A Câmara está atrasando a ajuda aos comerciantes, diz Dra. Carol Magalhães Poder Legislativo está com um projeto do Executivo, que dá isenção de impostos a setor produtivo.

29 abr 2021 - 09:21

Vereadora Dra. Carol Magalhães protocolou documentos na sede da Prefeitura (Foto: Assessoria)

A vereadora por Santana do Ipanema, Dra. Carol Magalhães, do Cidadania, está preocupada com a demora em que o Poder Legislativo está tendo em dar andamento a uma proposta que ajuda empreendedores afetados pelas restrições impostas por conta da pandemia da Covid-19.

No final do mês passado, a Casa Tácio Chagas Duarte recebeu um Projeto de Lei do Poder Executivo Municipal, no qual versa justamente sobre uma reivindicação que ela fez. O PL isenta alguns impostos para empresas do setor produtivo, que amargam prejuízos pelos decretos.

“Logo depois que fiz indicações à Prefeitura, enfim o projeto chegou, no fim do mês passado, porém, eu ainda achei necessário propor emendas, ampliando os setores beneficiados, que antes seriam só bares, restaurantes e academia”, relata Magalhães.

As emendas aditivas citadas pela vereadora pedem que a Prefeitura dê descontos em tributos para as empresas do MEI, Microempresas e Empresas de Pequeno Porte. Todavia, Carol diz que, desde que as apresentou, a Câmara suspendeu a última sessão e não mais pautou a discussão.

“O Presidente da Casa marcou uma nova sessão para esta segunda-feira (26), mas não aconteceu. Eu fiquei sabendo que houve uma reunião somente com vereadores da base da prefeita, para saber o que ela achava das minhas emendas. Ora, cadê a autonomia dos nossos vereadores? Tudo aqui eles tem que perguntar a sua patroa?”, indagou a edil.

Para Dra. Carol Magalhães a demora do Legislativo é um sinal muito ruim para a sociedade, pois prolonga o sofrimento dos mais prejudicados na pandemia. “A Câmara está atrasando a ajuda aos comerciantes. Seria mais honesto ser contra as emendas, já que não querem se indispor com a prefeita”.

Por Assessoria / Vereadora Dra. Carol Magalhães

Comentários