Hoje é Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014
Postado em 13/08/2013 às 9:12
  • Promova

Bebê é encontrado pelo Conselho Tutelar

Foto: ilustração

Foto: ilustração

Um bebê de quatro meses foi localizado pelo Conselho Tutelar de Maceió, nesta segunda-feira (12), no bairro Jardim Petrópolis. De acordo com o Conselho Tutelar, o bebê teria sido

abandonado pela mãe, quando na última quinta-feira (8) ela deixou o bebê com uma amiga para ir a uma festa e não apareceu mais.

Ainda segundo o Conselho Tutelar, a criança teria passado pelas mãos de outros vizinhos, até ser deixado com uma adolescente de 13 anos de idade.

A avó da criança, que preferiu não se identificar, disse que a filha já sumiu outras vezes, deixando o bebê com ela. Ela denunciou a situação e disse que a criança chorou bastante e que os vizinhos, inclusive, saíram e perguntaram por que ele estava chorando. “Eu disse que ele estava sentindo falta da mãe dele, porque ele olha pra mim e vê que eu não sou a mãe dele”, relatou a mãe.

A avó explica ainda que a jovem tem uma filha de dois anos, que praticamente não cria, pois ela saia e chegava com três, quatro dias depois. “A atitude dela está muito errada, porque se ela quisesse uma vida de curtição, não deveria ter arranjado um filho”, afirma a avó.

O conselheiro tutelar Marcelo Alves explicou que a avó está de acordo em ficar com a criança, mas que nesse caso, ela também já foi notificada a comparecer com a mãe da criança, que tem 17 anos. Segundo ele, elas devem comparecer no Conselho Tutelar para que as medidas cabíveis sejam tomadas.

Ainda de acordo com o conselheiro, caso a avó não venha a requerer a guarda da criança e fique claro que a mãe não tem condições de criá-la, a criança será encaminhada para a casa de adoção e o caso será encaminhado ao Juizado da Infância e da Juventude.

Você pode denunciar casos de agressão como esse, disque 100.

 Por Paulo Sérgio Jr – Colaborador

1 Comentário

  1. eu gostaria de adoltar uma menina recem nacida como faco

    Comentário por maria ferreira — 11 de outubro de 2014 às 13:43

Feed RSS para comentários sobre este post.

Deixe um comentário