Ações vão tentar barrar aumento de salários de deputados e vereadores

29 dez 2016 - 11:53

Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral diz que aprovação de vencimentos fere o Princípio da Moralidade.

Deputados e vereadores aumentaram próprios salários (Foto: Assessoria ALE)

Deputados e vereadores aumentaram próprios salários (Foto: Assessoria ALE)

O aumento de salários dos vereadores de Maceió e dos deputados alagoanos vem repercutindo negativamente na sociedade. O Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) adiantou que vai ingressar com ações junto ao Ministério Público Estadual (MPE) e à Justiça de 1º grau, para tentar barrar a decisão do Legislativo. Além disso, o Movimento fará um ato público intitulado “Reaja, Alagoas!” na Praça Deodoro, no dia da posse, no mês de fevereiro. 

Segundo o coordenador geral do Movimento, Antônio Fernando da Silva, é preciso compreender que a decisão tomada pelo Legislativo Municipal e Estadual afeta, drasticamente, o Princípio da Moralidade, garantido na Constituição Federal (CF).

“É uma medida legal, mas que, no momento, não se sustenta, tendo em vista a crise econômica nacional e a própria PEC [Proposta de Emenda à Constituição] que congela os gastos públicos. A decisão vai na contramão de tudo o que foi discutido e aprovado, sem falar que o salário mínimo é uma verdadeira miséria”, disse Fernando. 

Veja a matéria completa no Gazetaweb

Comentários