Alagoas está a um passo da implantação do 1º Banco de Alimentos

10 dez 2012 - 16:46

Foto: Divulgação

Nesta segunda-feira (10), a Superintendência de Segurança Alimentar e Nutricional, da Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social (Seades), encaminhou à Superintendência Municipal de Controle do Convívio Urbano (SMCCU) o projeto arquitetônico do 1º Banco de Alimentos do Estado. O projeto solicita alvará de aprovação e execução da obra, que será realizada no Instituto do Desenvolvimento Agrário (Ideral), localizado dentro da Central de Abastecimento de Alagoas (Ceasa).

O Projeto de implantação do Banco de Alimentos vai beneficiar 8 mil famílias e está em fase final de análise na Caixa Econômica Federal. A expectativa é que seja concluído ainda este ano, para que o Governo do Estado lance o edital de licitação da obra. Serão investidos R$ 500 mil para a construção do prédio, compra de equipamentos e qualificação profissional. Deste total, R$ 450 mil são de recursos federais, financiados pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e R$ 50 mil do Governo de Alagoas.

O Banco de Alimentos visa combater o desperdício de alimentos que perderam o valor comercial, porém permanecem com valor nutricional. Atualmente, circula de 9 a 12 mil toneladas de alimentos por mês, sendo que 3% deste número são considerados lixo.

“Um projeto como este é muito importante para o Estado, pois além de levar alimento às famílias de baixa renda de Alagoas, também irá contribuir no combate ao desperdício, auxiliando na distribuição de alimentos para entidades sócioassistênciais”, destacou a gerente de Promoção do Direito Humano à Alimentação Adequada, Ana Paula Santos.

Ainda esta semana, representantes da Superintendência de Segurança Alimentar e Nutricional estarão submetendo o projeto arquitetônico do Banco de Alimentos à análise da Vigilância Sanitária de Maceió. Além disso, participarão de reunião com técnicos da Caixa Econômica para saber do andamento da análise do projeto de implantação.

Bancos de Alimentos

Os Bancos de Alimentos são Equipamentos Públicos de Alimentação e Nutrição destinados a arrecadar, selecionar, processar, armazenar e distribuir gêneros alimentícios arrecadados por meio de doações junto à rede varejista e/ou adquiridos da agricultura familiar por meio de programas governamentais.

Destinam-se ao combate do desperdício de alimentos, através da coleta de gêneros alimentícios normalmente perdidos ao longo da cadeia produtiva, além de apoiar o abastecimento alimentar local por meio da integração com outros programas de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN), como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Por Agência Alagoas

Comentários