Por conta de cortes, Ufal pode parar até final deste ano

11 set 2017 - 07:18

Valéria Correia teme que obras sejam interrompidas devido aos cortes no orçamento (Foto: Sandro Lima / Tribuna Independente)

Com 32.679 estudantes nos cursos de graduação e pós-graduação, 1.515 professores e 1.682 técnicos-administrativos, a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) sofreu um corte de recursos de R$ 23,4 milhões neste ano e o previsto para 2018 é alarmante: R$ 515 mil.

Assim como as demais instituições de ensino superior federais, ela pode parar de funcionar. Diante desse quadro, o Jornal Tribuna Independente entrevistou, na última terça-feira (5), a reitora da Ufal Valéria Correia. Para a professora, é hora de a sociedade “abraçar as universidades públicas brasileiras”.

Veja essa entrevista completa no site do periódico, Tribuna Hoje

Comentários