Deputados cobram posição da ALE sobre servidores fantasmas

19 abr 2017 - 20:00

Cunha disse que anexo da FGV aponta supostas irregularidades envolvendo “fantasmas”.

Deputado cobrou medidas da Mesa Diretora (Foto: Assessoria)

Deputado cobrou medidas da Mesa Diretora (Foto: Assessoria)

O deputado Rodrigo Cunha (PSDB) anunciou, na tarde desta quarta-feira, 19, a divulgação do anexo que faltava no relatório da auditoria realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) na folha de pagamento dos servidores efetivos da Casa de Tavares Bastos. Segundo ele, o anexo onde consta todo o quadro funcional, aponta supostas irregularidades envolvendo servidores fantasmas.

“Não quero fazer julgamentos de quem trabalha ou não, mas essa Casa é que tem que dizer isso e algumas medidas têm que ser tomadas… Conheço muitos servidores que dedicam suas vidas dentro dessa Casa, esses podem ficar tranquilos, mas, precisamos dizer quem não trabalha e a Casa tem como dizer isso”, frisou Cunha, informando que irá publicar ainda hoje o anexo da FGV.

Ele aproveitou para solicitar formalmente da Mesa Diretora alguns pontos, como a adequação do Portal da Transparência ao que preconiza a Lei de Acesso à Informação (LAI); realização de um censo com todos os servidores da Casa; instalação de ponto eletrônico de frequência; criação de um setor de Controle Interno e que a Procuradoria da ALE forneça um prazo de quando irá pronunciar acerca do resultado da auditoria.

Veja a matéria completa no CadaMinuto

Comentários