Hoje é Terça-feira, 28 de Julho de 2015
Postado em 8/02/2014 às 19:47
  • Promova

Intenção de Compra das Famílias de Maceió recua no início do ano

Se comparado ao mês de janeiro de 2013, o índice registrou queda de 5,7%, já que no ano passado foi de 138,1 pontos.

Foto: Divulgação / Fecormércio

Foto: Divulgação / Fecormércio

A pesquisa sobre a Intenção de Consumo das Famílias (ICF) de Maceió indicou um comportamento mais conservador por parte dos consumidores durante o primeiro mês do ano. O índice recuou, comparado ao mês de dezembro de 2013.

O estudo é desenvolvido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), em parceria com Instituto Fecomércio/AL de Estudos, Pesquisas e Desenvolvimento (IFEPD).

De acordo com a análise do Instituto Fecomércio, os consumidores estão mais cautelosos no momento de realizar novas compras, principalmente aqueles na faixa de renda de até dez salários mínimos. Isso está associado à necessidade de maior controle do nível de endividamento e gerenciamento das finanças pessoais.

Em dezembro de 2013, o indicador alcançou 135,9 pontos, dentro da média do ano pontos. Em janeiro de 2014, o índice recuou para 130,2 pontos, em termos percentuais uma queda de 4,2%. Se comparado ao mês de janeiro de 2013, o índice também registrou queda de 5,7%, já que no ano passado foi de 138,1 pontos.

A pesquisa confirma a hipótese de que o consumidor está mais preocupado em solucionar os problemas financeiros do que realizar compras adquirindo dívidas novas, ao menos no início do ano.

Diferentes faixas salariais

O resultado do ICF foi mais conservador no grupo de famílias com renda de até dez salários mínimos. Nesse segmento, o ICF passou de 134,5 para 128,3 pontos, um recuo de 4,6%.

Entre as famílias que recebem mais dez salários mínimos, o índice – pelo contrário – aumentou de 157,1 para 158,6 pontos, ou seja, 1% de incremento. O resultado condiz com a explicação que os consumidores de baixa renda estão mais cautelosos em realizar compras para não se endividarem desnecessariamente.

Como funciona

O indicador tem capacidade de medir a avaliação que os consumidores fazem sobre aspectos importantes da condição de vida da família, como a capacidade de consumo atual e de curto prazo, nível de renda doméstico, segurança no emprego e qualidade de consumo, presente e futuro.

O ICF varia de 0 a 200 pontos sendo que acima de 100 a expectativa é considerada positiva.

CLIQUE AQUI e veja a pesquisa completa.

Da Redação com Assessoria Fecomércio

Nenhum Comentário

Nenhum comentário ainda.

Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URL

Deixe um comentário

ficken porno izle lezbiyen porn watch porno
create gmail accountwwwgmail.comgmail sign inforgot gmail account