HEY JULY!

Praça Dr. Adelson Isaac de Miranda (Foto: Lucas Malta / Alagoas na Net)

Eis que chegamos à metade da jornada anual. Chegamos ao meio do ano. O mês de julho é um mês frívolo! Remete a férias, que remete a descanso, que remete às festas, que evoca alegria. Para nós santanenses, carregado de simbolismo. Para os que jubilaram, este mês traz consigo um quê de nostalgia. Ele sopra sobre nós bons ventos de recordações.

O rádio ligado, o locutor acorre a dizer que neste mês, nós santanenses, vivenciamos duas festas importantíssima, sendo uma profana: A Festa da Juventude e outra religiosa: Festa dos padroeiros da cidade Senhora Sant’Anna e São Joaquim.

Sinceramente, acho forte demais o adjetivo: “profano” dependendo do contexto em que está inserido. E mais ainda o verbo: “profanar”.  Interpreto-os como algo que fere, que mancha, que viola algo que não devia ser tocado, como em algo sagrado. O dicionário Priberam vai dizer que o adjetivo profano significa; “1- que é alheio a religião; 2- secular, leigo; 3- oposto ao respeito devido àquilo que é sagrado.”.  Se fosse este que vos fala,  o autor do colóquio na emissora de rádio, mudaria o adjetivo para festa “folclórica” ou “popular” e  manteria os termos festa religiosa mesmo.

Quanto ao título da crônica, trata-se de um trocadilho em referência o título da música: “Hey Jude” da banda britânica “The Beatles”. A composição tem como autoria, a dupla: Paul MacCartney e John Lennon. De acordo com o site letras.mus.com.br foi composta em 1968. Criada em junho, gravada em julho e lançada em agosto daquele ano.

A letra da composição original é uma espécie de mensagem de alguém o “eu lírico” para Jude uma personagem fictícia, o interlocutor (pode ser uma pessoa do sexo masculino ou feminino). Isso porque há um verso que diz: “Hei! Jude não tenha medo. Você foi feita para ir lá e conquistá-la.”; em outro verso diz: “Não carregue o mundo nos seus ombros. Você bem sabe que é um tolo.” A música o tempo inteiro é uma conversa franca e aberta com alguém que precisa tratar a vida com mais leveza. E sugere que a música pode ser uma ótima oportunidade para isso.

Sempre concebi esta música como sendo uma mensagem dirigida a uma mulher. No entanto o que nos diz o site: essenciasdaterra.com.br traz um significado inusitado para este nome próprio: “JUDE:  É um nome carregado de significado e simbologia. Derivado do hebraico  “Yehudah” que significa “louvor” ou “agradecimento”. Tem conexão profunda com a espiritualidade e a força interior. É o nome de um dos apóstolos de Jesus Cristo.

Particularmente este mês traz-me lembranças muitos vivas das duas festas ao qual o locutor se referia. Meu filho Joaddan, o primogênito, quedou-se surpreso ao ouvir do pai a origem da festa da juventude, com suas tradicionais gincanas automobilística, e depois  motociclística e de jegue. E somente muitos anos depois a introdução de outras modalidades esportivas: Sinuca, Baralho, Corrida pedestre; e mais recentemente Vôlei de praia, Tênis de mesa etc.

A curiosidade das filhas Juliana e Monaly ficou por conta do concurso da rainha da festa da juventude, que no passado não acontecia em praça pública, e sim no ponto máximo do evento, o ápice era o Baile da Festa da Juventude, ocorrido no Tenis Club Santanense. O traje era de gala, o público masculino usava terno completo e as damas vestiam longo, era moda o uso de perucas e penteados extravagantes à base de laquê.

Em muito lembrava os bailes de debutantes (festas de 15 anos de uma turma de garotas) ou os famosos Bailes de formatura, ao som de bandas tocando o que mais se ouvia a época: êi-êi-êi, Bossa nova, Valsa, Bolero e os Clássicos da MPB dos anos 60 e 70.

UM POUCO DE HUMOR PRA ENCERRAR

GLOSAS PRA HORA DE TOMAR UMA

ÁGUA num tem Cabelo

CAIEIRA num tem Pescoço

GALINHA num tem Dente

CARRAPATO num tem Osso

Bote a cachaça num Copo

Pra começar o Descôrço.

CARRO sem Roda num Anda

Bêbo deitado num Cai

CHIFRE de Corno num Fura

CACHAÇA pura num Vai.

HOMEM que bebe Cachaça

que vive na Embriaguez

CACHORRO que bebe Ovo

MULHER que dá a primeira Vez

Num tem DOUTOR no Mundo

Que dê um jeito nos Três.

A Desgraça do Pau Verde

É ter o Sebo do Lado

Quando o Sebo pega Fogo

O Verde morre Queimado

É Melhor andar Sozinho

Do que Mal Acompanhado.

MADEIRA DE DAR EM DOIDO

Foto: TheUjulala / Pixabay

De acordo com o site dicionarioinformal.com.br o termo-título desta crônica significa: substantivo composto, feminino. Designa madeira dura “Chico doce” ou cassetete. Exemplo Massaranduba é madeira de dar em doido.

Andei andando pelo mundo. Vagando feito vagabundo. Perambulante, confesso. Sem encontrar, no jardim das palavras, uma flor que exalasse um perfume que me atraísse, me embriagasse, com sua formosura, de uma beleza ímpar me enfeitiçasse. Fui para na floresta das Laurissilva, localizada na ilha da Madeira.

“A Ilha da Madeira, na verdade um arquipélago. É um território português localizado em meio ao oceano Atlântico, e não existem vias terrestres que façam ligação ao continente. Pra quem gosta de Cruzeiros, essa é uma fornade chegar lá. Pra quem quer saber mais sobre acesse: viagemturismo.abril.com.br”

‘Laurissilva é um tipo de floresta úmida, composta maioritariamente por árvores da família das lauráceas, endêmico da Macaronésia, região formada pelos arquipélagos de Madeira, Açores, Canárias e Cabo Verde. Fonte: Wikipédia”

“PAU QUE BATE EM CHICO, BATE EM FRANCISCO: A expressão releva a necessidade de igualdade/isonomia. A mesma faz alusão a idéia de que “Chico” é uma pessoa qualquer, sem posição social relevante, enquanto que “Francisco” é pessoa de posição social relevante, de destaque. Mas no final são iguais perante a sociedade. Pois todo Chico é Francisco, e vice-versa, razão pela qual não há que se diferenciar na aplicação de uma norma.”A régua da justiça deve ser isonômica e sua força deve se impor a fortes e fracos, ricos e pobres.” Trecho do discurso do senador Rodrigo Janot [2015] Senado Federal.”

“Madeira de Lei ou madeira nobre designa, em sentido mais amplo, as madeiras que por sua qualidade e resistência, principalmente ao ataque de insetos e umidade, duram mais que as outras. São aptas para emprego em construção civil, naval, confecção de móveis, coronha de armas, instrumentos musicais. Costuma apresentar aparência com cores marcantes indo do bege-amarelado passando pelo amarelo a marrom escuro. As madeiras “brancas” ao contrário das de lei, possuem muito Alburno aparência feia, e apodrecem facilmente. Exemplos: Madeira comum: pinho; Madeira de lei: carvalho. Dependendo do grau de dureza e trabalhabilidade, os usos e cada espécie têm destinações preferenciais. Assim, madeiras duras e pesadas, servirão para portas de segurança, pisos ou móveis pesados. Ao exemplo do Ipê, Pau-ferro, Jatobá, jacarandá e Angelim. Fonte: Wikipédia.org.br”

Veio-me agora uma lembrança boa, uma visita que fiz ao saudoso Paulo Ney Rêgo. O ilustrador da capa do livro “Festas de Santana” [1977 -1ª Edição] do escritor, e confrade, Djalma Carvalho [ASLCA]. Paulo Ney é primo, em segundo grau, da minha esposa Mara Rúbia Vieira Rêgo. Na sua fazenda Paulo mantinha um ateliê, aonde produzia obras de arte em madeira de lei, massaranduba. Alto relevo de paisagens sertanejas que, segundo ele, iam parar na América e Europa. Desde que vi o desenho da capa do primeiro livro de Djalma Carvalho passei a admirá-lo. Sem saber que um dia o conheceria. Autor de um traço tão autêntico e marcante.

UM POUCO DE HUMOR PRA ENCERRAR

NA DELEGACIA

-Você sabe tocar Bateria?
– Não Seu delegado.
-E por que roubou a Bateria do seu Vizinho?
-Porque ele também não sabe!

DOIS FAZENDEIROS PROSEAVAM:

-Vizinho tuas Vacas Fumam?
-Não!
-Então teu Estábulo ta pegando Fogo!

DOIS SOLTEIRÕES NA FESTA

-Odeio Festa de Casamento!
-Por quê?
-As Tias ficam falando “O próximo será Você!”
-Então se Vinga!
-Como?
-Fala o mesmo pra Elas, nos Funerais!

Pensamentos negativos podem gerar depressão

Foto: Piyapong Saydaung / Pixabay

A todo instante nós humanos formulamos pensamentos, estes podem ser POSITIVOS ou NEGATIVOS. Compreender como funciona o processo neural é fundamental para entender como são gerados os pensamentos.

O cérebro humano é composto por mais de 80 milhões de neurônios,  esses se comunicam e se conectam uns com os outros, essas conexões chamam-se SINAPSIS. Cada conexão sináptica é fruto de uma comunicação química que surge como impulsos neurais, que por sua vez, geram representações ou conteúdos derivados de algo real, de algo imaginário ou fictício. 

Os pensamentos são gerados a partir de estímulos que chegam aos órgãos de sentido (visão, audição, olfato, paladar e tato), ou a partir de outros pensamentos e isso vai sendo acumulado na mente, cada ser humano tem em seus neurônios um tipo de biblioteca gigante de conceitos, resultado de todas situações vividas por ele ao longo da vida. 

Nós só pensamos e conceituamos o que já conhecemos, e diante do que pensamos vem as emoções (raiva, serenidade, tristeza, alegria, vergonha, ciúmes, desinteresse, medo, coragem, desanimado, animado e etc.), as emoções serão proporcionais ao pensamento. 

Tudo que nós pensamos pode ser construtivo ou destrutivo para nós mesmos, quando o pensamento é otimista nosso recipiente de emoções positivas transborda de conforto e ficamos mais resistentes para enfrentar os desafios do dia a dia.  Quando o pensamento é pessimista nosso recipiente de emoções negativas transborda de desconforto, que sendo vivenciado de forma contínua gera sofrimento e sendo contínuo gera adoecimento. 

Emoção negativa contínua, gera sofrimento psicológico, sofrimento contínuo, gera adoecimento mental. 

A principal doença mental vem como consequência desse tipo de pensamento negativo acumulado, a DEPRESSÃO é resultado de pensamentos negativos que se cronificam mesmo que de forma equivocada, principalmente quando o indivíduo vive se comparando e competindo, tem crença de inferioridade, sente-se fracassado, não aceita falhar, se culpa, essas atitudes degradam sua saúde emocional e te deixam com a autoestima baixa.

Ao longo da leitura você irá perceber que é possível apreender estratégias para gerenciar o pensamento e com isso reverter de negativo e doentio para positivo e saudável. Não existe nenhuma possibilidade de impedir os pensamentos, mas é possível dirigi-los de forma equilibrada e multiplicá-los de forma mais positiva do que negativa.

Vale salientar que não é somente o pensamento negativo que nos leva a depressão, existem também casos em que questões hormonais também desencadeiam um quadro depressivo.     

A capacidade emocional humana tem um limite, então como um recipiente qualquer quando só há acumulo ele vai derramar, e pelo estilo cultural que vivemos, é fácil visualizar que muitas pessoas são negativas e pessimistas, isso comprova que essas pessoas vivem dilemas doentios pela sua forma de pensar, absorvendo e acumulando pensamentos e emoções ruins.

É importante sabermos que esse tipo de postura negativa e estilo de pensar é aprendido, pode ser com nossos familiares ou sociedade em geral. 

A partir de agora você vai aprender como gerenciar o pensamento para não sofrer com ele. 

Diante do problema execute esses 4 passos:

Frear o pensamento (viva o agora)

*Respire fundo, puxa o ar pelo nariz e solta pela boca (cheira a flor e soprar a vela);

*Chame o pensamento para perto de si;

*Identifique o que te incomoda;

*Crie uma meta para encontrar a paz;

*Busque a melhor sugestão para solucionar o problema;

Assuma seu Lugar (autoridade)
*Pense como adulto;

*Se posicione de forma firme;

*Não tenha medo de tentar;

*Seja o autor das suas escolhas;

*Questione o que sente;

Lista das Emoções (não absorva o que não é seu)
*Tenha prioridade (vida pessoal, trabalho);

*Não sofra com o que os outros pensam ou falam sobre você.

*Não queira resolver o que você não pode;

*Aprenda a dizer NÃO.

*O que você não muda você ACEITA,

*O que você não aceita VOCÊ muda. 

Agiota da Culpa (liberte-se)

*Perdoe-se quando algo não der certo;

*Recomece quantas vezes for necessário;

*Seja otimista;

*Seja disciplinado e entenda que SAÚDE, SUCESSO, FELICIDADE E PROSPERIDADE, são escolhas e atitudes de maturidade, nada vem pronto.

Sabemos que encarar uma mudança pode ser desconfortável, assim como não acontece da noite para o dia, então escolha mudar e se esforce para que você consiga gerenciar seus pensamentos negativos. 

Também é importante buscar ajuda profissional (Psicólogo) quando você não consegue evoluir e esse tipo de pensamentos te geram prejuízos, seja inteligente, não sofra sozinho, peça ajuda.

ATA, COMO ASSIM?

Foto: M. Maggs / Pixabay

O ano de 1978, é um marco na minha vida. Nele alcancei a maioridade. Tudo muda na vida de alguém que atinge a maioridade. Se fôssemos um índio, por certo um ritual de iniciação teria que marcar esse momento. Sem contar que numa aldeia indígena a maioridade pode chegar muito antes dos dezoitos anos. Para os civilizados um série de documentos a serem providenciados: RG; CPF; Título eleitoral, carteira de trabalho etc.

Seria esse o ritual de iniciação a vida adulta? Portar documentos? O direito de entrar em ambientes antes proibido para menores: cinema, quando o filme era apenas pra maiores de 18. Andar na rua altas horas da madrugada, comprar cerveja e cigarros frequentar bordéis. Mudar o visual: calça comprida ao invés de calções com suspensórios. Poder viajar sem a necessidade de acompanhante, ou a permissão dos pais.

Tudo o que antes parecia tão distante, inatingível, bastou uma data virar no calendário, e todas as portas antes fechadas agora se abriam. Claro, que não foi bem assim. Isso porque a vida adulta tem um preço. Diga-se de passagem, um preço justíssimo! Ter que se autossustentar era uma das regras.

No entanto, a maior conquista que tive ao tornar-me adulto, não foi nenhuma dessas coisas. Mais do que tudo isso foi o direito a cursar Datilografia e concluir um curso de Correspondente Comercial, ambos ofertados gratuitamente pelo SENAC –Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial.

Com muito orgulho guardo até hoje os certificados. Aprender a fazer um ofício, um memorando, foi muito bom, porém a ata foi um achado! Saber fazer uma ata abriu-me portas. Por causa de poder fazer parte da diretoria de várias instituições, a exemplo da AGRIPA – Associação dos Guardiões do Rio Ipanema, e ASLCA – Academia Santanense de Letras Cultura e Artes.

Ata é palavra camaleônica. “Ata – substantivo feminino; registros de sessão de colectividades deliberativas; [botânica] árvore frutífera (Annona squamosa)  pinha da família das anonáceas by dicionário Priberam.com.br; Ata: verbo transitivo: apertar e dar nó em; Ata; Pinha ou Fruta-do-conde  servem para designar um fruto da família das anonáceas que possui mais de 170 variedades Por que Fruta-do-Conde? Porque foi o governador Diogo Luis de Oliveira, o Conde de Miranda que em 1626 trouxe para o Brasil o fruto, originário da América Tropical. By google.com.br”

UM POUCO DE HUMOR PARA ENCERRAR

FRASES FILOSÓFICA

O REMÉDIO PRA OLHO GORDO? COLÍRIO DIET!

COMO POSSO PERDER A ESPERANÇA SE EU NUNCA A ENCONTREI!

DEPOIS DA TEMPESTADE… O TRÂNSITO PÁRA!

CONTROLE EU ATÉ TENHO, O PROBLEMA

É QUE TÔ SEM PILHAS!

NA DELEGACIA

O Senhor também estava na Confusão?

E o Bêbado: -Eu não.

-E o que está fazendo aqui?

-Ouvi o senhor gritar: “Cana pra todo Mundo!”

QUEM SOU?

Foto: Peter H / Pixabay

Imagine você, se a palavra pudesse se autodefinir? O que diria de si mesma? “–Muito prazer! Sou a palavra! Fui eu que a tudo criou! Deus disse: “Faça-se a luz!” E por minha causa a luz se fez! Na verdade, disse-me em hebraico, aramaico? Ou latim? Não sei ao certo. Posso garantir que em qual idioma for, sou muito bonita. Nasci para unir, pra esclarecer, para crescer, para desenvolver, para promover. Vim ao mundo pra alegrar, pra emocionar, pra ajudar, pra facilitar, pra melhorar a comunicação entre os homens.

Nem sempre consigo. Às vezes fico triste, melancólica, reflexiva, pensativa. Tantas vezes já fui pisada, rasgada, enlameada, jogada fora, desprezada, humilhada. No entanto nunca desisto. Já imaginaram quão prazer, e ao mesmo tempo, como sofrem os que vivem da minha existência? Escritores, professores, comunicadores, políticos, jornalistas, magistrados, médicos, compositores, intérpretes, dicionaristas, tradutores etc. Muitas vezes mal entendidos, desrespeitados, caluniados, vilipendiados.”

Sobre o termo “autodefinir” “O falso prefixo “auto” é um elemento de composição na formação de palavras. Pela nova ortografia somente é separado do segundo elemento por hífen nos casos em que este inicia por “o” ou “h”. Caso o segundo elemento se inicie com a consoante “s” ou “r” é necessário dobrá-la, sem usar hífen. Nos demais casos quando o segundo elemento inicia por demais consoantes ou vogais não há hífen.  By site: soportugues.com.br”

A palavra nos proporciona muitos momentos de alegria, disso não temos dúvida! Em especial quando deixa a seriedade da prosa e entra no jardim da infância da poesia.

“Sóbolos rios que vão por Babilônia, me achei/ Onde sentado chorei as lembranças de Sião e quanto nela passei/ Ali o rio corrente dos meus olhos foi manado, e tudo bem comparado/ Babilônia ao mal presente, Sião ao tempo passado.  Luis Vaz de Camões [1524-1579]

“Sôbolos – etimologia – contração sobre alguma coisa já determinada; em cima; para cima; da preposição “sobre” mais o artigo arcaico “lo”. Fonte: Google.com.br”

A poesia de Camões uma Décima, arte poética, é uma estrofe de dez versos, podem ser heptassilábicos (redondilha) ou decassilábicos, podendo aceitar outras métricas.

“Soltai-me Amor enganado/ Que enganado me prendeis/ Que em meu poder não tereis/ Seguro vosso cuidado/ Sou um pastor desprezado/ Que numa aspereza vivo/ A toda brandura esquivo/ Sujeito a todo rigor/ Não posso servir a Amor/ Que estou de sorte cativo.  Francisco Rodrigues Lobo, Poeta português [1580-1622].

De acordo com Ricardo Sérgio [recantodasletras.com.br] Os poetas Românticos não apreciavam muito a Décima, Porém os Parnasianos a puseram em circulação. Os nossos cantadores nordestinos utilizam-na com frequência.

“Quem é esta clandestina que dentro de mim viaja/ e de mim não se separa mesmo quando estou dormindo/ e aparece nos meus sonhos breve e leve como a neve? Quem é esta clandestina doce e branca e feminina/ que me segue quando saio sombra em mim dissimulada/ e torna a voltar comigo colada ao cair da tarde?  Quem é essa clandestina que de mim não desembarca? Sou seu trem ou seu navio? Seu barco ou seu avião? E sua voz me respondeu: és meu berço e meu jazigo/ Antes mesmo de nasceres eu já estava contigo/ E sempre estarei em ti até o fim da viagem. Ledo Ivo “Crepúsculo Civil -1990.

UM POUCO DE HUMOR PRA ENCERRAR

VERSOS SEM RIMA

LÁ VEM A LUA SAINDO

POR DETRÁS DAQUELA SERRA

BRANQUINHA QUE NEM LEITE

SE TALHAR EU COMO.

LÁ VEM A LUA SURGINDO

REDONDA COMO UMA VARA

SE VOCÊ NÃO COME MELÃO

PORQUE ROUBOU MINHA BICICLETA?

ESPEREI POR VOCÊ

DEBAIXO DUM GALINHEIRO

ESPEREI TU NUM VIESSE

A GALINHA ME CAGOU…

SUBI NUM PÉ DE LIMÃO

PRA VER MEU AMOR PASSAR

O MEU AMOR NÃO PASSOU

AÍ EU DESCI.

 

Fabio Campos, 15 de Abril de 2024.

Funcionário do Hospital de Santana do Ipanema falece aos 58 anos

Luciano (Foto: Cortesia / Ascom ? HRCRM)

Faleceu nesta quinta-feira (11), aos 58 anos de idade, o funcionário do Hospital Regional Cloldolfo Rodrigues de Melo, unidade administrada pelo Instituto Nacional de Pesquisa e Gerstão (InSaúde), Luciano Barbosa da Silva.

O trabalhador atuava no setor financeiro do HRCRM, mas desde o início deste ano estava afastado para o tratamento de um câncer. Nas últimas semanas ele estava internado no Hospital de Emergência de Arapiraca, quando acabou não resistindo.

A Assessoria de Comunicação do HRCRM emitiu uma nota diante do falecimento do colaborador, lembrando que ele foi o primeiro contratado da unidade e dedicou mais de 13 anos da sua vida a instituição. Confira abaixo a mensagem completa:

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Hospital Dr Clodolfo Rodrigues (@hrcrmoficial)

MÃOS E CORAÇÃO

Foto; congerdesign / Pixabay

Eis que já estamos, no segundo dia, da segunda semana, do quarto mês do ano: Abril.  Algumas expressões, diversas impressões, vieram-nos muito forte. Junto aos primeiros clarões do sol, mansamente vieram, ao nosso encontro. Relembramos datas comemorativas que a muito tempo pontuam este tríduo de lustros, de dias. Abril, mês mais que perfeito! O único do ano, que não termina com a letra “o”. Há quem acredite ser ele que abre o ano. Possuímo-lo, trinta dias, os completa. Num mês como esse nasceu d. Amância minha avó materna, num dia 13. Também uma filha minha: Adla Juliana em abril nasceu, num dia 10. Minha nora Angélica, e meu genro John, todos de abril.

É pascoal o descobrimento do Brasil. É pascal a primeira missa em solo brasileiro. A imensa cruz o altar no meio da mata. Nativos e pássaros nos galhos das árvores observavam curiosos. Nascidos dos pincéis de Victor Meireles.

Um texto debaixo de uma foto de uma senhora idosa, dos seus oitenta anos. Tatuada na mão apoiada o queixo de pele enrugada: 

“Vovó como se enfrenta a dor? Com as mãos minha querida. Se você a enfrentar com a mente, em vez da dor suavizar ela endurece mais. Com as mãos, vovó? Assim, nossas mãos são antenas da nossa alma. Se você as movimenta costurando, tricotando, bordando, cozinhando, pintando, tocando ou afundando-as na terra. Você envia sinais de cuidado para a parte mais profunda de si mesma. E tua alma se ilumina porque você lhe está dando atenção. Assim ela não precisa mais lhe enviar a dor para ser notada. As mãos são realmente tão importantes assim? Sim, minha pequena, pense nos recém-nascidos: rlrd começam a conhecer o mundo graças ao toque de suas mãozinhas. Se você olhar verá que as mãos dos velhos contam mais sobre a vida deles mais que qualquer outra  parte do corpo. Diz-se que tudo o que é feito com a mão é feito com o coração. Porque é realmente assim.: as mãos e o coração estão conectados. Os fisioterapeutas sabem muito bem disso: quando tocam o corpo de outra pessoa com as mãos, criam uma conexão profunda. É precisamente a partir dessa conexão que vem a cura. Pense nos apaixonados: quando suas mãos se tocam, fazem amor da maneira mais sublime que existe. As minhas mãos vovó, a muito tempo não as uso assim! Movimente-as, minha querida, comece a criar com elas e tudo dentro de você mudará também. A dor não passará. Mas vai se transformar na mais bela obra-prima e não vai doer mais. Porque a partir dela, você poderá bordar a tua essência.”

Linda composição. Ao sabor das oitavas da páscoa, revemos Thomas (também chamado Tomé) chamado, naquele último encontro, a tocar as cicatrizes causadas pelos cravos nas mãos e no lado transpassado pela lança que atingiu o coração de Jesus.

UM POUCO DE HUMOR PARA ENCERRAR

O CABELUDO E A MORTE

Um cabeludo se encontrou com a morte, e ela lhe disse:

-Chegou seu dia, vim lhe buscar…

Ele  Implora: -Não me leve! Não pode ser semana que vem?

-Ok! Tá certo!

Pra escapar o cabeludo rapou a cabeça. E foi pro cinema.

A morte procurou, procurou. Entrou no cinema e:

É! Já que não encontrei o cabeludo vou levar esse careca mesmo!

REMÉDIO PRA CRIAR CABELO

O bêbado, liso. Doido pra tomar uma. Diz a um careca:

-Sei de um remédio bom pra criar cabelo!

-Me ensine então!

-Pague uma cana!

O cara pagou logo duas.

-Você pega banha de galinha e vai passando, (pague outra!) passando (pague outra) passando! Esfrega! Esfrega! Esfrega!

-E aí? Nasce cabelo?

-Se nasce não sei. Mas dá um brilho!

A BRIGA

Dois bêbados discutiam e acabaram sacando cada qual um revólver e atiraram um no outro. Morrem os dois na hora.

Um terceiro bêbado que a tudo assistia. Dá um tiro na própria cabeça dizendo:

-Eu não perco essa briga por nada!

Fabio Campos, 08 de abril de 2024.

 

 

 

RECORDES

Foto: Jerzy Górecki / Pixabay

A palavra que trazemos no título desta crônica, é camaleônica. Daquelas que dão vazão a mais de uma interpretação. A depender do interlocutor, de como ela chega a cada um de nós. O que evoca? A que nos remete, no momento em que tomamos posse dela? Afinal, somos nós que nos apossamos, ou somos apossados pelas palavras?

De repente, pode funcionar como um vocativo, a chamar-nos a recordações. Nesse caso na função de verbo. Poderia ainda, assumir a função de substantivo. Aí seria, fria e calculista incógnita. Um coringa! Uma insólita pirâmide do Egito a provocar-nos com um: “decifra-me, se puderes!”

Somos seres recordativos! Reflexivos! Aceitamos o novo, somente o que entendemos como agradável, cômodo. De preferência o que não exija novas adaptações, nos tire da zona de conforto, ou gere mudanças radicais. O tempo inteiro recorremos as recordações. Andando na rua, assistindo um filme, um vídeo, a fachada de uma casa, um quadro antigo, um templo. Olhando um álbum de fotografias, visitando um museu, ou sentado na mesa dum bar. Contemplando as edificações, uma montanha. Tenho na parede do banheiro uma plaquinha com uma frase que leio todo dia: “VIVA O HOJE; REFLITA O ONTEM; SONHE O AMANHÃ!” Interessante que a ilustração é um carro antigo! Um tanto irônico.    

Récorde ou Recorde? No Brasil se ouvem as duas pronúncias. A primeira vinda do inglês: record [pronuncia-se:“rícord”], ocorreu um aportuguesamento na grafia [recorde] e na pronúncia [récorde]; a outra opção usada como paroxítona: recorde, originária do Latim. De acordo com as normas estabelecidas pela língua portuguesa, devemos escrevê-la sem acento agudo na vogal “o”, e pronunciá-la com ênfase na segunda sílaba.

Teremos este ano os jogos olímpicos: as Olimpíadas de Paris. Com início previsto para 26 de julho, indo à 11 de agosto do corrente ano. As novidades ficam por conta da exclusão de modalidades como; beisebol, softbol e karatê, e inclusão de Braking Dance e Canoagem Slalom Extremo.

“Recordes: Verbo; Masculino; Plural de Recorde; ou segunda pessoa Singular do Presente do Conjuntivo do verbo Recordar; verbo transitivo: Fazer vir à memória; lembrar; rememorar; deslembrar; esquecer; obliterar; olvidar; [Antigo] o mesmo que acordar; Verbo pronominal: Lembrar-se; origem etimológica do Latim: record-o-are; Substantivo: Proeza desportiva oficialmente verificada e que supera tudo o que até se tinha feito no mesmo gênero; Adjetivo de dois gêneros e dois números: Exemplo: número recorde, valores recorde. Bater o recorde = ultrapassar o precedente; Deter um recorde = ter conseguido estabelecer um recorde; Em tempo recorde = [informal] Em muito pouco tempo. Origem etimológica: do Inglês: Record.

“Traduções do inglês: “Record” substantivo: ficha; plug; card; token; conter; poker; chip; registry; registration; register; recording; entry.“Vlog O que é um VLOGGER? Vlog é a abreviação de vídeoblog (vídeo + blog), um tipo de blog em que os conteúdos predominantes são os vídeos. A grande diferença entre um Vlog e um Blog está mesmo no formato da publicação. Ao invés de publicar textos e imagens o “Vlogger” ou “Vlogueiro” (em português), produz vídeos sobre os assuntos que deseja publicar. Fonte: Google.com.br”

UM POUCO DE HUMOR PRA ENCERRAR

QUESTIONAMENTOS INSTIGANTES

SE ÀS VEZES SENTIMOS FORMIGAMENTO AS FORMIGAS SENTEM HUMANIMENTOS?

SE É PROIBIDO BEBER E DIRIGIR POR QUE TEM ESTACIONAMENTOS NOS BARES?

SE A GENTE NASCE, CRESCE E MORRE, OS ANÕES SÃO IMORTAIS?

SE A PESSOA QUE TEM HALZHIMER ESQUECE QUE TEM HALZHIMER, ENTÃO ESTÁ CURADA?

SABE O QUE O VINHO DISSE PRO LEITE? MINHA MÃE É UMA UVA, E A SUA É UMA VACA!

SABE QUE PAÍS CABE NA GELADEIRA? O PERU!

SABE POR QUE O PASSARINHO NÃO BATE NOS OUTROS? PORQUE TEM PENA!

SABE POR QUE A CHUVA PEGOU O ÔNIBUS? PORQUE ERA CHUVA PASSAGEIRA!

Será que sempre é birra da criança?

Foto: Mandyme27 / Pixabay

O transtorno opositor desafiador, conhecido pela sigla TOD, ainda é pouco conhecido, e quando vamos falar sobre suas características e particularidades daqueles que tem o transtorno devem surgir dúvidas ou falatórios se não estão inventando “modismos” para justificar comportamentos indisciplinados e de confrontos das crianças.

O TOD é um distúrbio do neurodesenvolvimento que ocorre na infância e adolescência e provoca sintomas como teimosia, impulsividade e de forma mais marcante o comportamento de desafiar figuras de autoridade, seguimento de regras e algumas vezes esse comportamento desafiador é pelo puro sentimento de satisfação no desafio.

Essa é uma condição de difícil diagnósticos por serem comportamentos semelhantes aos comportamentos naturais as fases do desenvolvimento infantil, mas o que se deve ser observado é a intensidade, frequência e duração desses comportamentos.

Algumas crianças têm esse comportamento desafiante tão forte que ao serem solicitadas ao fazerem algo mesmo que seja algo que gostem, só para confrontar aquele que solicitou são capazes de deixar de fazer para se opor ao pedido, outro ponto que deve ser observado é que ao acreditarem que foram prejudicadas, ou que fizerem algo de ruim contra elas podem buscar vingança pois são extremamente rancorosas.

Para fechamento de diagnósticos deve ser seguido critérios do DSM -5, existe tratamento medicamentosos para aliviar alguns sintomas só que o mais indicado é a psicoterapia e a família deve ser totalmente ativa nesse processo para aprender a lidar com todos esses comportamentos.

O processo terapêutico vai ajudar a criança desenvolver habilidades e técnicas para lidar com esses comportamentos e o quanto mais precoce o diagnóstico e tratamento melhor o prognóstico dessa criança, pois crianças com transtorno opositor que não tratam, tem uma grande chance de, na fase adulta, desenvolve o transtorno de conduta.

A mídia destrói a autoestima

Layers / Pixabay

Muitos dos seres humanos não confiam em seu potencial.

Você já se perguntou por que você se compara às outras pessoas e pensa que é inferior a elas? Já percebeu que esse modo de pensar prejudicada suas relações.

Para entender o que causa tudo isso é preciso compreender o que é autoestima. O prefixo "auto", de origem grega, autós, que quer dizer "a si mesmo". A palavra “estima” vem do latim, aestimar, cujo significado é "apreciar, valorizar". Então de forma bem direta entenda que, AUTOESTIMA “é um conjunto de sentimentos e pensamentos do indivíduo sobre seu próprio valor, competência, beleza, características que se reflete em uma atitude positiva ou negativa com relação a si
mesmo”.

A autoestima está conectada com a matriz das suas vivências, ou seja, suas crenças. Na maioria das vezes essas crenças (verdade pessoal) são desenvolvidas pelo que o indivíduo ouve quando criança e adolescente: (você não faz nada direito, você é inútil, você é feia, ninguém vai te querer assim, você não vai chegar a lugar nenhum e etc.). As críticas e ofensas depreciativas sobre suas atitudes, características físicas, de sexualidade, de preferências e etc., vão moldando sua autoestima de forma negativa.

Se ao longo da infância o indivíduo ouve frases de encorajamento, motivação e elogio, é comum que essa pessoa desenvolva uma autoestima positiva.

E como a mídia e as redes sociais prejudicam e fator autoestima? Atualmente quase que 100% dos adultos e adolescentes acessam mídias
tecnológicas e também redes sociais.

Através desse universo tecnológico, existem diversos produtos e serviços, abordando o segmento de beleza e principalmente feminino.

Na rede social é propagado uma ilusão de vida e corpo perfeito e felicidade forçada. Diante do filtro do instagram não existe ninguém desarrumado e nem com dificuldade.

A cultura estética e midiática é muito cruel, principalmente com a mulher. A mulher é criticada quando tem cabelos brancos, rugas, flacidez no bumbum, quando fica fora da moda, quando falha, quando decide deixar a vida profissional para ser mãe e etc. Nesse universo comercial ninguém respeita fisiologia humana, na maioria das vezes o que prevalece é a aparência.

A autoestima é impactada diretamente pela rede social, essa mulher se compara e sente-se feia, defeituosa, incapaz, infeliz, gerando assim prejuízos na vida pessoal, social e profissional.

É comum a pessoa com autoestima baixa ser introspectiva, sem confiança no potencial, acha que não vai agradar, acha que nunca vai fazer o parceiro(a) feliz, desiste fácil, desânimo, carencia afetiva, crises ansiosas, crises depressivas, autolesão e até tentativas de suicídio.

Apesar de nós humanos carregarmos uma necessidade de aprovação e afirmação do outro, é possível equilibrar as emoções para não viver refém do elogio do outro.

Entenda que quanto mais você se guia pela imposição da mídia, mais entra em um mundo ilusório e irreal.

É comum nós humanos buscarmos algumas mudanças físicas, cabelo, unhas, cirurgias, dentes, mas é preciso ter cautela sobre essa insatisfação pessoal, aprenda a se amar, a valorizar sua autenticidade, não se culpe com as mudanças naturais da vida, as características corporais externas mudam com a idade.

Lembre-se! Dentro do contexto humano PERFEIÇÃO só existe no dicionário.

Se sua autoestima é baixa procure um profissional de psicologia para ele te ensinar a mudar a forma de pensar e evoluir nas atitudes.