Artesãos alagoanos participam de exposição internacional em Belo Horizonte

30 nov 2012 - 14:32


Foto: Arquivo Seplande

Artesãos cadastrados no Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) em Alagoas, coordenado pela Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande), irão participar, entre os dias 4 e 9 de dezembro, da 23ª Feira Nacional do Artesanato, realizada em Belo Horizonte.

Mais conhecida como “Mãos de Minas”, a feira que traz nesta edição o tema “Estrada Real e Suas Riquezas”, é composta por artesãos de todos os Estados do Brasil e de outros 12 países. O evento tem como público arquitetos, artistas plásticos, donos de galerias de arte e designers que, durante seis dias, poderão apreciar mais de 50 mil peças artesanais.

Alagoas estará presente com diversos artesãos, que comercializarão suas peças em um estande montado especialmente para as Coordenações Estaduais do PAB.

Representando o município de Boca da Mata, estará presente o patchwork; Marechal Deodoro e Pontal da Barra com o filé; Pão de Açúcar com esculturas em madeira; Feliz Deserto,com itens feitos com palha da taboa; Piranhas com o bordado rendendê; Maragogi com filé feito da fibra de bananeira; o núcleo de produção do município de Capela, que leva o nome do Mestre João das Alagoas, com a técnica da escultura em barro; e Maceió com a escultura em palito de fósforo.

“É um evento de grande importância, onde circulam milhares de pessoas todos os dias. Isso gera visibilidade para os artesãos, que têm a oportunidade de mostrar seu trabalho para um público tão diverso, com ampla possibilidade de comercialização”, declara Sônia Normande, coordenadora do PAB em Alagoas.

Engajada na defesa do meio ambiente, a feira possui duas iniciativas voltadas para a sustentabilidade: o projeto Carbono Neutro, que consiste em equilibrar, por meio do plantio de árvores, todo o monóxido de carbono produzido durante o evento; e o Resíduo Zero, que tem como intuito reciclar todo material produzido durante a feira, e reutilizá-lo na produção de novas peças artesanais.

A 23ª FNA é realizada pelo Instituto Centro Cape (Iccape), Central Mãos de Minas, Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e Serviço Social da Indústria de Minas Gerais (Sesi-MG). O evento faz parte do Calendário Brasileiro de Exportações e Feiras, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Por Agência Alagoas

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.