Alagoas passa São Paulo e lidera criação de empregos com carteira assinada em setembro

18 out 2012 - 01:12

Ilustração (Foto: Google)

O estado de Alagoas superou São Paulo, que representa cerca de um terço do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, na criação de postos de trabalho com carteira assinada em setembro deste ano, de acordo com números divulgados nesta quarta-feira (17) pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

No mês passado, Alagoas contratou 27.572 vagas com carteira assinada, ao mesmo tempo em que São Paulo efetuou a contratação de 26.339 trabalhadores formais.

São Paulo vinha ocupando o topo do ranking entre os estados desde julho, quando foram criadas 47.837 vagas. Alagoas, por sua vez, ocupava a 25ª posição no ranking de criação de vagas em agosto, com apenas 25 postos a mais. No ano, o estado ainda acumula perda de 7.974 vagas formais.

Em todo o país, foram criados, no mês passado, 150.334 postos de trabalho formais; em setembro de 2011, foram 209.078. Foi o pior resultado para um mês de setembro desde 2001.

Cana de açúcar

Segundo o diretor do Departamento de Emprego e Salário do Ministério do Trabalho, Rodolfo Torelly, a forte contratação de trabalhadores formais em setembro deste ano no estado de Alagoas está relacionada com o início do ciclo da cana de açúcar – que se estende pelos próximos seis meses.

“É uma coisa estrondosa [a criação de empregos formais em Alagoas]. Daqui a seis meses, entretanto, por volta de abril e maio [quando o ciclo da cana-de-açúcar termina], os trabalhadores normalmente são demitidos”, declarou Torelly ao G1.

De acordo com o diretor do Departamento de Emprego e Salário do Ministério do Trabalho, o mesmo fenômeno (contratações por conta do ciclo da cana-de-açúcar) também foi verificado no estado de Pernambuco, que registrou, no mês passado, a abertura de 18.890 vagas formais. Pernambuco foi o terceiro estado que mais contratou em setembro deste ano.

Do G1

Comentários