Audiência com Juíza pode por fim a polêmica entre Prefeitura e IPAS em Santana

13 dez 2016 - 01:22

Todos os envolvidos devem participar de uma audiência na próxima quinta-feira (15).

Gestão do Hospital está no centro do debate (Foto: Divulgação)

Gestão do Hospital está no centro do debate (Foto: Divulgação)

Após mais um episódio da polêmica gestão do Hospital Regional Clodolfo Rodrigues de Melo, ocorrido nesta segunda-feira (12), todos os envolvidos neste imbróglio devem ter um novo encontro que pode, ou não, por um fim a esta novela.

O movimento faz parte de um ato promovido pela juíza substituta da 1ª Vara em Santana do Ipanema, Marina Gurgel da Costa. A magistrada convocou uma audiência de conciliação para acontecer às 9h da próxima quinta-feira (15).

O momento vai reunir representantes da Prefeitura, IPAS, OS Geração e o Ministério Público de Alagoas. A manifestação da juíza aconteceu através da Ação Civil Pública de nº 0800047-80.2016.8.02.0055, processo que tem como autor a Promotoria de Santana.

Foi exatamente neste processo que consta uma das primeiras decisões judiciais do caso, tomada à época pelo juiz Durval de Mendonça. Na oportunidade o magistrado determinou a prorrogação, pela primeira vez, do contrato do IPAS com a Prefeitura, bem como a imediata realização da licitação.

Município tem interesse

Segundo fontes ouvidas pela reportagem do site, a ação da magistrada animou parte do corpo jurídico do município, isso porque, desde a primeira tentativa frustrada de posse, na madrugada de 1º de dezembro, o Executivo tem buscado uma manifestação da juíza acerca do caso.

O temor de alguns dos advogados era de que os recursos judiciais ou pedidos das partes não fossem apreciados antes do recesso judiciário. “Acredito que vamos sair da audiência com alguma decisão, seja positiva ou negativa”, confidenciou a fonte a reportagem do Alagoas na Net.

Coincidentemente, o dia marcado para a audiência também será um momento em que boa parte da cúpula do judiciário alagoano deverá estar na cidade de Santana. O motivo será a inauguração da nova sede do Juizado Especial, localizado ao lado do Fórum Desembargador Hélio Cabral de Vasconcelos.

Por Lucas Malta / Da Redação

Comentários