santana do Ipanema e gerido pelo Instituto de Gestão em Saúde (InSaúde), informou nesta segunda-feira (21), que no mês de dezembro passado houve um aumento de partos normais e uma redução dos números de cesarianas.

O resultado, segundo a unidade de saúde, é histórico, pois é a primeira vez que o número de partos normais, um total de 51,5%, foi maior que as cesárias, 48,5% do total.  A unidade teve em média 405 partos mês ao longo de 2018, um aumento de 16% quando comparado ao ano de 2017.

Desde adesão a rede cegonha, programa do ministério da saúde que incentiva a humanização no atendimento a gestante e ao bebê, a unidade vem atuando de uma forma polivalente na tentativa de reduzir os números de partos cesáreos.

Desenvolver uma maior aceitação ao parto normal, está sendo um grande desafio para unidade, pois as gestantes já chegam na unidade com uma ideia previa de cesariana, independente de terem realizado pré-natal particular ou no SUS-Sistema Único de Saúde.  

Para mudar essa visão, o hospital procurou conscientizar a equipe hospitalar, sobre o parto normal, também houve criação de ambientes diferenciados e readequações necessárias para propiciar um atendimento de qualidade, além de promover ao longo do ano, os cursos preparatórios para o parto, que procurou esclarecer e tirar dúvidas com relação ao parto e os cuidados com os recém-nascidos.

Equipe do HRCRM trabalha para aumentar o número de partos normais (Foto: Assessoria)

Ações que foram destaque em 2018, no Fórum Perinatal, do Estado de Alagoas, onde hospital apresentou as experiências, de articulação do hospital junto com a atenção básica dos municípios atendidos da 9° e 10° região, fazendo com que haja uma troca de informações precisas e em tempo real, além da promoção do curso das gestantes.

Para a Direção do HRCRM, o trabalho em equipe foi decisivo, para o alcance desse resultado. “Isso é resultado do trabalho de uma equipe afinada, que tem consciência do papel de cada um dos seus membros e se articulam para alcançar um único propósito que é a prática do parto humanizado com a compreensão que esse é o melhor caminho para a mulher e para o bebê”, esclareceu a Diretora Geral do HRCRM, Dra. Lúcia de Fatima Queiroz.

A participação da Enfermagem Obstétrica tem um papel fundamental nesse processo de parto humanizado. “Essa conquista, mostra que nosso trabalho feito com as parturientes, está dando resultado positivo, por conta da atenção da equipe e os cuidados que são realizados durante o partejar, focando nos métodos não farmacológicos”, esclarece a enfermeira obstétrica e supervisora da obstetrícia, Monika Cavalcante.

“Esse resultado representa o resgate da autonomia da mulher, tornando-a protagonista do processo do parto, é a compreensão como um processo natural da natureza. Que por fim reduz os riscos à saúde da mãe, como também do bebê”, enfatiza a articuladora interna da rede cegonha – Suelane Lopes.

Da Assessoria / HRCRM


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.