Após decisão judicial, presos que estavam em Santana são levados ao Agreste Os detentos, que saíram de Maceió com destino o Agreste, acabaram sendo barrados pelos policiais penais em Girau do Ponciano.

18 set 2021 - 07:59


Presos estavam na Casa de Custódia em Santana (Foto: Alberto Santos / Cortesia)

Uma decisão judicial fez com que 60 presos que haviam chegado na noite da última quinta-feira (16), na Casa de Custódia de Santana do Ipanema, fossem levados para o Presídio do Agreste, no município de Girau do Ponciano.

Os detentos, que saíram de Maceió com destino o Agreste, acabaram sendo barrados pelos policiais penais, que se recusaram a recebê-los, alegando superlotação da unidade e informarem estarem em greve, desde o dia 30 de agosto.

Como medida emergencial, os presos foram levados ao Sertão, mas por ordem do juiz André Luis Parizio Maia Paiva, plantonista da Vara de Palmeira dos Índios, os policiais foram obrigados a receberem os custodiados.

“Sem adentrar no mérito da legalidade ou não da greve deflagrada, é sabido que, em serviços essenciais (como é o caso), há um mínimo de atividades que devem ser garantidos e, no caso concreto, o recebimento e guarda de presos inclui-se nesta categoria”, declarou o magistrado, em parte da decisão. 

Após a medida da Justiça, a Secretaria de Estado de Ressocialização Social (Seris) informou à imprensa que a determinação foi cumprida na noite de sexta (17).

Por Lucas Malta / Da Redação

Comentários


Importante! Este site utiliza cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar a navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.