Cresce número de acessos ao Portal da Transparência em relação a 2016

17 jan 2017 - 06:36

Reformulação completou um ano e demonstra aumento significativo de acessos.

Internauta está de olho (Foto: Agência Brasil)

Internauta está de olho (Foto: Agência Brasil)

O ano de 2016 foi um ano positivo no que se refere ao controle da sociedade sobre as ações do Estado, mas conhecido como Controle Social. Entre as ferramentas que viabilizam essa tarefa está o Portal da Transparência, que dispõe sobre diversas informações acessíveis ao cidadão.

Com uma versão mais moderna e com mais usabilidade, o Portal da Transparência Graciliano Ramos foi lançado no final de 2015 pela Controladoria Geral do Estado (CGE). Em um ano, o número de acessos aumentou significativamente. A média de acessos por mês era de 7.105 e subiu para 16.170.

“Vivemos em um momento novo no qual as pessoas sabem que podem contar com a Transparência no Estado de Alagoas. A CGE fez um esforço, juntamente a outros órgãos estaduais, viabilizando as ferramentas de Controle Social e estimulando o acesso à informação e o controle exercido pelo cidadão que pode contribuir com o desenvolvimento do Estado.”, destaca a controladora-geral Maria Clara Bugarim.

Colocação

Em 2016, o Estado de Alagoas saiu de 6,3 para 9,8 na nota do Ministério Público Federal (MPF), ficando na segunda posição do Ranking da Transparência.

Para a superintendente de Correição e Ouvidoria, Bruna Cansanção, o Portal da Transparência é uma ferramenta eficiente e importante para o exercício do controle social. ” O Portal possibilita muito mais que a disponibilização de informações públicas, pois ele tem o papel de fortalecer a transparência no Estado de Alagoas contribuindo para a aceleração da mudança cultural onde o acesso à informação é a regra e o sigilo a exceção. O trabalho da CGE é monitorar a implantação da Lei de Acesso à Informação no âmbito do Poder Executivo do Estado, visando ao fornecimento de informação com qualidade”, disse Bruna.

O acesso ao portal por meio de dispositivos móveis foi mais uma novidade ofertada pela nova versão. E os dados revelam que 30% dos usuários utilizam esses meios para buscar informações no portal.  Maceió é a cidade que lidera o número de acessos. De 159.996 acessos, 58% são de Maceió, enquanto que Arapiraca fica em segundo lugar, com 5.9%.

Reformulação

Durante seis meses, a equipe da Controladoria Geral do Estado (CGE), em parceria com o Instituto de Tecnologia em Informática e Informação de Alagoas (Itec), realizou um trabalho de análise aprofundada do Portal da Transparência para facilitar o acesso das informações governamentais.

Toda a reformulação do Portal foi baseada na Metodologia 2014 emitida pela Organização Não Governamental Contas Abertas – responsável pelo ranqueamento dos portais de transparência do Brasil e que avalia, principalmente, a facilidade com que os usuários encontram as informações. A equipe também fez uma análise comparativa dos portais de transparência de outros Estados que ocupam as melhores posições no ranking.

Por Amanda Vieira / Agência Alagoas

Comentários