Alagoas iniciará a vacinação contra a Covid-19 em fevereiro, afirma secretário da Saúde Governo de Alagoas assinou, ontem (16), um protocolo de intenções para a aquisição da vacina Coronavac junto ao Instituto Butantan

17 dez 2020 - 17:02

Vacinação começará pelo grupo de risco e trabalhadores da saúde da linha de frente, afirmou Ayres (Foto: Carla Cleto / Agência Alagoas)

Alagoas vai iniciar a vacinação contra a Covid-19 no mês de fevereiro de 2021. O anúncio foi feito pelo secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, nesta quinta-feira (17), durante coletiva de imprensa, um dia após assinar um protocolo de intenções junto ao Instituto Butantan visando adquirir 1 milhão de doses da vacina Coronavac.

A partir de fevereiro do próximo ano, 500 mil pessoas serão imunizadas, iniciando pelos grupos de risco designados pelo Programa Nacional de Imunização (PNI) e os profissionais de saúde que atuam no enfrentamento da Pandemia da Covid-19. Na sequência, seja com as doses de vacina que serão adquiridas pelo Governo de Alagoas ou através do quantitativo de imunizantes a ser enviado pelo Governo Federal, os demais grupos serão vacinados.

“Mesmo com o Plano Nacional de Vacinação lançado pelo Governo Federal, decidimos nos antecipar e assinarmos um protocolo de intenções com o Instituto Butantan, que dará a Alagoas prioridade na aquisição da vacina Coronavac. Isso significa dizer que, mesmo que o Ministério da Saúde demore para adquirir e enviar aos estados uma vacina contra a Covid-19, Alagoas já tem garantida a aquisição de um imunizante para proteger os alagoanos”, ressaltou o secretário de Estado da Saúde.

Comissão 

Para assegurar transparência a todo o processo de vacinação, a Sesau criará uma Comissão para Acompanhamento da Campanha de Vacinação contra a Covid-19, informou o secretário. A portaria que formaliza a comissão será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) na próxima semana. A comissão contará com integrantes da saúde estadual, do Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público Estadual (MPE), Conselho Estadual de Saúde de Alagoas (CES/AL) e Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas (Cosems/AL).

“Com isso, daremos total transparência ao processo de vacinação contra a Covid-19, que respeitará todos os critérios técnicos e, como preconiza o Programa Nacional de Imunização, os primeiros a serem vacinados serão os grupos de risco e os profissionais de saúde. Deste modo, vamos assegurar que a Campanha de Vacinação contra a Covid-19 será transparente, como tem ocorrido em todas as medidas adotadas pelo Governo de Alagoas desde o início da pandemia”, destacou Alexandre Ayres.

O titular da Saúde estadual assegurou, ainda, que o PNI em Alagoas tem estrutura suficiente para armazenar as vacinas a serem adquiridas junto ao Instituto Butantan. Isso porque, diferente de outras vacinas desenvolvidas contra a Covid-19, a Coronavac pode ser armazenada em geladeiras convencionais, sem que necessite permanecer acondicionada em refrigeradores com temperaturas negativas.

Por Josenildo Törres / Agência Alagoas

Comentários