Associação de Cartórios e Corregedoria do TJ emitem nota sobre crime em Olivença

25 out 2021 - 17:23


Arte: Clara Fernandes

Pelo menos duas entidades da justiça alagoana se pronunciaram a respeito de um atentado, ocorrido na manhã desta segunda-feira (25), que matou a dona de casa Damiana Roberto Correia Mélo, de 45 anos, e feriu sua filha Dayrla Roberto Correia de Mélo, 21, esta última funcionária do Cartório de Registro Civil, local onde ocorreu o crime.

Em notas à imprensa, a primeira a se manifestar foi a Associação dos Notários e Registradores de Alagoas (Anoreg). O comunicado ressaltou que, segundo informações colhidas no local, trata-se de um crime passional praticado contra a escrevente da unidade cartorial. 

A Anoreg pediu ainda o crime seja apurado rapidamente pela polícia e que o responsável seja punido. “Ao mesmo tempo em que se solidariza com a família das vítimas e com todos os clientes e funcionários do cartório que presenciaram a cena lamentável de violência”, escreveu.

A Corregedoria-Geral da Justiça de Alagoas (CGJAL) também lamentou o ocorrido e se solidarizou com a família das vítimas, com os funcionários e clientes que presenciaram a cena do crime. “Ao passo em que solicita às autoridades competentes a apuração do caso, para que o responsável seja identificado e punido na forma da Lei”, completou.

Da Redação com Assessorias

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.