Arma que matou Tony Pretinho não era de Baixinho Boiadeiro, diz advogada Segundo ela, a perícia comprovou que o tiro que vitimou Tony Pretinho não saiu da arma de Baixinho, uma 45mm. Já a arma usada no assassinato do vereador foi uma de calibre 9mm.

16 nov 2018 - 09:43

Perícia comprovou que o tiro que vitimou Tony Pretinho não saiu da arma de Baixinho(Foto: Reprodução)

Após quase um ano do assassinato do vereador do município de Batalha, Tony Carlos Silva de Medeiros, também conhecido como Tony Pretinho, a advogada Mabylla Loriato, da família de José Márcio Cavalcante, o “Baixinho Boiadeiro”, contou à reportagem do Cada Minuto, nesta quarta-feira (14), que o resultado da perícia de balística “inocenta” seu cliente.

Segundo ela, a perícia comprovou que o tiro que vitimou Tony Pretinho não saiu da arma de Baixinho, uma 45mm. Já a arma usada no assassinato do vereador foi uma de calibre 9mm.

“Nós estamos confiantes que pelo menos essa acusação com relação a questão do Tony vai ser revertida porque nós estamos comprovando que ele não tem nada a ver com aquela pistola 9mm”, afirmou Mabylla. A defesa ainda acrescentou que irá solicitar a revogação do pedido de prisão de Baixinho Boiadeiro ao juiz responsável pelo caso.

Veja a matéria completa no ÍTALO TIMÓTEO 

Comentários