Bancada alagoana se dividiu na hora da votação contra Temer; veja o placar Também foi registrada uma ausência, do tucano Pedro Vilela (PSDB).

03 ago 2017 - 06:52

Somente um parlamentar por Alagoas não participou da votação, o tucano Pedro Vilela, do PSDB (Fotos: Google Imagens )

Dos nove deputados que representam Alagoas na Câmara Federal houve praticamente um empate na hora de decidir pelo prosseguimento ou não da denuncia contra o presidente Michel Temer (PMDB).

Quatro deles votaram a favor do presidente e quatro votaram contra o arquivamento da denuncia. O único que não esteve presente foi Pedro Vilela (PSDB).

Segundo o placar, os políticos que votaram “pró-Temer” foram: Arthur Lira (PP), Cícero Almeida (PMDB), Marx Beltrão (PMDB) e Maurício Quintella (PR). O grupo optou pelo SIM ao relatório da CCJ, que recomendava a rejeição da denúncia da PGR.

Já os parlamentares Givaldo Carimbão (PHS), João Henrique Caldas – JHC (PSB), Paulão (PT) e Ronaldo Lessa (PDT) votaram no NÃO, ou seja, contra o relatório, e por isso a favor do prosseguimento da denúncia.

Mesmo com essa igualdade na bancada alagoana, a votação no total favoreceu o presidente Michel Temer, já que 263 deputados votaram a favor do arquivamento da denuncia, contra 227 que votaram para que o mandatário continuasse sendo investigado.

Houve duas abstenções e 19 ausências. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), optou por seguir o regimento e não votar.

Por Lucas Malta / Da Redação

Comentários