Após pandemia, casos graves de aids têm chegado com frequência ao HHA Como forma de conscientização pelo Dezembro Vermelho, Hospital oferecerá testes abertos à população nesta quarta (1), das 8h às 12h

30 nov 2021 - 19:00


Hospital oferecerá testes abertos à população nesta quarta (1), das 8h às 12h (Foto: Ana Paula Tenório / Agência Alagoas)

Os diagnósticos de HIV/AIDS sofreram interferência da pandemia de Covid-19 e, ultimamente, muitos pacientes já chegam aos Serviços de Saúde com sintomas graves. Diante deste quadro, para alertar a população, o Hospital Escola Dr. Helvio Auto (HEHA), unidade da Uncisal, localizado no Trapiche da Barra, em Maceió, irá oferecer testes abertos à população para detectar o vírus HIV, além de ações educativas e orientações pré e pós-testes. A iniciativa, que faz parte das ações do Dezembro Vermelho, mês dedicado à luta contra a AIDS, acontecerá na próxima quarta (1), das 8h às 12h.

No Dia Mundial de Luta Contra a AIDS, comemorado nesta quarta, 1º de dezembro, a equipe do Hospital Helvio Auto distribuirá laços vermelhos da solidariedade e preservativos (masculinos e femininos) a usuários e servidores, além de prestação de informações, distribuição de panfletos educativos e orientações sobre uso correto do preservativo e maneiras de evitar o contágio.

Nos últimos meses, profissionais do Hospital Helvio Auto estão identificando a chegada de pacientes com AIDS grave às internações, o que pode ter se agravado após o pico da pandemia de Covid-19, uma vez que muitas pessoas procuraram os serviços básicos de saúde com sintomas que podem ser facilmente confundidos com Covid-19, mas não foram corretamente diagnosticados como HIV/AIDS.

“Pacientes estão chegando ao HEHA com diagnóstico recente e já com sintomas graves de AIDS, não só com a infecção do HIV, mas com a AIDS já instalada. Muita gente não procurou os serviços de saúde para realizar o teste durante a pandemia. Os que procuraram apresentavam fraqueza, dores no corpo, tosse, febre e tudo isso pode ser confundido com sintomas da Covid-19, o que dificultou o diagnóstico, uma vez que a pandemia alterou a triagem de rotina para o HIV nos serviços básicos de saúde”, explicou Lygia Antas, coordenadora do ambulatório de HIV/AIDS do Hospital Helvio Auto.

De janeiro a dezembro de 2020 foram identificados 317 novos casos de HIV/AIDS só no Hospital Escola Dr. Helvio Auto. Este ano, de janeiro a novembro de 2021, já foram contabilizados 303 casos que dependendo da gravidade, são encaminhados para tratamento ambulatorial ou internação. Além do tratamento ambulatorial, no HEHA é realizada a Profilaxia Pós-Exposição ao HIV (PEP) para quem teve contato direto com o vírus ou passou por alguma situação de risco.

Como participar da testagem?

Para realizar os testes, o cidadão deve trazer um documento de identificação, cartão do SUS e comprovante de residência. A equipe do HEHA está preparada para fazer as orientações pré e pós-testes e efetuar o procedimento. Os resultados dos testes rápidos saem em torno de 30 minutos. Após a testagem, o cidadão será encaminhado para sala de espera para acolhimento e aconselhamento individual com a equipe de Psicologia. Aos que forem diagnosticados, a primeira consulta médica já é realizada em seguida.

Atualmente, mais de 2.700 pacientes provenientes de todo o estado de Alagoas com HIV/AIDS são acompanhados ambulatorialmente pelo Serviço de Assistência Especializada (SAE) do Hospital Helvio Auto.

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.