Bento XVI lamenta incêndio na Boate Kiss

28 jan 2013 - 11:17

O papa Bento XVI lamentou nesta segunda-feira o incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, município do Rio Grande do Sul, que deixou 231 mortos no último fim de semana.

Em um telegrama enviado ao arcebispo de Santa Maria, Dom Helio Adelar Rubert, Bento XVI disse estar triste e consternado com “a trágica morte de centenas de jovens no incêndio”.

O Pontífice também demonstrou proximidade aos familiares das vítimas, dizendo “participar da dor deles”, e pediu que Deus ofereça “conforto e restabelecimento”.

A tragédia já é considerada a maior do estado do Rio Grande do Sul e o segundo maior incêndio do Brasil, atrás apenas do incidente de 1961 no Grande Circo Brasileiro, em Niterói, no Rio de Janeiro, quando 503 pessoas morreram.

Testemunhas afirmam que o fogo teria começa após o integrante de uma banda que se apresentava na boate acender um sinalizador no palco. O sinalizador teria atingido o teto do local, iniciando um foco de chamas no material de isolamento acústico, feito de espuma.

A boate Kiss contava com apenas uma saída de emergência. Os bombeiros tiveram de fazer um buraco na parede para facilitar a retirada das vítimas.

Ansa Latina

Comentários