Alagoas ultrapassa meta da Campanha de Vacinação Antirrábica

18 dez 2012 - 16:09

Foto: Olival Santos

Alagoas encerrou a Campanha de Vacinação Antirrábica 2012 e atingiu a meta de vacinação preconizada pelo Ministério da Saúde (MS). Segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), dos 353.765 cães existentes em Alagoas, 333.269 foram imunizados, o que corresponde a 94%. Quanto aos gatos, os dados mostram que 92.990 foram vacinados.

Dos 102 municípios alagoanos, 95% ultrapassaram a meta determinada pelo Ministério da Saúde, que preconiza vacinar, no mínimo, 80% da população canina e felina domiciliada. No total, foram 436.259 animais imunizados.

Segundo o coordenador do Programa Estadual do Controle da Raiva, Valmir Costa, o resultado da campanha aponta que quase 100% dos animais foram vacinados. Isso porque, os 5% restante corresponde aos quatro municípios – Jacuípe, Matriz do Camaragibe, Boca da Mata e Pão de Açúcar – que ainda não totalizaram a computação dos dados.

“A avaliação da campanha mostra que, com 95% da população canina imunizada, Alagoas ultrapassou a meta e atingiu o objetivo de vacinar cães e gatos. Isso significa dizer que conseguimos impedir que os animais possam adoecer e transmitam o vírus da Raiva para o ser humano”, disse Valmir Costa.

Ainda segundo o coordenador Estadual da Campanha, a meta alcançada é fruto das ações contínuas que a Sesau vem realizando. Isso porque, desde 1998, Alagoas tem conseguido superar a meta preconizada pelo Ministério da Saúde.

Nos municípios com maior população canina e felina, foram imunizados, 83.315 cães em Maceió – o que representa 90%; em Arapiraca foram vacinados 19.315 cães – 97%; e em Penedo, 5.961 cães, que corresponde a 98%. De acordo com as notas técnicas enviadas pelos municípios, não houve nenhuma notificação de reação adversa em relação à vacina.

A Campanha de Vacinação Antirrábica foi aberta oficialmente no último dia 26 de novembro. Ao todo, 1.749 profissionais estiveram envolvidos nas ações, que aconteceram em 3.510 postos fixos, espalhados pelos 102 municípios do Estado.

A doença

A Raiva é uma doença de países pobres, por isso, segundo Valmir Costa, é preciso ter consciência acerca do cuidado com os animais. O principal deles é vacinar os caninos e felinos contra a doença, evitando assim a transmissão para a população.

“Quando um animal é infectado pelo rabdovírus, ele morre em cerca de 10 dias. Em relação ao homem, há o registro de apenas um caso de sobrevivência no Estado de Pernambuco. O vírus tem alta taxa de mortalidade e é transmitido por mordidas e arranhaduras de mamíferos contaminados”, esclareceu.

Por Agência Alagoas

Comentários