Em Pernambuco, Município e Estado cancelam camarote oficial no Galo da Madrugada

26 fev 2014 - 11:29

Foto: Wikipédia

Foto: Wikipédia

A menos de uma semana do início do Carnaval, a Prefeitura do Recife e o Governo do Estado cancelaram, em decisão conjunta, a montagem dos camarotes oficiais durante as festividades da Folia de Momo. Embora não seja a versão oficial, a decisão vem em resposta às ameaças de protestos contra a organização dos espaços vips.

Estão cancelados os camarotes montados no Armazém 12, do Marco Zero, e no Galo da Madrugada. No caso do Galo, os espaços serão repassados para organização da festa.

Um evento organizado pelo Facebook, intitulado “Quero minha vaga no camarote vip do Governo“, dá o tom da crítica. O texto de abertura alfineta o espaço reservado para as autoridades no Polo do Marco Zero e reivindica uma vaga no camarote.

O protesto segue a mesma linha das manifestações de junho, que reclamam dos gastos públicos pelos governantes.

Quando cancelou a Fifa Fan Fest, faltando pouco mais de cem dias para o início da Copa do Mundo, a Prefeitura do Recife argumentou que seriam economizados R$ 20 milhões dos cofres públicos. Na análise de Geraldo Julio, os recursos poderiam ser melhor empregados.

Em nota oficial, a Prefeitura do Recife justifica que no espaço do Armazém 12 será montado um Posto de Comando Integrado que vai reunir SDS e Guarda Municipal.

“Da mesma forma que decidiu não investir recursos públicos na realização do Fifa Fan Fest, o prefeito optou por não oferecer os receptivos este ano”, informa, na nota, o secretário de Turismo e Lazer, Felipe Carreras.

“O Governo já havia desistido de montar o seu camarote da Torre Malakoff e hoje, após a decisão do prefeito Geraldo Julio de acabar com os camarotes, o governador Eduardo Campos decidiu cancelar também o seu espaço no Galo da Madrugada”, revelou Marcelo Canuto, secretário estadual de Cultura.

Leia a íntegra da nota:

Em reunião de monitoramento das ações de Carnaval, o governador Eduardo Campos e o prefeito Geraldo Julio decidiram cancelar os respectivos camarotes oficiais que seriam armados no desfile do Galo da Madrugada e também o do Armazém 12, no Marco Zero.

Com a decisão, o espaço localizado no Bairro do Recife vai abrigar um Posto de Comando Integrado, reunindo a Secretaria da Defesa Social e a Guarda Municipal, enquanto os dois camarotes da Avenida Dantas Barreto serão repassados à diretoria do Galo, que irá arcar com todos os custos de montagem e comercializar as entradas ao público.

“O Governo já havia desistido de montar o seu camarote da Torre Malakoff e hoje, após a decisão do prefeito Geraldo Julio de acabar com os camarotes, o governador Eduardo Campos decidiu cancelar também o seu espaço no Galo da Madrugada”, revelou o secretário estadual de Cultura, Marcelo Canuto.

“Da mesma forma que decidiu não investir recursos públicos na realização do Fifa Fan Fest, o prefeito optou por não oferecer os receptivos este ano”, informa o secretário de Turismo e Lazer do Recife, Felipe Carreras.

O primeiro andar do Armazém 12 será transformado em um posto de observação da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e outros órgãos operativos. O objetivo da iniciativa é diminuir o tempo de resposta dos órgãos operativos em caso de ocorrências.

“O Marco Zero concentra milhares de pessoas todas as noites da festa e é fundamental que a PM, os Bombeiros e todos os demais envolvidos na segurança disponham deste ponto de apoio”, explicou o secretário estadual de Defesa Social, Alessandro Carvalho. “No PCI, teremos homens com binóculos e refletores que vão iluminar a plateia em caso de qualquer tumulto, por exemplo”, explicou o secretário de Segurança Urbana da PCR, Murilo Cavalcanti.

Do Blog de Jamildo / NE10